Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

Uma leoa de parabéns

Maria Araújo, 28.04.15

A Rita, a jovem que muito admiro, e que faço questão de homenagear no meu cantinho, pois hoje é o seu dia de aniversário, que foi à procura dos seus sonhos lá pelas terras do oriente, um mundo diferente, cheio de cultura e que só ela tão bem dá-nos a conhecer.

À jovem que tem escrito no seu blog " O perseguir de sonhos, momentos bons e outros nem tanto... Mas valerá a pena!",  o meu abraço acompanhado de um sorriso, para a mana gémea também, e que os vossos sonhos sejam concretizados independentemente de uma ser Águia e a outra Leoa (na verdade, gosto mais de leões e leoas...animais).

 

Feliz Aniversário Rita e R.

 

 

 

Destaque

Maria Araújo, 12.09.14

Há pouco, cheguei do Porto e pensei jogar o euromilhões. Mas desisti porque estava tão feliz com uma boa notícia que recebi, que o dinheiro não tinha qualquer significado.

Um abraço de apoio, a lagrimita de alegria caiu (como podia ter caído a da tristeza, embora estivesse cheia de esperança) que pensei: "melhor que o euromilhões só mesmo esta notícia."

Entro no SAPO blogs e vejo-me aqui, em destaque, e um sorriso de gratidão formou-se em mim.

Obrigada pelo miminho, equipa do SAPO.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

TU, em "começar de novo"

Maria Araújo, 18.10.09

 

Numa visita que fiz a este blog fiquei deliciada com o post aqui transcrito, retirado também de uma revista, cujo blog, com fotografias e textos muito interessantes,  fui espreitar.

 

...

 

  

EU/ TU

 

 "Aqui sentada, fecho os olhos e inspiro. A minha pele arrepia-se e consigo lembrar todo um aroma, todo um toque. Mesmo quando não estás, a casa tem o teu cheiro, os papéis espalhados na ordem do teu caos, a almofada tem o molde do teu rosto e a toalha abandonada o teu corpo. Ter-te por perto é aquilo que muitos podem chamar habitual, mas sem cair em hábito oco dos dias, mas antes descobrir-te sempre, nos gestos, na expressão e impressão, no sorriso preso numa mensagem, na gargalhada solta num gesto. Confesso que a velocidade dos dias que tento abrandar, nos induz ao descompasso, tocando em tons diferentes, mas o calor do teu abraço traz-me de volta e podemos ter o silêncio, que nos devolve todos os beijos. Por isso, gosto de te ter nas minhas fotografias, na memória de um desenho que rabisquei entre um cigarro e um café, nas ideias e sonhos que vamos partilhando. Há tanto ainda para fazer, muitas coisas quero apenas sussurrar-te, mas a verdade é que tudo isto que sinto é porque TU existes."

 (tirado da revista PORMENORES)