Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

a minha gata põe-me doida

Maria Araújo, 31.01.19

Este inverno, a Kat não tem ido para o meu quarto deitar-se sossegada num dos cantos da cama.

Ontem, entrou, não saiu, percebi que, quando desligasse a luz, saltaria para a cama e lá ficaria a dormir.

E assim aconteceu.

Por volta das 6h30, acordei com o miado forte, a dar-me sinal de que queria alguma coisa.

"Shiu! Calou!", respondi eu.

Mas ela continuava.

Fome não era, deixara o suficiente para a noite e o dia de hoje.

Com o pretexto de ir à casa de banho ( quem toma chá à noite, acorda a qualquer hora para fazer o xi-xi)  levantei-me, ela solta novo e alto miado, fui ao quarto da varanda, puxei o estore, abri a porta, ela saiu, foi arejar.

Voltei para a cama.  Mas o sono não quis nada comigo.

Seriam 7h00, a danada volta aos miados estrondosos capazes de acordarem os vizinhos.

E eu, quietinha, debaixo dos lençóis e do edredom, mandava-a calar.

Depois, ouvia-a correr pela casa, parava à entrada do quarto, porta aberta, que ela poderia saber fechar ( era bom, não era?!) olhava para mim e miava.

"Cala-te, Kat. O que queres?", perguntava eu baixinho de modo que ninguém me ouvisse. E voltava a esconder-me debaixo do edredom.

Às tantas, já perto da 9h00 e quando, finalmente, o sono estava a chegar, ela salta para a cama, deita-se num canto e ficou.

Eu adormecei, também, mas por pouco tempo.

Hora de me levantar, estore para cima, puxei o edredom para o fundo da cama, que a cobriu. Eunca mais ninguém a ouviu.

Fui às compras, apanhei uma molha da muita chuva que tem caído neste dia, cheguei a casa por volta das 13h00. Fiz o almoço, preparei uma coisas para o jantar da mana mais nova ( hoje é o seu aniversário).

Há pouco, lembrei-me que a cama estava por fazer, a Kat não dera mais sinal de si, estava ainda na preguiça do quentinho da cama.

Entrei no quarto, levantei o edredom, lá estava ela a dormir.

Peguei nela e resmunguei: " Sua preguiçosa, que me acordaste cedo, não me deixaste dormir, vingas-te de mim ficando na cama até esta hora?! "

E dei-lhe uns beijinhos no pêlo, pousei-a no chão e tratei de arrumar o quarto ( eu não gosto de deixar a cama  por fazer tantas horas).

E voltou aos miados.

Não sei o que ela quer. Deixa-me doida e preocupada.

13997879_usuKc.jpeg

(foto de 2012)

 

 

o corpo é que paga

Maria Araújo, 04.10.18

 

bola-de-pilates-acte-sports-com-bomba-de-ar-75cm-i

 

 

Este mês de Outubro,  as aulas de Pilates aumentaram  no ginásio e agora, também, com a modalidade de novos aparelhos, como a bola suíça ou de Pilates.

Sempre desejei experimentar a bola ( tenho uma que me ofereceram, mas preciso de a encher), fui à primeira aula na terça-feira. 

Completamente diferente, já fiquei fã

Três, quatro dias por semana, tenho ido ao final da tarde ao Porto.

Ontem, decidi que iria à aula se acordasse, não liguei  o despertador.

Ando extremamente cansada, não durmo horas suficientes. E quando acordo cedo e o sono não quer vir, levanto-me e vou ao ginásio.

Ora, hoje, às 7h já estava acordada. Tentei adormecer, mas  nada.

Fui fazer a aula.

Vim a casa deixar o carro, fui a pé à estação de comboios (vinte minutos) comprar o bilhete para a minha viagem a Lisboa da  próxima semana.

Almocei tarde. Durante o almoço os meus olhos queriam descanso.

Mas não há tempo.

Tenho a tarde com compromissos e depois destes, fazer a mala para o fim de semana em Lisboa

Sabe bem o exercício fisico, saio bem do ginásio,  mas com as noites de pouco dormir, o  meu corpo é que paga.

 

noite agitada

Maria Araújo, 25.09.18

Cansada e com.sono, deitei-me por volta da meia- noite.

Adormeci.

Acordei com sede.

Tentei adormecer.

Às voltas na cama, decidi levantar-me e matar a sede que tinha.

Quando liguei a luz do candeeiro da mesa de cabeceira fiquei surpresa.

4 h?!  

Voltei para a cama com a certeza que já não iria adormecer.

Deixara o telemóvel na sala, levei-o para o quarto.

São agora 6h50,  já andei por Lisboa, Fátima, a ver hotéis para  as minhas  idas (duas) a Lisboa.

Segui para os blogs, pus algumas leituras e comentários em dia.

Esta minha cabeça não pára de trabalhar quando  eu mais preciso de descansar.

 

 

o meu sono

Maria Araújo, 27.07.17

Há dias que a Kat me tira do sério.

Já estava a habituar-me ao sossego da manhã, de dormir tranquila, mesmo que ela entrasse no quarto, se deitasse aos pés da cama, que logo a seguir saía e dormia onde entendesse.

O que acontece é que há cerca de dez dias, às 6h, entra no quarto, passeia em cima das minhas pernas, e com as patas e a boca agarra e morde-me os pés. 

Não me deixa dormir.

Ralho, ela foge, tento adormecer, ela regressa ao quarto , volta ao mesmo.

Levanto-me, abro o estore da varanda, lá vai ela... E volta à cama, aos meus pés.

O meu sono vai-se.

Agitada que anda, deixa-me stressada.

À noite, caio de sono mal me sento no sofá.

Durante o dia, ela vai para o cesto e fica horas na preguiça e a dormir.

Hoje,  às 6h30 era o texas. Ela a brincar com os meus pés. Mal eu dizia: "Kat!", ela fugia. Mas voltava.

São 9h, ando aqui desde as 7h. 

Não gosto de andar na net de manhã.

Mas é ela que me faz estar aqui. Sem sono, o que fazer ?

E hoje, o dia de ginásio é à tarde.

13006518_hFweL.jpeg

 

 

 

 

 

é uma lesão

Maria Araújo, 07.02.17

Os meus sobrinhos netos regressaram ao Rio ( chegaram hoje de manhã), fico muito preocupada com as viagens que fazem  sempre que vêm e regressam. Durmo mal, penso muito neles.

Esta noite, a ajudar a falta de sono, tive a dor no joelho que era muito forte do lado interno. Mal conseguia mexer a perna, não conseguia andar, foi um suplício.

Coloquei uma almofada debaixo da perna, nada me aliviou.

Tentei aguentar, mas por volta das 4h, levantei-me e fui tomar um anti-inflamatório.

Deitei-me. Adormeci.

Às 9:27h, acordei com o telemóvel. Assustei-me, vi o nome. A minha irmã queria saber se os nossos sobrinhos netos tinham chegado ao Rio.

Respondi que a hora prevista era esta, ia ver o estado de vôo ( ela estava convicta que seriam 7 horas de viagem).

Levantei-me e fui ao hospital privado para tentar uma consulta  de ortopedia para hoje e, sim, consegui-a para as 11:30h.

Depois de contar ao médico a minha longa caminhada, o tipo de exercícios que faço no ginásio, a dor localizada no joelho, disse-me que é uma lesão muscular.

Receitou-me uma medicação para ser feita até 7 dias, se tiver dor.

Caso ela passe em 2 ou 3 dias, páro.

Se continuar, tenho a prescrição para uma ressonância magnética.

Aconselhou-me não voltar a fazer uma caminhada tão longa.

As minhas amigas podem fazer os plans para a próxima caminhada, mas sem mim.