Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

a mulher dos saltos altos

Maria Araújo, 20.05.15

2014-Hot-Sexy-Rose-Black-font-b-Beige-b-font-font-

Precisava de café. Infelizmente, a Nespresso mudou-se no ano passado para  o Braga Parque. Embora não goste muito de fazer compras nos hipermercados e como tinha urgência em algumas compras para a dispensa, lembrei-me de ir ao Pingo Doce, lá no centro comercial, já que tinha de ir propositadamente à Nespresso.

Não gosto de estacionar o carro nos parques dos centros comerciais. Prefiro-o no exterior e se não conseguir lugar, procuro numa das ruas perto. E fujo dos arrumadores. Se estacionar um pouco mais longe do centro, eles não andam por lá.

Mas hoje decidi deixá-lo no parque interior para ser mais fácil carregar as compras até ao carro. Ainda por cima não tinha moedas para pegar num carrinho do supermercado.

Fui comprar o café, dirigi-me ao hipermercado, peguei num cesto e fui ao balcão para dar uma vista de olhos ao folheto da semana. Foi então que reparei numa mulher baixa, nos quarentas, acompanhada do marido, um homem franzino, e um casal de filhos. Ela estava parada junto a uma máquina de tickets. Vestia um tailleur bege, justo, e calçava uns sapatos beges de salto muito alto e fino.

Percebi que estava aflita dos pés. Os saltos eram muito altos, mesmo. Comentei para os meus botões " que diabo esta gente vem às compras com estes saltos! Nem sei como aguentam".

Segui o meu caminho e esqueci a mulher. De repente, vejo-a passar. Mas achei estranho porque me pareceu mais baixa.

Olho para os pés. O look mudara. O calçado era então um par flip-flops, vermelhos. Atrás, o casal de filhos empurrava o carrinho e dentro deste, num saco de plástico da fruta, jaziam os sapatos beges de salto salto.

Sei que há alguns artigos de vestuário New Code no hipermercado, presumo que a familia teria ido à prateleira das flip-flops, a mulher teria visto ali o alívio para os seus pés, fora à caixa registadora, pagara-os, calçara-os e voltou a familia feliz e contente para as suas compras.  Ou então, ela, é uma mulher prevenida e já sabe o que a espera. Afinal, ali no hipermercado, ninguém repara...