Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

Braga, de manhã cedo

07.01.21, Maria Araújo
Hoje esteve um dia muito frio, deixei-me ficar por casa de manhã. Com sol, gosto de ir  buscar o menino ao colégio, a pé.  Hoje levei o carro. Chegamos a casa, estacionei o carro na garagem Como é habitual, trago-o para casa, mas ele não queria, assim como não queria vir do colégio ( a primeira vez que ele manifestou vontade de ficar lá). Decidi levá-lo a casa, aqui nas redondezas, ele queria andar na rua. A mãe veio ter connosco. Os meus sobrinhos netos vieram jantar a Braga, (...)

mar de Inverno

06.01.21, Maria Araújo
fui almoçar com os meus sobrinhos netos. antes de regressar, fomos ver o mar. encostaram as bicicletas e foram brincar para a areia. são as primeiras fotografias do mar de Inverno deste ano. cheguei a Braga, tive um lanche de dia de Reis com o sobrinho neto mais novo.  

uma esponja, um frasco e os palitos

25.08.20, Maria Araújo
excepcionalmente, depois de quatro meses por cá, a sobrinha e os filhotes regressaram às suas vidas no Rio. aulas online, tele trabalho, volta a vida ao seu "normal", não havia volta a dar. recebi no whatsapp uma imagem que fotografou no elevador do prédio de uns amigos e que me levou a pensar que as pessoas fazem o que podem para evitar o contágio, neste caso no que se refere a elevadores. é um facto que me preocupa, não só cá no prédio, como nos elevadores do ginásio,do (...)

não ando com disposição

17.06.20, Maria Araújo
para blogues, o tempo tem-me trazido algumas dores de cabeça, que raramente tenho, talvez as horas de sono sejam poucas. assim,vou publicando algumas fotografias do dia. antem de manhã, passei pelo mercado, estava na hora de as vendedoras deixarem o espaço, pediu-me1 € por cada ramo e sem  que eu dissesse nada, trouxe três ramos por 2€ de regresso a casa, aqui na rua, reparei nas duas árvores de fruto num canto do recreio da escola (penso que são macieiras) à tarde, fui (...)

#fiqueemcasa 32

18.04.20, Maria Araújo
Estou por casa, fiz compras na loja Ikea online,segunda-feira vou levantá-las. Mas hoje é um dia especial cá em casa:  os meus sobrinhos netos e papás viajaram de noite, chegaram a Portugal de manhã muito cedo, já estão em casa a descansar, e de quarentena ( este ano,que ninguém imaginaria o que iria acontecer no mundo,face ao Coronavírus,  anteciparam as férias, ficam perto da (...)

tive uma ideia !

28.03.20, Maria Araújo
Há quatro dias que não vejo o meu sobrinho neto,aquele menino fofo de 29 meses que vou buscar diariamente à creche,e que deixei de ver porque assumi definitivamente, embora a sobrinha more numa rua a cerca de 200m da minha casa, e lamentavelmente não deixar de prestar apoio enquanto ela teletrabalhava ( a partir da próxima semana tem férias forçadas) mas compreendeu a minha posição, ficar por casa até que esta pandemia passe. Já estou com saudades do menino. Tenho dois (...)

eles embarcam hoje

19.12.19, Maria Araújo
cá no norte as rajadas de vento e a chuva fizeram-me ficar a tarde em casa, porque quis( nem fui buscar o meu sobrinho neto ao Colégio, foi a mãe), o tempo está terrível. Fico ansiosa, já sei que a noite vai ser curta, os " meus"  meninos embarcam dentro de uma hora. Se eu estou assim, imagino eles. Espero que o tempo serene, a chegada seja tranquila.  Os meus sobrinhos e seus filhotes não falham um Natal. Logo, vou abraçá-los.  

para mais tarde recordar # 1

03.04.19, Maria Araújo
Todos os dias vou buscar o meu sobrinho neto bebé ao infantário. Costumo perguntar se comeu ( ele come bem) ou dormiu a sesta ( estas costumam ser curtas), a educadora ou as auxiliares respondem às minhas perguntas e/ou transmitem alguma informação que comunico, depois, à minha sobrinha. Ele é um bebé simpático, risonho, tem uns olhos azuis lindos, que são muito elogiados, e, como a maioria dos bebés, é muito malandro. Raramente usa babete, nem gosta de ver os amiguinhos com (...)

coisas das "minhas" crianças

02.01.19, Maria Araújo
Último dia do ano, os meus sobrinhos netos luso-brasileiros vieram cá para casa, precisava de fazer umas pequenas compras, foram comigo ao Continente aqui da zona. Já na saída, no parque de estacionamento, pedi ao mais velho que desse a mão ao mais novo, e eu do outro lado dava-lhe a mão, também. Na passadeira do recinto, os três de mãos dadas, diz o pequenote no seu brasileiro carioca puro ( o mais velho  fala português de Portugal) : - Nós parecemos A Garota do Ipanema. - (...)