Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



não há paciência

por Maria Araújo, em 18.12.18

Há pessoas super bem dispostas que quase alegram, logo de manhã, o dia dos outros.

O pior é quando se está na fisioterapia, quer-se algum sossego, e um vozeirão alto e que nunca se cala repete as frases vezes seguidas,  incomoda as terapeutas ( que não devem ter paciência para tanta energia e vozeirão que vai além das paredes das salas de tratamento) que precisam de fazer o seu trabalho com tranquilidade, e dos outros utentes que querem tirar proveito e descanso dos tratamentos.

Eu fico cansada e sem paciência para tanta energia e conversa, que não interessam, e de tão exagerada boa disposição.

Sorte a minha que acabei hoje os tratamentos.

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

1º de Maio

por Maria Araújo, em 01.05.18

celebro música.

Lamentavelmente, o 1º  de Maio, o dia do TRABALHO, é um dia de trabalho. Os tempos modernos não respeitam mais o direito do trabalhador ao seu DIA.

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

ponte de Agosto

por Maria Araújo, em 14.08.17

trabalharnoferiado-800x5421481201902.jpg

 

Fui ao ginásio.

As ruas estavam desertas, mais parecia um domingo.

O percurso entre casa e o ginásio é de cerca de 12 minutos, de carro. Hoje, levei cerca de sete minutos.

O parque de estacionamento do ginásio tinha apenas cinco carros, com o meu.

Na aula de Pilates, a mais concorrida à segunda e quarta-feira, estavamos apenas 10 pessoas

Fui à padaria comprar pão, passo junto ao salão de cabeleireiro que frequento. Fechado.

Queria registar o euromilhões, mesmo ao lado da padaria. "Fechado para férias".

Foi então que me lembrei que amanhã é feriado. Uma boa  ponte deste mês de Agosto

Mas nem todos têm este mimo. O meu sobrinho, que trabalha para uma empresa de telecomunicações, trabalha amanhã.

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

depois

por Maria Araújo, em 20.12.15

Bom-descanso-gente.jpg

 

 

de uma sexta-feira e sábado muito intensos em trabalho e festas, ontem, cheguei a casa e deitei-me no sofá. A gata deitou-se em cima das pernas e eu nem quis saber, queria dormir.

À noite, enquanto via o filme indiano que passava na RTP1, depois fui para a RTP2, passava roupa a ferro.

Mas vem em aí mais trabalho... e já me sinto rota.

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

de repente,

por Maria Araújo, em 24.09.15

fiquei triste.

A Sofia ligou-me no final da tarde a pedir-me que a fosse buscar ao ginásio ( foi a pé e sozinha; são cerca de 4 km) por volta das 20:15h, pois a mãe ficava a trabalhar até tarde.

Estava eu mais tranquila, por vezes ela ligava-me a dizer que já estava em casa, mas nunca antes das 20:30h, mãe e filha jantavam juntas e "a horas decentes".

Quando fui buscar a Sofia, ela pediu-me que a levasse ao Pingo Doce para comprar alguma coisa para o jantar.

Não tinha dinheiro comigo, vim a casa, preparei um saco com um bife congelado, queijo de "a vaca que ri" que ela adora, pão e bolo de laranja.

Desci, dei-lhe o saco, passamos no Pingo Doce, dei-lhe o porta-moedas para ela comprar o que quisesse.

Ela não queria mais nada, pois já tinha um saco com o suficiente para o jantar, mas eu insisti que fosse.

Desliguei o carro, mas com os piscas ligados...

Ela chegou, entrou e quando ligo a ignição, zero!,  o carro não pegava. Achei estranho. Tem gasolina, a bateria dava sinal, tudo a funcionar e a ignição nada?

Como a avenida tem uma ligeira descida, mas estando um carro à minha frente parado eu não podia engatar o meu para tentar que ele pegasse.

Esperei que o dono do carro viesse. Demorava. Às tantas, vejo uma senhora aproximar-se, mete as compras no carro e arranca.

Quando o sinal verde abriu, engatei a 2ª velocidade e virei à direita, andei uns metros e o carro pegou.

Evitando subidas, voltei para trás e desci a avenida, o carro continuou sem problemas.

Deixei a Sofia em casa, regressei a minha casa evitando o túnel, seguindo por ruas onde pudesse parar se acontecesse alguma coisa. 

O carro esteve na garagem 5 dias. Claro que só podia ser a bateriaAmanhã, tenho ginásio, espero não ficar mal.

Mas a minha tristeza não tem a ver com o carro. Tem a ver, sim, com ela, a minha irmã, que trabalha de manhã à noite, viaja cerca de 100 km por dia, chega a casa cansada, a Sofia já está a dormir, para no dia seguinte levantar-se cedo e regressar ao trabalho. Isto não é vida.

O filho passou muitos dias sozinho até ir estudar para o Porto, a Sofia ficava comigo, muitas foram as vezes que me zanguei com ela por vir muito tarde do trabalho.

A Sofia sabe cuidar de si, é uma aluna aplicada, responsável, compreende que há dias que a mãe tem de trabalhar até mais tarde... mas eu não compreendo.Há horas para a família, há horas para descansar, há limite para o cansaço.

E fiquei triste porque enviei uma mensagem, que não devia ter enviado, que sei que a vai preocupar.

Merda de vida!

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

Os blogs perdem-me

por Maria Araújo, em 28.05.15

Sem Título.png

Prefiro a praia de manhã e regressar a casa por volta das 16h ou quando fico farta de sol. Mas, como a Sofia foi para Lisboa para mais uma Mostra Nacional de Ciência  (ano passado esteve lá e vive isto com tanta responsabilidade) , fica até sábado, não me apetece estar em casa, perco muito tempo a ler blogs (que gosto, óbvio), vou almoçar algo leve e sigo para a praia.

É o que tem de positivo ser uma reformada por antecipação (mas também trabalhei muito e passei as passas do Algarve).

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

Dia do Trabalho

por Maria Araújo, em 01.05.15

 

1º de Maio

diario.png

que já o foi, noutros tempos e, como dizia a minha irmã mais nova, hoje, no ginásio: "Liguei para cá para saber se estavam abertos. Atenderam, vim. Lamentável estar tudo aberto. Neste dia ninguém devia trabalhar, nem mesmo o ginásio."

E eu comentara que no tempo que eu trabalhava na empresa da família, este dia era sagrado.

Havia a manifestação do 1º de Maio, todos tinham oportunidade de mostrar a sua indignação face aos patrões, aos salários e, principalmente, porque queriam festejá-lo.

Com a chegada dos centros comerciais e hipermercados, tudo mudou.

dia.png

E, segundo a minhã irmã, aquele supermercado do costume pôs, neste 1º dia de Maio, muitos produtos a 50%.

Foi ver umas coisas, levou uns quantos encontrões, liga ao namorado que estava noutro sector e disse "vamos sair daqui".

E assim é o Dia do Trabalho e do Trabalhador dos tempos que correm.

Sem Título.png

 

 

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

YES!

por Maria Araújo, em 12.01.15

Estava no café com uma amiga que já não via há um ano, sentei-me em frente ao televisor para  deitar os olhos à cerimónia enquanto conversavamos e quando tal: "foi o Cristiano!"

A minha amiga virou-se para trás,  as pessoas aproximaram-se do televisor, e não falamos mais até acabar.

E uma lagrimita  percorreu o meu rosto sobretudo porque CR falou em português.

Parabéns CR.

(quem sabe a minha ida à catedral onde jogas veio trazer-te mais força, trabalho e ambição, ahahahah!)

E a imagem cartoon  do Sapo para te congratular.

724WYAZS.jpg

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

O país

por Maria Araújo, em 02.01.15
não trabalha?

Fui ao Braga Parque por que tinha mesmo de ir, muito trânsito para o centro comercial, sigo para o parque exterior mais afastado do centro, estava cheio, fui estacionar o carro bem longe, arranjei um lugar numa rua sem arrumadores .

Entrei no centro e fiquei parva. Uma multidão de gente  passeava, tinha de pedir licença para passar, um autêntico fim-de-semana.
A restauração repleta, as lojas também, filas enormes para pagar. Entrei na Primark, muitos espanhois por cá, junto às caixas tinha o que eu queria, peguei, e nem dois minutos esperei. Paguei e saí da loja e do centro.

Ainda pensei procurar  numa qualquer loja de marca uma peça de roupa para oferecer à minha irmã que faz anos este mês, mas a confusão era muita.

Perguntei a mim mesma " hoje o país não trabalha?"

jjjjjjjj.png

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

O que eles conseguem

por Maria Araújo, em 18.12.14

que nós, humanos, não conseguimos, porque estamos ocupados com outras coisas.

Excelente (Carapau, este vídeo é para ti).

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)


foto do autor



o meu instagram


1º desafio de leitura - 2015 2º desafio de leitura - 2017 3º desafio de leitura - 2019

desafio


10 anos




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D


Encontros - eu fui

IMG_2230 (2).JPG MARCADOR