Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



pensava eu que passava despercebida

por Maria Araújo, em 08.11.18

Estive quinze dias ausente do ginásio, porque não foi mesmo possível ir às minhas aulas.

Regressei ontem, diz-me o funcionário da recepção:
-Há algum tempo que não a vejo. Está tudo bem consigo?

No bar, cruzo-me com outro, faz-me a mesma pergunta.

Hoje, fui fazer duas aulas, estava uma funcionária, muito simpática, faz o mesmo reparo e pergunta.

E eu que pensava que passava despercebida.

É bom saber que as pessoas se preocupam connosco.

 

 

 

Cantinho da Casa

simpatias que me fazem sorrir

por Maria Araújo, em 14.05.18

images.jpg

 

Uma semana sem ir ao ginásio,  vim de Lisboa muito cansada, sábado fui à aula de Pilates.

Costumo levar uma mala com tudo o que preciso, uns dias mais pesada que outros, habituei-me a ela.

Depois da aula,  mala na mão, dirigia-me para as escadas que dão acesso à recepção. Ao lado delas há o estúdio de bike.

A mala tem rodas. Como é costume quando saio dos balneários, puxo-a até às escadas, páro junto destas, pego nela e subo-as.

Ora no sábado fiz este gesto habitual, estava a decorrer a aula de bike, parei, olhei para um dos colegas de Pilates para lhe adeus, como sempre o faço também, quando escuto uma voz de homem que me diz: " quer que leve a mala? está pesada?"

Olho para trás, vejo um jovem que não teria mais de 30 anos, lindo, barba de poucos dias, uma voz bonita.

Respondo que não, que não é preciso, que a mala não está pesada, que é hábito meu parar nas escadas para pegar nela.

Comenta: "mas eu levo-lhe a mala"

E fiquei sem jeito. Nunca naquele ginásio, alguém, velho ou novo, se ofereceu para levar a mala. E há dias que vai mais pesada, é verdade.

Agradeci, de novo, disse que estava habituada, que desta vez nem estava muito pesada.

Fiquei para trás, não queria que visse o sorriso que me fez vir ao rosto e porque queria apreciar melhor o jovem. 

Ter a simpatia de um homem lindo, que podia ser meu filho,  oferecer-se para levar a minha mala, não acontece com frequência, e com maduras como eu ( estava de costas  quando se ofereceu para levar a mala, certamente não estava à espera  que veria uma mulher madura com corpo de menina, ahahah!).

 

 

Cantinho da Casa

artista de rua

por Maria Araújo, em 28.07.17

 GAIA MALABARES

 

O homem terá trinta e poucos anos, encontra-se durante parte da manhã e/ou da tarde nos semáforos de um dos cruzamentos da Avenida 31 de Janeiro.

Tem cerca de 60 segundos para fazer os malabarismos e manipular os 4 a 6 pinos que tem na mão.

É muito expressivo, se algum pino lhe cai, leva para a brincadeira, faz um gesto de surpresa, rapidamente o apanha, continua a execução, acabando-a uns segundos, com uma mímica ou um posar característicos, antes de o sinal verde abrir para os condutores.

Pega no chapéu e, sorridente, percorre os carros agradecendo com gestos simpáticos, quer tenha ou não a moeda, que por vezes nem dá tempo a que seja colocada no chapéu.

Sem que alguma vez levasse a mal não receber nada, com palavras simpáticas e cheias de vida diz, mais ou menos, o seguinte " bom dia, haja alegria, haja saúde, a vida é bela, viva-a com algeria."

Hoje, às 10h da manhã, lá estava ele. Vários carros aguardavam o sinal verde.

Tinha a minha carteira no banco de trás, consegui puxá-la, tirei 30 cêntimos, as moedas que tinha e pensei: " pela simpatia deste rapaz, vou dar-lhe o que tenho". 

Várias vezes deixei a moeda no chapéu, outras alturas digo-lhe que fica para a próxima, ele agradece sempre.

Quando se aproximou do carro ( ele já me conhece porque passo todos os dias ali quando vou para o ginásio), pousei a moeda dentro do chapéu e disse-lhe: " A sua simpatia conquista toda a gente"

Sorriu e agradeceu.

Todos os condutores deixaram a moeda dentro do chapéu.

Penso que estes pensam o mesmo que eu: " este homem põe uma pessoa bem disposta logo de manhã".

É que há outros  jovens que vão para lá fazer o mesmo, mas não têm a mesma simpatia deste.

Logo a seguir, noutros semáforos, o pedinte ( de quando em quando desaparece, deve ir bater o coro para outras cidades vizinhas) que costuma vir também e há anos para este cruzamento, a quem dei muitas vezes a moeda,  com ar de sofrimento, que não tem, com um aspecto de pessoa que é bem tratada, que usa a perna como pretexto para pedir, leva a mão à boca a querer dizer que quer uma esmola para comer que, e por que ninguém acredita nele pelos comentários incomuns que em tempos fazia, ninguém lhe dá nada.

E fica com ar de troça, de chateado, o que piora as coisas.

Lucra o artista de rua com a sua simpatia.

 

 

 

 

Cantinho da Casa

dez minutos depois

por Maria Araújo, em 16.12.16

de publicar este post, tive  a chamada desejada.

Tinha de ser rápida a chegar ao hospital.

- Dez minutos, - respondi.

E assim foi.

Esperei uma hora pela consulta, aproveitei para enviar sms à minha amiga Mafalda, que me falou  muito bem desta médica, e informá-la que conseguira a consulta.

Quando entrei no gabinete, uma mulher jovem, nos 30, levantou-se, apresentou-se, veio dar-me um beijo.

Simpática e com humor à mistura, põe-nos muito à vontade e preparadas para a consulta.

Fez o inquérito que eu esperava e queria, examinou-me com cuidado.

Pode ter os seus erros, mas na comunicação e confiança que tem e dá, saí de lá muito satisfeita.

 

 Resultado de imagem para the female doctor gif

 

 

 

 

Cantinho da Casa

O meu sobrinho neto

por Maria Araújo, em 16.07.14

É uma criança adorável, simpática, bem disposta, sabe tudo, diz tudo, e está a ser muito bem educado.

Parabéns aos pais que estão a educar muito bem o filho.

Hoje, fiquei em casa do meu cunhado a cuidar do miúdo, enquanto a mãe foi tratar de assuntos seus.

O miúdo não fez birra, dizia "qué passear, abe a pota".

Sem chave de casa, não saímos até que chegasse o avô.

E a criança "conversou" comigo ( muitas das palavras não entendia, como é óbvio).

Viemos para minha casa,  dei-lhe um banho de chuveiro enquanto a mãe preparava o almoço dele.

Comeu bem e agora está a dormir.

A mãe foi almoçar com uma amiga.

Tomar conta de crianças como esta, garanto-vos que só temos o trabalho de lhe mudar a fralda.

Depois, é vê-lo a desenhar, que ele adora (riscos e rabiscos), e a ver no ipad da mãe os vídeos das histórias que gosta ou o canal Panda.

Não vivessem no Rio de Janeiro acompanharia com muito prazer o crescimento deles...agora que tenho tempo para tudo.

 

 

 

Cantinho da Casa


foto do autor



1º desafio de escrita 2019 2º desafio de escrita 2020


o meu instagram


1º desafio de leitura - 2015 2º desafio de leitura - 2017 3º desafio de leitura - 2019

desafio




Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Encontros - eu fui

IMG_2230 (2).JPG MARCADOR