Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

quando devia reclamar, calei-me...

Maria Araújo, 19.03.14

 

 

No passado mês, tive de prenda de aniversário uma sweat MD.

Nesta marca, visto o tamanho "S", mas nem todas as peças são à minha medida e, neste caso, o tamanho "S" estava grande.

Fui à loja para fazer a troca pelo "XS", caso houvesse.

A funcionária, que entrou recentemente para a loja (trabalhava na loja ao lado que fechou),  foi verificar no pc. A única peça que havia, estava numa loja do Porto.

Perguntei se era possivel pedir que enviassem para cá. 

Foi feito um registo, anotou o meu contacto, e pediu-me que aguardasse alguns dias.

Passei lá mais tarde, ela não estava, comentando, quem me atendeu, que ainda era cedo para ter a sweat pois o recoveiro demorava alguns dias.

Voltei 15 dias depois, a funcionária não estava, a gerente da loja perguntou-me o que se passava, expliquei, virou-me as costas ao mesmo tempo que dizia"podemos cortar o comprimento das mangas", e deixou-me sem mais nem menos e pedindo a uma colega para me atender.

Fiquei furiosa, mas aceitei.

Volto a explicar e diz-me, esta: "de facto, lembro-me de ver a minha colega registar o pedido, mas esteja tranquila que  a peça vem, demora algum tempo a chegar".

Respondi que o tempo estava a passar e depois não podia fazer a troca.

Passou mais uma semana, até que, na sexta-feira passada, voltei à loja.

Perguntei se não estava a menina "x ", ao que, finalmente, me respondeu: "A minha colega está de férias. É nova na loja , tinha férias para gozar, mas se for alguma coisa que eu possa ajudar..."

Pergunto imediatamente, "quando chega ela?".

"Deve vir só na terça-feira."

"Ok, na terça-feira apareço cá, é com ela que quero falar"

Ontem de manhã, passei, mais uma vez, e a funcionária não estava. Entrava às 11:30h (faltava cerca de 10 minutos, mas como tinha coisas para tratar, deixei para a tarde).

E regressei por volta das 17:30h. Vi-a nos provadores, a gerente estava por perto e perguntei se podia falar com a menina "x".

Ela veio ter comigo, carregada de roupas. A gerente ficou a ouvir.

Tirei a sweat do saco e perguntei se se lembrava do registo que fizera para pedir para a loja do Porto o envio de um tamanho mais pequeno. Ficou um pouco atrapalhada (percebi o que desde o início senti sempre que lá fui: esquecera-se de fazer o pedido) e porque não sabia o que dizer, arranjou uma solução que a liberou, " não há este tamanho no Porto".

A gerente pega na sweat, vai ao computador e diz: "nunca tivemos nas lojas o tamanho "XS", só há na loja online".

Fiquei chateadíssima, porque podiam ter resolvido logo o assunto.

E a solução foi deixar a que tinha para cortar ao comprimento das mangas...embora a sweat esteja larga.

E eu feita parva, porque devo ter cara de pobre e educada, não disse nada.

Não me faltou vontade de lhe dizer que ela confirmara que havia o tamanho "XS"e que fizera o pedido, mas sinceramente, há funcionárias que olham para certas clientes (como eu) com ar de desprezo, que eu preferi não dar mais importância ao caso e ignorá-las.

Se poucas são as vezes  que entro nesta loja, vou evitar e passo a ir à do centro comercial.

Sábado, vou buscar a sweat que ficou para arranjo. Vou procurar que seja a funcionária "x" a atender-me...talvez lhe faça o reparo do erro que cometeu.

Quando entro nas lojas onde as funcionárias olham os cliente de alto a baixo, fico possessa.