Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



para mais tarde recordar # 1

por Maria Araújo, em 03.04.19

Todos os dias vou buscar o meu sobrinho neto bebé ao infantário.

Costumo perguntar se comeu ( ele come bem) ou dormiu a sesta ( estas costumam ser curtas), a educadora ou as auxiliares respondem às minhas perguntas e/ou transmitem alguma informação que comunico, depois, à minha sobrinha.

Ele é um bebé simpático, risonho, tem uns olhos azuis lindos, que são muito elogiados, e, como a maioria dos bebés, é muito malandro.

Raramente usa babete, nem gosta de ver os amiguinhos com ela, era hábito seu gatinhar atrás deles e tirá-las.

Desde o fim de semana que tem andado aborrecido, não dorme a sesta, ou se dorme são pouco minutos, ontem fui buscá-lo, fiz a pergunta de sempre.

A auxiliar que o vestia contou-me quaquer coisa como risos, mas não entendi bem, trouxe o bebé, que adormeceu no carrinho durante o percurso colégio-casa.

Há pouco a minha irmã ( que o adora) ligou-me. Contei-lhe que, hoje, quando a mãe chegou do trabalho, brincamos muito com ele, cá em casa.

E de repente, perguntou-me se eu sabia o que acontecera, ontem, no colégio.

E foi então que soube a história completa.

Os bebés estavam deitados nas suas camas para dormir a sesta depois do almoço. Todos sossegados, o meu sobrinho neto não adormecia. De repente, dá-lhe  um ataque de riso (e ele tem um riso contagiante, até nós rimos com ele) que todos os outros bebés soltavam risadas, foi uma paródia naquele dormitório.

Quando sossegaram, e o bebé não dormia, levaram-o para a sala de brincar.

Ontem, quando a mãe escovava os dentinhos antes de ir dormir, descobriu que vêm dois a caminho.

E são estes, certamente, que o põe agitado e não o deixam dormir a sesta.

Há pouco, a minha irmã comentou comigo que aconselhou a nossa sobrinha a registar estes episódios do bebé, para um dia mais tarde recordar.

Ela tem pouquíssimo tempo para isto, decidi registar aqui no meu cantinho, sempre que houver alguma coisa a contar deste meu sobrinho neto bebé, e também dos outros quatro sobrinhos netos que são a alegria da família ( o sexto está para nascer).

Ajudei a criar os sobrinhos, chegou a vez dos meus fofos sobrinhos netos.

Pena que quatro estejam fora do país.

 

* para mais tarde recordar:

aqui, aqui

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Cantinho da Casa

coisas das "minhas" crianças

por Maria Araújo, em 02.01.19

Último dia do ano, os meus sobrinhos netos luso-brasileiros vieram cá para casa, precisava de fazer umas pequenas compras, foram comigo ao Continente aqui da zona.

Já na saída, no parque de estacionamento, pedi ao mais velho que desse a mão ao mais novo, e eu do outro lado dava-lhe a mão, também.

Na passadeira do recinto, os três de mãos dadas, diz o pequenote no seu brasileiro carioca puro ( o mais velho  fala português de Portugal) :

- Nós parecemos A Garota do Ipanema.

- Como assim, F, A Garota do Ipanema?!

Repete a frase ao mesmo tempo que  trauteia um pouco a música.

Acompanhei-o na canção, até que ele diz:

- Você não entendeu, tia L. Não é a canção.

- Como assim, F, não é a canção?!

- Nós parecemos os meninos do teatro A Garota do Ipanema.

O mais velho tenta explicar, e foi então que me lembrei das fotografias que recebera na altura.

Na festa do colégio que frequenta, na  dança de A Garota do Ipanema, duas meninas davam as mãos ao menino, faziam a coreografia e dançavam ao som da canção.

IMG_20190104_141745.jpg

 E foi assim, que o F nos comparou às meninas que dançavam com ele. 

Contrariamente ao irmão, que não fala brasileiro e não dança, o F é malandro, adora dançar e está sempre a falar em " bunda".

Mais à frente, e já perto de casa, o F trauteia a música de uma canção que eu só tive conhecimento desta quando eles chegarem do Brasil. 

Cantava, então, " Explosão", ao mesmo tempo que erguia as mãos e arrebitava o rabo para trás e saracoteava-o : " olha a explosão, quando ela bate com a bunda no chão".

Volta a trautear, eu e o irmão ríamos com a brincadeira, passa por nós um homem que, quando o F repete: " olha a explosão", ele acaba o verso a cantar, " ela bate com a bunda no chão". O F desata a rir, vira-se para trás, e digo eu: " olha que o senhor é brasileiro".

E ria-se. Mas não repetiu a dose, contra minha vontade pois estava a preparar o telemóvel para gravar o seu espectáculo.

Tão malandro e feliz, este meu sobrinho neto.

 

 

 

 

 

 

Cantinho da Casa

que se passa comigo?!

por Maria Araújo, em 26.07.18

em média, troco de óculos de sol de três em três anos, guardo os "velhos", porque estão em bom estado, vindo a moda deles, tenho-os para me servirem.

Penso que os últimos que comprei foi há quatro anos, de quando em vez usava os  Ray Ban (lembrei-me deste post, sim, tem 10 anos, os meus Ray Ban), até à semana passado que os perdi, foi maneira de comprar outros, assunto deste post.

Terça-feira, fui para a praia cuidar dos meus sobrinhos netos, os pais tinham muitos assuntos para tratar na cidade, ontem, fomos para a praia, tinha os óculos de sol postos.

Fomos almoçar a casa, costumava pô-los numa mesinha junto ao sofá.

À tarde, decidimos volar à praia, não me recordo de os levar, de os ter posto, de brincar com os meninos,  com os óculos no rosto, estava nublado, esqueci de todo se os levara comigo.

Chuviscava à hora de jantar, quando regressei a Braga, não precisava dos óculos.

Hoje de manhã, dia de ir ao mercado,  apesar de estar um pouco nublado, queria levaá-los... E foi quando dei fé que não os tinha.

Procurei tudo, revirei o saco, nada!

Liguei à minha sobrinha. Não atendeu o telemóvel.

Estava a sair do parque, ligo de novo, atendeu o filhote, pedi para perguntar à mãe se ela não os viu.

Enviei uma SMS a pedir que procurasse nos lugares da casa onde eu os deixava quando chegava da praia.

Ainda não tive resposta.

Estou frustrada, não pelos óculos, desta vez não fui para as marcas caras, mas porque a cabeça anda ocupada com tanta coisa que não sei o que faço. 

Há pouco, meti as compras no carro, e já pronta para sair do parque, lembrei-me que não tinha ido à caixa pagar o estacionamento.

Sou muito cuidadosa com as minhas coisas e embora não seja por de mais agarrada a elas, nunca me aconteceu algo semelhante em tão pouco tempo.

 

 

Cantinho da Casa

já dei os meus abraços

por Maria Araújo, em 15.12.17

aos sobrinhos netos, que chegaram hoje do Rio para as férias de Natal.

Estão mais altos e lindos.

Estava cheia de saudades de os ver.

Domingo, temos a festa de aniversário do Francisco. Faz três anos. 

IMG_20171215_194042.jpg

 

 

 

 

 

 

Cantinho da Casa

no outono a praia tem outro encanto

por Maria Araújo, em 15.11.17

Recebi chamada da oficina. Estava o carro pronto.

Fui depois do almoço com a ideia de ir  Apúlia fazer compras de peixe.

Meti pela auto-estrada, cheguei por volta das 15h, sentei-me na esplanada de um café.

Estava uma temperatura muito agradável. Peguei no telemóvel, entrei na net e quando tenho acesso ao Sapo Blogs, os meus olhos vêem isto. Obrigada, Equipa do Sapo.

´destaque.png

 

IMG_20171115_151006.jpg

Entretanto, as SMS do whatsapp dão sinal. Recebo quase diariamente as fotografias dos meus sobrinhos netos cariocas e do lisboeta ( que fez ontem 1 mês).

Uma amiga ligou-me, estivemos 30 minutos ao telemóvel ( se soubesse que tinha feito greve, convidava-a a vir comigo à praia).

IMG-20171114-WA0006.jpg

IMG-20171114-WA0004.jpg

comprado o peixe, segui em direcção à praia de Pedrinhas para as minhas fotografias do costume;

calmas, as gaivotas desfrutavam o sol

IMG_20171115_150604.jpg

adoro pegadas na areia

IMG_20171115_163226.jpg

e adoro fotografar passadiços

IMG_20171115_163408.jpg

IMG_20171115_163106.jpg

e dunas

IMG_20171115_163753.jpg

não fiquei para o pôr-do-sol

IMG_20171115_163832.jpg

regressei a casa

IMG_20171115_163902.jpg

 No outono a praia tem outro encanto.

Cantinho da Casa

os meus sobrinhos netos

por Maria Araújo, em 25.10.17

vão delirar quando a mãe ( há 12 dias em Portugal) lhes mostrar os fatos que acabamos de comprar na H&M para a festa de Halloween de sábado.

H&M.png

 

 

Cantinho da Casa

eles chegaram ontem

por Maria Araújo, em 26.07.17

e seis meses depois de os ver, vou abraçá-los já, já.

 

Cantinho da Casa

os pezinhos deles

por Maria Araújo, em 14.06.17

 

IMG-20170613-WA0004.jpg

dos meus sobrinhos netos, que foram passear pelos EUA.

Que saudades! Cinco meses sem os ver.

Cantinho da Casa

os sobrinhos netos

por Maria Araújo, em 24.04.17

Onze sobrinhos. Oito com idades para serem pais e mães.

Mas só elas estão a aumentar a família.

A mais velha deu-nos dois rapazes ( os cariocas).

A quinta sobrinha deu-nos uma menina, está à espera do segundo filho, um menino ( luso-irlandeses).

A terceira sobrinha está grávida. Lá para outubro virá mais um: menino? menina? 

Não sabemos, ainda.

Mas vai nascer em Lisboa.

E de repente, em cinco anos nascem quatro sobrinhos netos.

E eu que pensava que elas não queriam ter filhos!

 

 

Cantinho da Casa

enquanto eles estiverem cá

por Maria Araújo, em 14.01.17

não me canso de falar deles.

IMG_20170114_173331.jpg

Fomos lanchar. Os meninos, nas suas trotinetes, não dão trabalho porque não estamos constantemente a dizer " vem António! olha que cais, Francis", ou o " é por aqui" e eles dizem " não quero!"

Com as trotinetes só temos de estar atentas ao piso, porque eles têm um "pedal" para andar nelas! E com alguma velocidade.

E com o pequeno, destemido que é, não há mãos que o detenham.

IMG_20170114_173420.jpg

Tenho pena que a sobrinha neta luso-irandesa estivesse cá por pouco tempo. Gostava muito de  a ter por perto e de a ver brincar e conviver com os primos.

 

 

Cantinho da Casa


foto do autor


desafio dos pássaros



o meu instagram


1º desafio de leitura - 2015 2º desafio de leitura - 2017 3º desafio de leitura - 2019

desafio




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D


Encontros - eu fui

IMG_2230 (2).JPG MARCADOR