Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Que fariam

por Maria Araújo, em 17.09.11

se no supermercado perto da vossa casa, aquelas meninas que se encontram junto à porta, atrás de um mini-balcão,aproximam-se de vós e vos pedem que respondam a breves perguntas sobre determinado produto?

-respondem que se for para comprar, "não obrigado, mas não estou interessada(o);

-"está bem", mas com dúvidas;

- "tenho pressa"  ( com a certeza de que querem impingir-vos o produto).

Pois bem, há cerca de 3 semanas deixei-me levar pela conversa de uma menina mas  com a garantia de que não era para comprar o produto.

Respondi a três breves perguntas, pediram-me se era possível ficar com o meu conta(c)to, (o que não costumo fazer),dei-0 assim como  a minha autorização para a empresa me ligar, mais tarde, apenas para confirmar que fui conta(c)tada lá, no supermercado.

Há uma semana, fim da tarde, o telemóvel tocou.

Era uma representante da empresa, que nem sequer fixei o nome, a perguntar se podia vir cá um técnico fazer uma demonstração do produto.

Fiquei possessa, pois não esperava isso.

E respondi:"se o vosso técnico vem a minha casa para me vender alguma coisa, respondo que não."

Ao que a menina acrescentou: "Não, ele não vai vender nada. Ele vai fazer um teste a...., e só por ir a sua casa, já tem a comissão dele. Faça-nos esse favor."

E marcámos a hora.

Ontem, por volta das 15:40h, veio o dito cujo técnico.

Demasiado à vontade para meu gosto, mas como estava aqui para fazer o seu papel e ganhar a sua comissão, deixei-o agir.

Pediu-me umas peças de louça,e com a maior descontração, abre o armário onde tenho os copos e serve-se destes.

Pega numa cadeira, pousa  uma maleta que trazia, abre-a e tira um catálogo explicativo do produto, enquanto que numa outra maleta uns aparelhos faziam o teste de...

Depois, sem pedir licença, puxa de outra cadeira, senta-se e diz-me: "Sente-se também."

Com ar já de antipática, esboçando um sorriso, de quando em vez, para mostrar ser agradável, tentei esquecer-me de que estava em minha casa, e ouvia as explicações dele.

Depois, vieram as perguntas habituais: "quem me atendeu no inter-comunicador não foi a senhora, foi a sua filha? trabalha aqui na cidade? trabalha em quê?"

Respondi como me apeteceu, omitindo algumas respostas e "ludribriando" outras.

Chamei a Sofia, para ver os resultados dos testes.

Depois,perguntou: "quantas pessoas vivem aqui em casa?

Foi aqui que decidi responder como me apeteceu.

E ele retrocava as minhas respostas com "pensei que fosse...então tem x filhos... E o seu marido? A senhora não trabalha em...? Acho que conheço a sua cara..."

Talvez não fosse convincente, mas acho que colou.

Quando o teste estava quase acabado, reclamei: "Eu sabia que vinha cá para me convencar a comprar o aparelho, mas eu disse a quem me ligou que se fosse para me venderem o produto, não queria  ninguém por cá."

Respondeu: "E a senhora só o compra se quiser."

A conversa de vendedor era tão persuasiva, que quase me fez contar as minhas responsabilidades mensais."

Até que o gajo senta-se novamente, com o maior à vontade, como se a casa fosse sua, e eu, de pé, ouvia-o e dizia "não, não estou interessada, cada pessoa sabe da sua vida, o senhor está a tentar ganhar a sua comissão, a fazer o seu trabalho, mas eu não quero."

E retrocava: "a senhora é que sabe, mas está a ver o resultado dos testes. Não quer ter uma vida saudável? E só paga x por mês."

Sempre com o meu "não" na ponta da líingua,ele decide pegar no telemóvel e ligar à engenheira (pareceu-me que foi este o nome que ouvi, porque eu afastei-me, uma vez que não tinha nada que estar a ouvir a conversa dele).

Mas falava tão alto com a pessoa que estava sei lá bem onde, sobre os testes e a minha negação à aquisição do produto que, quando desligou, aproximei-me e ele diz, mais ou menos isto: "a minha chefe diz que a senhora não sabe o quanto está a prejudicar a sua saúde não comprando o nosso aparelho."

Depois pediu-me que lhe desse conta(c)tos de amigas.

Respondi: "Não sei queira comprar um aparelho tão caro, mas tanbém não devo  dar contactos das minhas amigas a ninguém.A sua empresa que o faça." (apeteceu-me mandá-lo para o raio que o parta. Não o fiz porque não sou mal educada e ele estava fazer o seu trabalho).

E depois de mais algumas insistências, o gajo pega nas maletas, que digo já que deveriam ser bastante pesadas, e saiu.

Pois muito bem, o produto é com certeza muito bom, mas o seu preço vale cerca de 2.500 euros.

Ah! O gajo pensa que por eu ser funcionária pública ganho muito dinheiro e tenho possibilidade de adquirir o aparelho.Ora o caraças!

Então tomei uma decisão, e vou ter de a pôr em prática. Quando as meninas e meninos que se encontrarem no supermerado/hipermercado ou outro local qualquer e me pedirem o conta(c)to, vou dar-lhes um número antigo, que está ainda fresquinho na minha memória, e safo-me destes colas que julgam que as pessoas como eu não fazem contas à vida,  assumem os seus compromissos e  tentam viver de bem com a vida, seja ela com saúde ou não.

Destes trato eu.

 

 

 

 

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)


foto do autor


desafio dos pássaros



o meu instagram


1º desafio de leitura - 2015 2º desafio de leitura - 2017 3º desafio de leitura - 2019

desafio



Mais comentados


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D


Encontros - eu fui

IMG_2230 (2).JPG MARCADOR