Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

as viaturas que estão estacionadas indevidamente

Maria Araújo, 18.02.19

B1.jpg

 

Especialmente para a menina do autocarro, um pedido de esclarecimento.

Uma rua com um sentido desaba num cruzamento. Do seu lado direito uma rua com duas faixas e paragem de autocarros, que liga duas avenidas principais da cidade.

A primeira  tem, no final, do lado direito, um sinal de aproximação de estrada com prioridade, logo, uma passadeira. Este passeio faz uma ligeira curva à direita com uma passadeira que o liga ao passeio do outro lado da segunda rua. Em frente à primeira, a rua tem um sinal de STOP .

 

2019-02-18 (4).png

Ambas as ruas têm escolas, na hora de entrada e saída dos alunos a confusão é grande.

Quem sai da primeira rua e quem vem da segunda, encontram as respectivas passadeiras.

Agora, observem um carro estacionado em cima da curva à direita ( a cor de laranja), todos os dias, fins-de-de-semana, e desde há  cerca de quatro meses, dificultando a visibilidade a quem sai da primeira que precisa de verificar se pode avançar com segurança. Se houver algum peão que atravesse a segunda passadeira, quem pára dá oportunidade a que o  primeiro avance. 

Estando o dito carro estacionado em cima da curva ( parece-me que é como no futebol, tem lugar cativo) quem sai da primeira rua é obrigado a avançar mais uns centímetros para ver e ser visto, o que pode ocasionar um choque entre o seu veiculo e o que vem da direita, sendo atribuída a si a culpa visto ter um sinal de aproximação de estrada com prioridade.

Perante isto o que fariam:

1- participavam à polícia  municipal;

2- chamavam à atenção do condutor do veículo ( se o vissem estacionar)

3- fotogravafam a viatura e publicavam na vossa página do FB;

4- colocavam um aviso no pára-brisas do carro.

Aceito as vossas opiniões.

 

 

 

 

fui à dermatologista

Maria Araújo, 22.09.16

Nose-Piercing-With-Needle.jpg

 

e a conselho da pedicure, para mostrar um sinal que tenho na planta do pé direito.

A médica examinou-o, não foi necessário tirá-lo.

Pronta para sair, lembrei-me que, há uns bons anos, e embora não fosse totalmente visível, mas de perfil notava-se, apareceu-me na cartilagem alar interna da narina esquerda um sinal preto que  mais parecia um ponto negro, grande, que eu detestava. Mas sempre que ia à dermatologista, esquecia-me de  falar nele. 

Volto a deitar-me na cama e sim, era um sinal feio, tirava-se já.

Fui para a sala de pequena cirurgia. A médica avisou-me que iria anestesiar, doía um pouco, perguntou-me se estava preparada.

Pensei que fosse uma dor forte.  Uma picada, nada mais que isso. 

Porque é uma zona sensível, as lágrimas escorreram dos olhos.Tirou-o.

"Bem grande", comentou a médica.

Que alívio! Odiava aquela merda escura no nariz.

E pronto! O que seria suposto tirar um sinal na planta do pé, que nunca dei conta dele, foi na mouche que tirei o do nariz !