Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



música zen

por Maria Araújo, em 18.07.17

 Adoro massagens de corpo e de rosto, sinto-me rejuvesnecer, gosto que cuidem de mim.

Tenho muitas rugas de expressão desde os meus tenros anos de mulher. As que o tempo fizeram e fazem o favor de deixar vincadas nos cantos da boca, só mesmo com umas injecções de botox, elas reduziriam, o que eu não quero por que não gosto de rostos "plastificados".

Ora, segundo as especialistas na matéria, há cremes que atenuam estas rugas, com  alguns tratamentos ( massagens) os resultados saltam à vista.

Em abril passado, tive um convite para fazer um estudo da pele. A partir do momento que entramos no gabinete de tratamento, não nos largam mais.
Aceitei a promoção da altura, os tratamento ficavam a cerca de metade do preço, durante três meses teria duas sessões quinzenais.

No terceiro tratamento, a massoterapeuta perguntou-me o que achava do meu rosto. Respondi que a pele estava bem tratada e bonita, mas em relação às rugas estavam na mesma, "nada há fazer, a idade não perdoa", comentara.

Ela dizia que não, que notava que estavam menos vincadas, sobretudo nos cantos dos olhos.

Hoje tive a última sessão destas  massagens de rosto , que verdade seja dita, fazem-me bem à alma, sinto-me mais fresca e bem, estava decidida, caso a massoterapeuta me dissesse para continuar, a dizer-lhe que, por enquanto, não quero fazer mais nenhum tratamento. Não posso passar a vida gastar dinheiro nestas mordomias, há outras prioridades. 

Para já ficou feito, mais tarde liga-me.

Com esta treta toda, esqueci-me de vos dizer que o motivo deste post não era falar das massagens, mas da música zen que se ouve no SPA.

Já tinha reparado que esta música zen é uma seca. O volume está alto demais, o CD falha, não me deixa relaxar como no princípio, penso em merdas quando devia estar tranquila e adormecer, como já aconteceu.

Enquanto ela fazia o trabalho, apeteceu-me dizer-lhe que a música estava a incomodar-me, mas achei que seria inconveniente, não disse nada.

Durante o descanso não consegui relaxar nada, estava ansiosa que ela chegasse para sair dali para fora.

Quando voltou, perguntou-me se tinha adormecido ( parece que é normal as clientes dormirem um pouco), aproveitei para lhe dizer que não, que o volume estava alto demais, que não relaxei nada...

Interrompeu-me, dizendo que sim, que tenho razão, que o volume do som pode baixar-se, mas o CD não pode fazer nada, que já reclamaram com a sede para mudarem o CD, que substituam aquela música chata que de zen não tem nada, que preferim outras músicas, que ficam cansadas de as ouvir todos os dias.

Eu rematei que nos balneários ouve-se muita música agradável, que por vezes me põem a trautear, também, e com vontade de dançar, e que neste espaço dedicado ao relaxamento, outras músicas, um jazz ou um  blues, por exemplo, num tom baixo relaxariam muito mais que aquela música que de zen tem zero.

Conclusão: fiquei a saber que todos os ginásios e SPAS da rede ouvem as mesma músicas ao mesmo tempo, porque quem "comanda" a música é a sede, em Lisboa.

E esta, hein!?

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

adormeci

por Maria Araújo, em 21.04.17

Gosto de ir ao ginásio de manhã.

À excepção da terça-feira e domingo, todos os dias faço em média duas aulas.

Ontem à tarde, fiz uma aula de Pilates com bolas e fitas. São 45 minutos intensos mas saímos da aula bem dispostos.

Só que hoje custou  levantar-me.

As aulas estavam marcadas, tinha de chegar 10 minutos antes da primeira aula e já estava um pouco atrasada.

Tinha marcado a última massagem deste tratamento para depois da aula de Antigravity.

Sentia-me rota, a massagem viria mesmo a calhar.

A massoterapeuta fazia o seu trabalho com a eficiência que lhe era devida.

Eu estava bem demais.

Estava deitada de  barriga para baixo, quase adormeci.

Despertei quando ela me pediu para virar-me.

A não ser a música ambiente, o silêncio era de mais. Voltei à sonolência enquanto ela massajava a barriga e as pernas.

Se fosse o J, eu não caía neste torpor. De vez em quando, o J quebrava-o com alguma conversa.

8271.jpg

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ritual

por Maria Araújo, em 21.10.16

sacred-nature.jpg

 

Ontem, depois de duas aulas de Pilates, uma delas falei aqui , fui para a quinta de dez massagens Ritual Sacred Nature "Um tratamento combinado de corpo e rosto que promove uma nutrição profunda".

Antes de começar, o técnico pediu-me para tirarmos uma fotografia para fazer a divulgação dos produtos que são usados no SPA.

- Ah, e tal, fico mal nas fotografias.

- Não se preocupe, eu também fico mal, tiramos várias, escolhemos a melhor.

Não tive coragem de dizer que não, a colega tirou-nos várias fotografias, escolheu a melhor.

Depois passou à massagem que, como já disse aqui, é maravilhosa. Os produtos são uma delícia no corpo e rosto ( e este, especialmente, agradece).

Há mordomias que são bem pagas mas trazem-nos excelente benefícos, entre eles, boa disposição. 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

Massagens na praia

por Maria Araújo, em 15.07.13

Quem desce/sobe o passadiço de Ofir vê-se uma tenda, giríssima, de SPA.

Não vi ninguém.

Subindo o passadiço, sentada no chão estava a massagista...a reflectir (yoga?).

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

Um Carapau com humor

por Maria Araújo, em 18.04.13

A propósito deste meu post, um comentário que me fez rir às gargalhadas.

Especialmente vindo de um grande amigo, o Carapau que não é, de modo algum, um Cara de Pau.

 

"Vou comentar, mas a brincar, como gosto. De qualquer maneira deixo este aviso prévio.  :)) E eu a pensar que a "massagem das velas" era outra coisa totalmente diferente. Estava a ver um quarto à média luz (luz de velas, claro) e umas mãos a massajar e a levarem alguém às nuvens! Afinal, se bem entendo a foto, trata-se de "despejar" a cera derretida na pele. Cá por mim "amandava" um grito que até a vela se apagava. Ando muito desactualizado. Ainda vou pela minha técnica.  :)) Bjo e boas massagens."

 

 

Ó Carapau, e se for num quarto com spa e vista para o mar, hein?

 


 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

As mãos que massajam o meu rosto

por Maria Araújo, em 17.04.13

 são mãos de fada, são mãos que cuidam de mim, que sabem o quanto eu fico leve, fresca,relaxada.

A semana passada, fui fazer uma limpeza de pele no espaço SPA do cabeleireiro onde costumo cuidar do cabelo.

Com promoções de 50% até ao fim deste mês, aproveitei e escolhi a limpeza de pele.

Foi a primeira vez que me trataram do rosto sem usarem vapor. Tudo foi feito com produtos e mãos.

A esteticista explicava qual o objetivo de cada um dos produtos que ia aplicando no rosto.

Toques, dedos que massajavam, mãos que comprimiam a cabeça e o rosto, descanso, o aroma dos cremes, oh, que relaxe!

Foram 120 minutos deliciosos.

Ofereceram-me amostras do creme de dia que eu preciso comprar: "Patê de uva". E que macia e bonita fica a minha pele.

 

 

 

 

 

 

Durmo para o lado direito, dou voltas e mais voltas na cama, acordo com os ombros doridos, tensos.

Uma ou duas vezes por ano procuro fazer um duche vichy, uma massagem terapêutica ou relaxante e/ou das pedras quentes, o que na altura me for mais apetecível.

Nunca experimentei a massagem das velas. Aliás, nem conhecia, até mudar para este cabeleireiro.

Seduziram-me a fazê-la, acho que vou aproveitar a promoção. E dizem que é maravilhosa!

E como eu preciso de umas mãos leves, que me conquistem e me levem às nuvens!

Beleza, bem estar e saúde, os ingredientes para me sentir uma rainha.

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mimo

por Maria Araújo, em 04.01.12

O Natal já passou, mas eu acabei de receber um Mimo In a Box, de uma amiga da escola.

E o que tem dentro da caixa?

Um SPA de, O Boticário! Hummmmm!
Ela, a amiga, sabe que eu adoro experiências relaxantes.

Adorei.

E a caixa é um MIMO.

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

976 - Balance between Body, Mind and Soul

por Maria Araújo, em 30.03.11

Levantei-me cedo, fui para o Porto no combóio das 8:30 h, pois no site estava indicado "greve entre 28 e 31 de Março", e se não houvesse transporte a esta hora, quase de certeza que teria outro a seguir.

A consulta estava marcada pra as 12h. Era cedo, mas fui dar uma volta pelo centro comercial que fica perto da Avenida da Boavista.

A massagem estava marcada para as 14h, pelo que fui comer algo leve e regressei, não à clínica, mas ao hotel que fica junto à mesma.

Aproximadno-me da porta, vejo ao meu lado direito uma placa que indicava "Malo Spa" , para a direita.

Segui a direcção, mas o que encontrei? Uma entrada  para o parque do hotel "Porto Palácio Congress Hotel & Spa ".

Voltei para trás e entrei toda desinibida pelo hotel "VIP" e dirigi-me ao porteiro.

Parece que ficou ligeiramente atraplhado por ver entrar uma mulher de jeans, botas de camurça, blusão de pele... Estarão habituados a que as clientes entrem de vestido de cerimónia num dia normal de trabalho?

Quando lhe disse "venho para a Malo Spa", rapidamente me respondeu: " não é aqui dentro do hotel". Venha por aqui".

E segui-o pela porta do porteiro, não pela principal e indicou-me o edifício que ficava para o lado do parque, mas em frente à "porta do cavalo".

Prontamente respondi: "desculpe, antes de entrar no hotel, vi a tabuleta, mas a direcção vai dar ao parque".

Comentou:"tem razão, mas o edifício é esse que está aí à sua frente."

Entrei.

Fui para o 2º andar.

Nada parecia a Malo Spa.

Sai do elevador um cavalheiro e, simpaticamente, perguntou-me se queria alguma coisa dali.

Eu disse o que procurava, mas que nada correspondia ao que tinha no meu registo.

De repente, olhei para o meu papel. O andar era o -2, não o 2º .

Ok. E o elevador nunca mais subia.

Quando cheguei à Malo Spa, com o Solinca do lado direito, fui muito bem recebida pela colaboradora.

Preenchi uma ficha.

Levou-me ao vestiário. Enqaunto caminhávamos e ela perguntava-me se tinha feito algum tipo de massagens, andávamos em círculo, subíamos umas escadas baixas mas largas, onde tinha do lado direito um carreiro de pedras de praia e corria uma água límpida que dava uma sensação de liberdade e calma, com o som de música suave ,característica destes espaços divinais.

Quando entrámos no vestiário, fiquei deliciada.

O meu cacifo era o nº 41.

Abri-o. Dentro tinha um roupão branco e uns chinelos. Na prateleira de cima, estavam duas tollhas brancas.Uma pequena caixa de correr , onde se colocam os nossos objectos de adorno, completava aquele pequeno espaço.

Em frente, na parede havia um grande espelho;  um balcão com secadores de cabelo, um fraco com pentes, creme para as mãos.

No meio deste espaço, estava um grande banco castanho, estofado com um tecido branco.

As casas de banho, o lavatório e os polibans completavam este espaço muito acolhedor.

Despi-me, vesti o roupão, calçei os chinelos e esperei uns minutos que me chamassem.

Mais uma volta circular. Já estava confusa.

Pensei :"este espaço amplo e circular deve "acompanhar" o parque de estacionamento, que deduzi ficar nos andares -3-4 e -5.

Deitei-me de barrriga para baixo.

As mãos da jovem tocaram os meus pés. Senti que os levantou, colocou uma toalha(?) morna debaixo deles e fez uma curta massagem.

Passou para as costas...para os braços... para a cabeça...

Cada vez que tocava com força nas costas, na cervical, a parte do meu corpo onde sinto mais tensão, era um alívio sereno.

Ora com os punhos, ora com os dedos, ora com os braços, cada toque era surpreendente.

O primeiro braço, o esquerdo, levou um esticão suave. Depois, segui-se o direito.

E a massagem continuou.

O final, foi o regresso aos pés. Senti os punhos das mãos da massagista a pressionarem as plantas dos pés.

Depois, com o lençol e o  cobertor que me cobriam as costas, fiquei a descansar um pouco.

Levantei-me. A massagista estava do lado de fora à minha espera.

Levou-me para a sala de descanso. Ui! Deitei-me confortavelmente na primeira cama que estava perto da entrada.

Uns minutos depois, foi-me servido um chá,saborosíssimo e perfumado, de maçã, e, dentro de uma tijela uma maçã verde completavam o tabuleiro.

Tomei-o calmamente. Estava quentinho. E, perdida nos relaxe dos meus pensamentos mais belos, deixei-me estar. O tempo que me apetecesse.

E apetecia-me ficar ali muito, muito tempo... Com os meus pensamentos, bons, postivos, calmos, românticos.

Saí. A menina indicou-me os vestiários.

Mas, confusa, ora subia, ora descia as escadas largas, e não o encontrava.

Até que dou com eles. Mas as figura era a dos vestiários para os hmens. Voltei para trás. Quase cheguei ao hall.

Voltei para trás. E vi. O sinal de mulher. O vestiário ficava na direcção do hall.  E eu não o virá.

Saí do Malo Spa, mas desta vez decidi não esperar o elevador. Fui pelas escadas. Ao passar no andar -1, vejo uma sala com uns cadeirões brancos. Pareceu-me uma sala de espera. E, do meu lado esquerdo, um restaurante luxuosamente decorado pôs-me de boca aberta. Á direita, para continuar a minha subida, estava o bar. Parei. E pensei:"que luxo! tudo dentro  debaixo de um edifício."

Cheguei ao 0. Saí do edifício. O cinzento do céu não me entristeceu.

A massagem tinha-me relaxado divinalmente.

E no combóio, apetecia-me encostar a cabeça e sonhar com o que acabara de viver.

Quem sabe não voltarei lá?

A próxima consulta será em Lisboa...

 

 

 

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


foto do autor



o meu instagram


1º desafio de leitura - 2015 2º desafio de leitura - 2017 3º desafio de leitura - 2019

desafio


10 anos




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D


Encontros - eu fui

IMG_2230 (2).JPG MARCADOR