Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

ela desceu ao Terreiro

Maria Araújo, 11.11.19

acendeu a fogueira, junto à Torre de Menagem, e festejou o São Martinho com cantares e dançares.

Assaram-se as castanhas, bebeu-se o vinho.

IMG_20191110_160832.jpg

Conheço, da minha infância, alguns dos elementos e a minha empregada faz parte do grupo, fui vê-lo, ontem.

A Rusga de São Vicente, da freguesia onde nasci, está no FB com fotografias e vídeos.

E as minhas fotos aqui:

IMG_20191110_160246.jpg

IMG_20191110_161738.jpg

IMG_20191110_161716_1 (1).jpg

IMG_20191110_160355.jpg

IMG_20191110_161837 (1).jpg

IMG_20191110_161747 (1).jpg

 

Compras gourmet

Maria Araújo, 28.03.15

10431460_1092042527489587_4248811464896958456_n.jp

(Groselha Espim, Feira Agro, Braga)

 

Fui à Agro, este ano muito maior e melhor distribuídos os espaços de apresentação e venda de produtos, no interior.

O que se vê são os queijos, os enchidos, os presuntos, os doces, os vinhos e os produtos gourmet.

Encontrei a minha irmã, que já estava de saída, e ofereceu-me um queijo de ovelha (ai, irmã que vais dar cabo de mim). O senhor que vendia o queijo insistia que eu provasse mas eu não quis.

Já na nave principal passei num balcão e vi umas miniaturas, bem grandinhas, de clarinhas e de folhadinhos de Fão. Pronta a comprar, a senhora diz-me que não são para vender mas para oferecer. E ofereceu-me uma clarinha deliciosa.

Preferia que fossem para vender. Trazia uma caixa delas. Então os folhadinhos, ui!

Dei a volta completa à nave, depois fui ao exterior onde se viam imensas máquinas, tractores e tudo o mais para o agricultor, os animais, e no final decidi fazer as minhas compras: sardinhas em azeite, petingas em tomate picante e paté de atum picante.

A senhora aconselhou-me a levar sardinha em vinho do Porto mas quando foi buscar ao caixote, já não havia. 

E ainda ofereceu uns biscoitos feitos por ela, que comi ao lanche com o meu doce de abóbora, e um chá.

Depois, fui ao balcão de gourmet e provei uns patés, um pouco picantes, mas ótimos.

Comprei um de tamarilho, maçã e passas, e um doce de pimenta e malagueta, para acompanhar com queijo.

E pela primeira vez comprei uma embalagem de flor de sal com orégãos e cebola.

Estive tentada a comprar chouriços e alheiras (adooooooro) mas não posso comer estas coisas. Excepcionalmente, como num jantar em família ou com amigos(as).

Faltou o vinho, mas como predominavam os verdes (prefiro os maduros) e não sou especialista na matéria, desisiti.

As compras gourmet artesanais são mimos para o nosso paladar, e estes "made in Braga".

agro 013.JPG

 

 

 

 

Conversas na caixa do supermercado

Maria Araújo, 18.01.15

Estava eu a pagar as minhas compras, atrás de mim dois homens, pedintes, um deles com o rosto vermelho das marcas que o alcool deixa ficar, conversam um com o outro sobre o vinho, um deles diz qualquer coisa que não percebi e diz a funcionária da caixa:

" Tenho de trabalhar, o dinheiro não cai do céu. Mas também prefiro trabalhar, não queria estar como "você".

Observo melhor os dois homens. O homem do rosto vermelho das marcas do vinho, havia colocado dois pacotes de vinho tinto no balcão da caixa.

O outro homem, com bom ar, sorriso  fresco e saudável na boca, comentou com a funcionária: "Porque diz que não queria estar como eu?"

Respondeu ela: "Prefiro estar a trabalhar que estar a receber como o senhor, assim do braço"

E eu não via nada de anormal no braço do homem.

E a funcionária, sem ser explícita, volta à carga: "Prefiro trabalhar, sinto-me melhor a produzir,  que estar a receber como o senhor".

Presumo, de tudo isto, que o homem, de sorriso fresco e saudável na boca, recebe o RSI.

O outro, muito calado nada dizia. Pagou os dois pacotes de vinho.

E eu segui o meu caminho.

images.jpg