Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



os meus cinquenta

por Maria Araújo, em 06.08.19

como-envelhecer-bem-1.jpg

(imagem da internet)

 

Aceitei o convite da Luísa  para participar no desafio que a imsilva lançou no seu blog, sobre os cinquenta ( a meia idade), no século passado era sinal de velhice, a verdade é que, quando  jovem, o conceito que tinha de uma mulher de quarenta anos era de velha, de modo que, quando lá cheguei, decidi que era um disparate, não me via nem sentia a idade, tive sempre uma vida rodeada de amigas e amigos, a maioria mais novas, os anos passaram depressa demais, cheguei aos sessenta com energia, à excepção de algumas mazelas que o raio do tempo se encarrega de me oferecer, e forma de estar, ser e pensar saudáveis.

Tive uma infância a brincar na rua, não gosto de bonecas porque não as tive, os poucos brinquedos que tive eram partilhados com a minha irmã mais velha, fui uma maria rapaz, mas bem comportada...e tímida.

Dediquei parte da minha adolescência aos meus dois irmãos mais novos, uma alegria, uma novidade, foi a fase da minha vida de quase mãe ( mal eu viria a imaginar que na adolescência destes seria eu a "mãe" deles), tinha  férias de um mês na praia, encontros com os amigos, anoiteceres de brincadeira, por isso, uma adolescência saudável.

Vieram os vinte. Ui os vinte! A fase mais louca: o querer e o não querer, a incógnita de saber se iria encontrar o homem da minha vida,  a loucura das noites de Verão nas discotecas, usava tudo o que a moda ditava, o meu 1,50cm não era problema, independente que era, e sou, fazia as férias de Verão com as amigas. 

Os trinta,  trabalhadora estudante que fui, foi a etapa mais difícil e mais crítica da vida, porém, com novas amigas de curso, que me ajudaram a ultrapassar muitas das minhas tristezas, tive momentos de cumplicidade, de desabafos e risos,  acabei o curso, mudei de emprego, deixei a paixão dos vinte, fiz-me uma mulher mais madura, mais sensata, mais feliz e orgulhosa com o que tinha alcançado.

Entrei nos quarenta, novos amigos e amigas de trabalho, alguns namoricos, férias fora do país, amizades mais sólidas, casa própria, carro, maior dedicação à família, mais sobrinhos, as primeiras rugas, os primeiros fios de cabelos brancos, ainda  as noites de discoteca, os dois irmãos mais novos casaram, tiveram filhos. E se a família tinha grande significado para mim, passou a ser o mais importante da minha vida.

Costumava comentar com as amigas que, contrariamente ao estilo de mulher do século passado, os cinquenta são os novos cinquenta:  as mulheres deste século, mais independentes, mais experientes, mais selectivas nas suas escolhas, não dão tanta importância ao que os outros pensam de si, frequentam o ginásio, cuidam de si, são mais sexy.

E foram os cinquenta os melhores da minha vida.

Positiva que sou, mais confiante e segura dos meus actos ( e cometi muitos erros), entrei no mundo da internet, conheci pessoalmente pessoas fantásticas, fiz boas amizades virtuais, fiz viagens que nunca esperei fazer, vivi aventuras que pensava não serem para a minha idade, passei a viver intensamente os encontros, os jantares com os amigos,  dediquei mais tempo à leitura, abri o blog.

Deixei de dar valor a coisas supérfluas, a pessoas negativas, egoístas, mesquinhas,  às conversas e amizades de circunstância.

O meu corpo mudou, ganhei um pneu que me custou aguentá-lo ( já não existe), eu, mulher baixa e elegante, cujos amigos elogiavam o corpo e a idade, não tive a crise de menopausa ( que sortuda, confesso), eis que um dia, depois de uma cirurgia, observava as rugas de expressão que desde jovem me habituei a elas, assustei-me com as que, de repente, faziam-se notar nos cantos da boca. A sensação que tive foi de que os meus olhos não quiseram ver que elas estavam lá há tempos.

Aprendi a aceitar cada faixa etária com gratidão pelo que vivi, já não sou a pessoa que fica obcecada  com as marcas que o tempo se encarrega de dar, quero ter saúde física e mental para viver os momentos mais pequenos e simples, com serenidade, até aos noventa (que duvido) quero ser uma velha gaiteira, se lá chegar, quero ver os sobrinhos netos crescidos e como vai ser o seu futuro. 

Fico grata por acordar de manhã sempre bem disposta, fazer o que gosto, tratar dos meus compromissos, ler, fazer o que me apetece e à noite deitar-me tranquila e feliz porque o dia até correu bem.

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

um dia cinzento

por Maria Araújo, em 04.07.19

semelhante ao dia 4 de julho de 2008, o dia que faleceu a minha irmã, o dia que celebramos o aniversário da Sofia,  que completa hoje 21 anos.

Amanhã são 37 anos que a minha mãe nos deixou.

Era tão jovem!

E a vida prossegue com altos e baixos, sempre na esperança de um mundo mais razoável.

 

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

a vida dá muitas voltas

por Maria Araújo, em 09.03.18

e nunca ninguém deve perder a esperança do seu sonho, da sua luta, do seu investimento, das decisões que, de repente, tem de tomar, leve o tempo que levar.

 

nao-desista-nunca.jpg

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

há cinco anos

por Maria Araújo, em 21.09.16

neste dia 21, o meu sobrinho mais novo, dos onze que tenho, tinha oito anos e era...

293912_236120383106678_1285391755_n.jpg

 

hoje, dia do seu aniversário, 13 anos, está assim.

13686732_1164255563612614_8671269352787491243_n.jp

 É tão bom vê-los bonitos, saudáveis, cheios de vida.

O meu orgulho e carinho por eles é infinito.

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

o mundo está carente

por Maria Araújo, em 22.07.16

Mais um tiroteio, mais medo, mais insegurança, mais ódio, mais vítimas inocentes.

O mundo carece de afectos, de sensibilidade, de respeito pela vida humana.

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

eu sei

por Maria Araújo, em 12.04.16

que todos, adolescentes e adultos, passamos por fases da vida menos boas mas fico triste quando leio ou me confidenciam "estou cansada(o) desta vida".

tento não pensar negativo, mas são estes momentos que me deixam sem saber o que fazer

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

hoje, faz-se muito

por Maria Araújo, em 07.01.16

 

 

11753747_10207496848765322_8202901073486771751_n.j

mas é preciso mais.

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

Penso muitas vezes neste dia...

por Maria Araújo, em 26.10.15

1610999_10154320534594488_9131140549147947159_n.jp

depois penso nos muitos outros que há para viver.

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

quando a cidade vive a sua história

por Maria Araújo, em 24.05.15

parece que a vida fica mais simples, vai-se para a rua (o tempo também ajuda, "obrigada,São Pedro"), há festa, há alegria, há animação, há GNR para a reinação.

"Reviver Bracara Augusta" começou na quarta-feira e acaba hoje.

É, na minha opinião, das melhores festas de rua que a cidade tem, seguida, nos  últimos três anos, e aquando de "Braga Capital Europeia da Juventude", a Noite Branca.

O São João, festa da cidade, já teve o seu período áureo no século passado, cheio de multidão que, até ao amanhecer, subia e descia a avenida principal da cidade.As camionetas vinham dos arredores cheias de foliões, que de tão cansados estavam da noite, dormiam as poucas horas que tinham para a romaria do dia 24, ao relento ou dentro dos autocarros...mas isso no tempo em que se podia andar à vontade na rua.

Com abertura dos grandes centros comerciais os horários de trabalho à noite, muito mudou. Só mesmo os mais jovens, os que já estão de férias, para se aguentarem na noite e para a bebedeira.

Desde então, porque já não tenho paciência para andar no meio da multidão, são poucas as vezes que vou gozar a noite de São João.

Adiante. Então, as minhas festas de rua são Braga Romana e a Noite Branca.

Este ano, com o centenário do Theatro Circo, não faltam programas. Seleciono alguns,  não posso ir a todos,  "olhem, não páro!"

Fazendo o resumo por fotografia e vídeos, com a manhã de hoje no Parque da Rodovia em que o Fitness Club fez as aulas de zumba e body balance ao ar livre, fica a minha reportagem destes quatro dias de folia.

Hoje é o encerramento de "Reviver Bracara Augusta". Vi o programa da noite, estou decidida a acabar em grande esta festa de grande importância cultural para a cidade, o país e o mundo (muitos turistas levam a nossa história além fronteiras).

 

quinta-feira

 

Sem Título.png

Reviver Braga 2015 009.JPG

Reviver Braga 2015 014.JPG

Reviver Braga 2015 017.JPG

Reviver Braga 2015 019.JPG

Reviver Braga 2015 021.JPG

Reviver Braga 2015 023.JPG

Reviver Braga 2015 031.JPG

Reviver Braga 2015 032.JPG

Reviver Braga 2015 045.JPG

Reviver Braga 2015 050.JPG

Reviver Braga 2015 058.JPG

Reviver Braga 2015 060.JPG

Reviver Braga 2015 063.JPG

Reviver Braga 2015 064.JPG

Reviver Braga 2015 069.JPG

Reviver Braga 2015 072.JPG

romana 031.jpg

romana 043.jpg

romana 045.jpg

romana 049.jpg

romana 057.jpg

romana 055.jpg

romana 078.jpg

romana 087.jpg

 

sexta-feira

mexe-te Braga 004.jpg

mexe-te Braga 027.jpg

mexe-te Braga 040.jpg

mexe-te Braga 035.jpg

 

mexe-te Braga 009.jpg

mexe-te Braga 018.jpg

 

Concerto GNR

GNR 001.JPG

 

 

GNR 014.JPG

GNR 017.JPG

 sábado

 

sabado 003.JPG

sabado 004.JPG

sabado 007.JPG

 

 

sabado 017.JPG

sabado 018.JPG

 

sabado 022.JPG

IMG_20150523_173505.jpg

sabado 020.JPG

 

domingo

"Mexe-te Braga"

mexe-te Braga 047.jpg

 

 

mexe-te Braga 052.jpg

mexe-te Braga 056.jpg

mexe-te Braga 062.jpg

mexe-te Braga 079.jpg

 

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

"In my secret life"

por Maria Araújo, em 11.03.15

 

Numa troca de e-mails entre mulheres, e sobre homens maduros, alguém destacou este senhor.

Por que gosto da sua rouca voz, apeteceu-me ouvir esta deliciosa melodia (todos temos segredos na nossa vida)

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)


foto do autor


desafio dos pássaros



o meu instagram


1º desafio de leitura - 2015 2º desafio de leitura - 2017 3º desafio de leitura - 2019

desafio




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D


Encontros - eu fui

IMG_2230 (2).JPG MARCADOR