Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

cantinho da casa

cantinho da casa

cuidar do corpo e da mente

No ano passado, ganhei um voucher SPA Taipas Termal,  tive de o usar antes que passasse a validade.

A semana passada, comprei um voucher para oferecer, e marquei o que comprara em Março, pela altura do Dia da Mulher.

Estava sempre a adiar, até que resolvi que seria depois das férias.

Sorte minha, porque tinha passado a validade, mas as Termas dão mais duas semanas para o usar,por isso, tinha de usufruir já.

Eu esquecera que tinha passado seis meses o prazo.

Ontem, fui lá.

Fiz o programa Aqua Relax Deluxe

 

Sem Título.jpg

Quando fui para o circuito termal que inclui os jacuzzi, sauna, passadeira, e a piscina com os maravilhosos jactos de água que gosto demais, eu uso somente a piscina, estava a precisar de um café e água.

Há um pequeno bar junto à piscina, fui beber um copo de água, Das  vezes que lá fui não reparara que tem cafeteira com água, para tomar chá, e máquina de café.

Sem Título.jpg

Todo o ambiente é simples, ouve-se a água a corre e acompanhada de uma música tipo jazz, nada daquelas muito zen, que relaxa de mais a mente.

Sentei-me numa espreguiçadeira a usufruir de um calorzinho que passava pelos vidros das janelas.

Depois,fui para a piscina, liguei os jactos, e por lá deixei-me estar.

Estava sozinha.

Fui a primeira cliente da tarde, apareceriam outras depois.

Quando saí de lá, guardei o saco no carro,e fui lanchar a um café. Fui para a esplanada fresca.

Que bem que se estava!
Há dois ou três anos que frequento estas Termas, fiquei fã, voltarei sempre que me apetecer relaxar.

E fica a 12km de Braga.

Mimar-nos faz bem ao corpo e à mente.

Façam como eu: mimem-se.

taipas.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

momentos

Neste post, escrevi  sobre a primeira vez que fui ter uma massagem com uma amiga da minha irmã que se especializou nesta terapia, assim como em Reiki.

Gostei demais, na altura comprei um pack de quatro porque fica mais barato.

Fui lá a última vez em Novembro, faltava-me uma para acabar este pack.

Marcada que estava para hoje, mais uma vez fiquei fã destas mãos preciosas que massajam desde a ponta dos pés  até ao pescoço e orelhas, seguidas do puxar da cervival, das pancadas nos glúteos e no rosto.

Falta-me experanciar esta:

Sem Título.jpg

imagem daqui

 

Já fui a várias especialistas nesta terapia, esta profissional é a que mais gosto, porque não deixa nada por massajar.

Assim como desiludi-me com o trabalho de profissionais em gabinetes de SPA.

A próxima, já marcada com antecedência (não é fácil conseguir para o fim de semana) e porque a água é o principal elemento, vai ser aqui.

 

 

 

 

 

sobre massagens

20171009-01-preparese_verao_spazio.jpg

 

Houve uma promoção nesta termas, na semana passada, e a minha sobrinha tratou de imediato de me ligar a saber se eu alinhava.

Claro que sim!

Eu posso ir durante a semana, é mais fácil conseguir marcação, mas ela não pode. 

Para sábado era impossível, só para o fim da tarde de sexta-feira.E ficou marcada.

Primeiro fizemos piscina, cerca de 50 minutos. 

As terapeutas chamaram-nos para o tratamento que constou de: esfoliação, duche de agulheta,  massagem tonificante.

Dos vários SPAs por onde passei,  Lobios, Melgaço, Porto, Monção, Caldelas, Caldas das Taipas, e dos tratamentos que escolhi, os que mais gostei foram: massagem Duche Vichy (esta faço pelo menos uma vez por ano), e das pedras quentes. Mas as inesquecíveis e maravilhosas da minha vida, em 2008, foram a massagem de vinho Alvarinho e a Shiatsu. Em 2016, experimentei no SPA do ginásio uma  massagem Shiatsu, mas nada comparavél à primeira.

A que menos gostei, e que não tenciono repetir, a primeira experiência no SPA das Taipas, foi a de chocolate.

Não espero pelo verão para tratar de mim, mas nesta altura de muito sol, é importante tratar o corpo para a praia.

E se gosto e posso pagar, e porque os preços não são de luxo, porque não mimar o corpo?

 

 

 

 

o fim de semana

o-que-e-massagem-com-pedras-quentes.jpg

imagem da internet

Sábado de manhã, fomos para a praia, o tempo estava melhor lá do que na cidade, passamos umas horas na conversa.

Tinhamos uma marcação para a massagem com pedras quentes (há uns quantos anos que não a fazia),  de tarde  voltei às Termas de Caldelas., desta vez na companhada da minha sobrinha.

 

IMG_20210828_183230.jpg

Foram sessenta minutos de massagem com pedras e mãos. Pedras que foram colocadas  nas costas e nas mãos,enquando que nas pernas e nos pés era aplicado um óleo. Com uma pedra em cada mão, a terapeuta massajava-as, por breves minutos, as pedras voltavam ao  aparelho de aquecimento, eram, depois, as mãos dela que  massajavam estas partes do corpo,  inclusivé os dedos dos pés,um por um.

Depois das costas, passou para a frente, pôs as pedras quentes no abdómen e nas pernas, e uma na cervical, enquanto os braços, as mãos e os dedos eram massajados com o óleo

Retiradas as pedras, foi a vez de massajar o abdómen e a frente das pernas. Repetiu-se o ritual.

Foi demais!

Quando acabou, a minha pele estava extraordinariamente macia, o meu corpo relaxado, sentia alguma moleza.

Apetecia-me um sofá e deixar-me levar pela indolência e adormecer.  

A minha sobrinha, que foi fazer duas massagens, a das pedras quentes também, saiu mais tarde.
Fui para a esplanada do café, precisava muito de beber água...E comi um gelado.

Quando ela saiu, comentava comigo que se sentia muito zen, fora muito bom, ia repetir. E comeu um gelado.

No regresso, e a poucos metros das Termas, fomos ver uma igreja que estava por trás de um prédio feio e de fraca construção ( estraga-se tanta coisa e lugares bonitos nestas pequenas vilas), estacionei o carro e fomos espreitar.

IMG_20210828_185545.jpg

Estávamos relaxadas e, ao mesmo tempo, com vontade de chegar a casa, mas também não queríamos perder a oportunidade, agora que é verão, de ver a igreja.

Estava a decorrer a missa na igreja de São Tiago, decidimos esperar que acabasse, subimos os caminhos estreitos por trás da igreja. 

IMG_20210828_191123.jpg

IMG_20210828_191347.jpg

IMG_20210828_190921.jpg

IMG_20210828_190834.jpg

Desfrutamos do "ruído"  saudável da água límpida que corria pelo estreito canal, e as montanhas ao fundo, e o sol que já caminhava  para o crepúsculo,  aumentavam o nosso estado zen.

IMG_20210828_190657.jpg

IMG_20210828_190459.jpg

IMG_20210829_213024.jpg

IMG_20210829_130056.jpg

A missa acabou, deixamos sair as pessoas, que nos olhavam por sermos estranhas ali, talvez pensando que éramos turistas, e entramos na pequena  igreja.

Não era grande de mais, mas junto ao altar tinha duas alas laterais com bancos, que me surpreenderam. Numa delas tinha uma porta,que seria da sacristia, de onde se ouviam vozes, na outra também com uma porta, de onde saiu uma senhora com um ramo de flores, talvez seja lá que se guardam outros objectos de culto.

IMG_20210828_192013.jpg

IMG_20210828_192152.jpg

Imagens de Nossa Senhora de Fátima e os pastores, Nossa Senhora do Sameiro, Sagrado Coração de Maria, e outras, enriqueciam a pequena igrejacom vitrais.E fotografei a Pia Batismal.

IMG_20210828_192329.jpg

Saímos em direção a Braga, lembrei-me de mostrar a fachada,  agora com novo ar, a Igreja de Santo André do Mosteiro Rendufe .

E no caminho, comentei que poderia estar aberta porque soubera que há missa ao sábado.

E quando chegámos, o parque estava cheio de carros, já saíam os fiéis da igreja.

Deixamo-los sair, entramos nós.

Duas mulheres desinfectavam os bancos, outras mudavam os arranjos.

O altar estava todo decorado com flores, sinal de que teria havido casamento ou baptizado.

E desta vez, com a luz que entrava pela porta principal da igreja, consegui tirar melhores fotografias.

IMG_20210828_194222.jpg

IMG_20210828_194157.jpg

IMG_20210828_194002.jpg

Era hora de jantar, chegamos a Braga, fomos jantar fora.

Mal cheguei a casa, sentei-me no sofá ( nem sei porque renovei o contrato com a operadora, tantos canais, e não exagerei no pack, não vejo praticamente nada, nem sequer a HBO), e  adormeci.

Dois dias depois, e usando um óleo para depois do banho, que não é xpto, a minha pele continua macia e hidratada.

Voltarei às massagens, noutras Termas,mais perto de Braga, que há alguns tencionava ir, com instalações modernas e que ficam...aqui.

 

 

 

 

 

 

do fim de semana

 

IMG_20210807_154153.jpg

O que me leva às Termas de Caldelas, é a deliciosa massagem duche vichy com óleos essenciais, que procuro fazer uma ou duas vezes por ano, e não ia desde 2019.

Pela primeira vez, tive uma hora de relaxe do corpo e da mente naqueles jactos de água que caem em cascata da calmante  piscina das termas.

Depois foram os trinta minutos de massagem duche vichy, enquanto a água cai dos pequenos chuveiros de um lado do corpo, do outro as mãos massajam, por partes, desde as pontas dos dedos dos pés até à cervival, o final a água dos chuveiros passam para jactos mais finos e fortes que percorrem todo o corpo tira tudo quanto é tensão muscular, melhora a circulação sanguínea, estimula um aumento na elasticidade da pele. Também melhora a circulação linfática e o funcionamento dos órgãos internos, e muito mais.

duche vichy.jpg

( o vídeo do site, aqui)

Tranquila, porque as massagens deixam-nos relaxadas, sentei-me na esplanada de um bar do jardim das Termas, a comer um gelado e beber uma água, e desfrutar da calma daquele pacato espaço ( lá não se passa nada)  a não ser ao fim de semana que se vêem os clientes das termas.

Saí de Caldelas e passei por Rendufe para ver se as obras do Mosteiro de Santo André já estavam acabadas.

Toda a fachada da Igreja está pintada de branco.

IMG_20210807_183408.jpg

Mas fiquei decepcionada quando vi que o edifício ao lado continua degradado.

Tenho uma história para contar, fica para um novo post.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

música zen

 Adoro massagens de corpo e de rosto, sinto-me rejuvesnecer, gosto que cuidem de mim.

Tenho muitas rugas de expressão desde os meus tenros anos de mulher. As que o tempo fizeram e fazem o favor de deixar vincadas nos cantos da boca, só mesmo com umas injecções de botox, elas reduziriam, o que eu não quero por que não gosto de rostos "plastificados".

Ora, segundo as especialistas na matéria, há cremes que atenuam estas rugas, com  alguns tratamentos ( massagens) os resultados saltam à vista.

Em abril passado, tive um convite para fazer um estudo da pele. A partir do momento que entramos no gabinete de tratamento, não nos largam mais.
Aceitei a promoção da altura, os tratamento ficavam a cerca de metade do preço, durante três meses teria duas sessões quinzenais.

No terceiro tratamento, a massoterapeuta perguntou-me o que achava do meu rosto. Respondi que a pele estava bem tratada e bonita, mas em relação às rugas estavam na mesma, "nada há fazer, a idade não perdoa", comentara.

Ela dizia que não, que notava que estavam menos vincadas, sobretudo nos cantos dos olhos.

Hoje tive a última sessão destas  massagens de rosto , que verdade seja dita, fazem-me bem à alma, sinto-me mais fresca e bem, estava decidida, caso a massoterapeuta me dissesse para continuar, a dizer-lhe que, por enquanto, não quero fazer mais nenhum tratamento. Não posso passar a vida gastar dinheiro nestas mordomias, há outras prioridades. 

Para já ficou feito, mais tarde liga-me.

Com esta treta toda, esqueci-me de vos dizer que o motivo deste post não era falar das massagens, mas da música zen que se ouve no SPA.

Já tinha reparado que esta música zen é uma seca. O volume está alto demais, o CD falha, não me deixa relaxar como no princípio, penso em merdas quando devia estar tranquila e adormecer, como já aconteceu.

Enquanto ela fazia o trabalho, apeteceu-me dizer-lhe que a música estava a incomodar-me, mas achei que seria inconveniente, não disse nada.

Durante o descanso não consegui relaxar nada, estava ansiosa que ela chegasse para sair dali para fora.

Quando voltou, perguntou-me se tinha adormecido ( parece que é normal as clientes dormirem um pouco), aproveitei para lhe dizer que não, que o volume estava alto demais, que não relaxei nada...

Interrompeu-me, dizendo que sim, que tenho razão, que o volume do som pode baixar-se, mas o CD não pode fazer nada, que já reclamaram com a sede para mudarem o CD, que substituam aquela música chata que de zen não tem nada, que preferim outras músicas, que ficam cansadas de as ouvir todos os dias.

Eu rematei que nos balneários ouve-se muita música agradável, que por vezes me põem a trautear, também, e com vontade de dançar, e que neste espaço dedicado ao relaxamento, outras músicas, um jazz ou um  blues, por exemplo, num tom baixo relaxariam muito mais que aquela música que de zen tem zero.

Conclusão: fiquei a saber que todos os ginásios e SPAS da rede ouvem as mesma músicas ao mesmo tempo, porque quem "comanda" a música é a sede, em Lisboa.

E esta, hein!?

 

 

adormeci

Gosto de ir ao ginásio de manhã.

À excepção da terça-feira e domingo, todos os dias faço em média duas aulas.

Ontem à tarde, fiz uma aula de Pilates com bolas e fitas. São 45 minutos intensos mas saímos da aula bem dispostos.

Só que hoje custou  levantar-me.

As aulas estavam marcadas, tinha de chegar 10 minutos antes da primeira aula e já estava um pouco atrasada.

Tinha marcado a última massagem deste tratamento para depois da aula de Antigravity.

Sentia-me rota, a massagem viria mesmo a calhar.

A massoterapeuta fazia o seu trabalho com a eficiência que lhe era devida.

Eu estava bem demais.

Estava deitada de  barriga para baixo, quase adormeci.

Despertei quando ela me pediu para virar-me.

A não ser a música ambiente, o silêncio era de mais. Voltei à sonolência enquanto ela massajava a barriga e as pernas.

Se fosse o J, eu não caía neste torpor. De vez em quando, o J quebrava-o com alguma conversa.

8271.jpg

 

Ritual

sacred-nature.jpg

 

Ontem, depois de duas aulas de Pilates, uma delas falei aqui , fui para a quinta de dez massagens Ritual Sacred Nature "Um tratamento combinado de corpo e rosto que promove uma nutrição profunda".

Antes de começar, o técnico pediu-me para tirarmos uma fotografia para fazer a divulgação dos produtos que são usados no SPA.

- Ah, e tal, fico mal nas fotografias.

- Não se preocupe, eu também fico mal, tiramos várias, escolhemos a melhor.

Não tive coragem de dizer que não, a colega tirou-nos várias fotografias, escolheu a melhor.

Depois passou à massagem que, como já disse aqui, é maravilhosa. Os produtos são uma delícia no corpo e rosto ( e este, especialmente, agradece).

Há mordomias que são bem pagas mas trazem-nos excelente benefícos, entre eles, boa disposição.