Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

totofobia?

Maria Araújo, 18.03.19

Parece-me que isto não acaba, esta mulher é uma pérola da natureza.

Conseguira reservar pela APP, a aula de Pilates de hoje, não preciso de ir para a grande fila desde que levante a senha até dez minutos antes da aula. Um minuto mais tarde que chegue, a senha já foi entregue a alguém que tem esperança numa vaga ( já aconteceu ficar sem a minha senha...).

Começa a aula, a professora dá instrução para nos posicionarmos no setup básico, fecharmos os olhos...

Todas de olhos fechados, seguíamos a palavras da professora, eis que fomos interrompidas por  uma voz, quase esganiçada, que vinha do fundo da sala. Ninguém percebeu o que dizia.

Todas abrem os olhos, viram-se para trás, dizem que não entenderam o que disse. A professora pára a aula, pergunta o que se passa. 

A voz repete o que acabara de dizer e que foi mais ou menos isto:

" Professora, as pessoas fazem fila para levantarem a senha mas há sempre uma pessoa que fura a fila, põe-se ao lado, e recebe a senha, e depois há outra que espera pela sua vez e não há senha e só não digo o nome porque ela sabe quem é..."

Incrédulas, as mulheres, uma a uma,  diziam: " não estou a perceber".

Como na aula da semana,e enquanto a professora tratava do material, eu estava perto da voz e dissera exactamente o mesmo, mas só eu escutara, virei-me para trás e: " A professora não tem de ouvir isto. Se a senhora tem alguma queixa a fazer é  na recepção".

Quase ninguém ouviu o que eu disse devido ao burburinho que se gerou.

Boquiaberta, e sem nada entender, a professora perguntou, de novo, o que se passava.

A voz repete a sua questão, os olhos das mulheres em cima dela, a professora responde que não pode fazer nada, está ali para dar aula, esses assuntos são resolvidos na recepção.

E todas viram costas à voz e a aula recomeça.

Depois da aula, uma das senhoras pergunta-me:"O que queria a "socorro"? Ela é doida! Ela não sabe que a professora não resolve estas coisas? Se tem alguma reclamação a fazer que vá à recepção."

Fiz o sinal que deve ter um parafuso a menos. E a voz que interrompeu a aula era a a pessoa que chamo de totó, conhecida no ginásio pela "socorro".

Acho que ando com fobia a esta senhora, ainda vou ter muitas peripécias para contar aqui.

 

 

 

16 comentários

Comentar post