Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

cantinho da casa

cantinho da casa

fiz uma aula de pilates com aparelhos

Fiz uma reserva para uma aula de Pilates, para ontem à tarde.

Quando cheguei, o ginásio estava praticamente vazio.

Pensei nas férias, embora nesta quinzena  sempre visse as máquinas de cárdio ocupadas.

Todos os ginásios enviaram para os seus sócios as novas regras para frequentar o espaço para as aulas de grupo e dentro do ginásio, sabendo eu que poderá haver aulas fora, para quem não tem os certificados de teste ou de vacina.

Na repepção, mostrei o meu certificado digital de vacinação completa, pelo que já ficou lá "guardado", não preciso de o mostrar sempre que vou fazer as aulas.

Ora, percebi que era a única pessoa para a aula de Pilates, disse à professora que por mim não precisava de dar a aula, embora ela tivesse dito que tenho direito à aula, que a dava.

Insisti que eu poderia fazer outra coisa qualquer ( mas estava sem sapatilhas), lembrou-se do estúdio mais pequeno onde poderíamos ir as duas.

Antes, foi pedir autorização, descemos  para o estúdio onde se vêem as novas máquinas de Pilates, que já tinham captado a minha atenção e vontade de saber como vão funcionar estas aulas.

A professora disse-me que ia fazer de mim cobaia, se eu não me importasse,aproveitava para experimentar alguns desses aparelhos.

Óbvio que fiquei contente e curiosa, disse que sim, que até gostaria de experimentar, seria um privilégio para mim servir de cobaia.

Comentei que há muito tempo que não fazíamos a aula com a bola suíça, ao que ela foi buscar duas, e trouxe também duas faixas, por onde começamos o aquecimento.

Quando passei para o Reformer ( é este o seu nome), fiz vários exercícios de pernas e braços, que adorei.

A sensação que tive era de que o carrinho me ia tirar a estabilidade e não conseguiria controlá-lo.  Tudo foi feito com calma,  cuidado e controlo, acho que fiquei fã.

A professora ia monotorizando e corrigindo as posições do corpo, perguntava-me se estava a sentir dor ou se era demasido intenso.

Mas eu estava bem e a gostar muito.

Passamos depois para o barril escada (barrel ladder).

Ela exemplificou como deveria fazer, explicou-me os benefícios deste aparelho para a coluna vertebral, sobretudo lombar, que podia sentir algum desconforto na primeira vez, mas com o hábito sentiria um grande alívio.

Custou-me um pouco estar com a cabeça para baixo, mas quando me ergui e saí do aparelho, senti um bom alívio  na lombar.

Confesso que gostei muito de ter sido a primeira sócia a experimentar estes dois aparelhos (bendita a hora que ninguém apareceu para a aula de Pilates)  porque há mais aparelhos para explorar.

E acho que vou aderir a esta nova experiência, que não  vai fazer parte do programa geral de aulas, pois serão aulas à parte para douco mais de três ou quatro pessoas.

Não sei qual vai ser o custo mensal, mas acho que vou ser uma das que não vai deixar de lado esta modalidade fantástica, que eu muito cobiço nesta página do instagram.

Que venha Setembro.

ladder-barrel-624x416.jpg

imagem daqui.

 

7d3c322091b213f3a988810b386bd632.jpg

 

imagem daqui

 

 

vacinas e informações

 

mw-860.jpg

Dinamarca mantém vacina da AstraZeneca suspensa mais três semanas

 

"A Dinamarca anunciou hoje que vai manter a suspensão da vacina anti-Covid-19 da AstraZeneca durante mais três semanas, apesar de ter sido declarada “segura e eficaz” pelo regulador europeu e pela Organização Mundial de Saúde.

“Hoje decidimos estender a suspensão durante três semanas”, afirmou o diretor da Agência Nacional de Saúde da Dinamarca, Søren Brostrøm, em conferência de imprensa, explicando que o país precisa de “mais tempo” para excluir inteiramente uma ligação entre os casos conhecidos de coágulos sanguíneos em pessoas vacinadas e a vacina da AstraZeneca."

 

Ouve-se aqui e ali sobre a ineficácia da vacina Astrazeneca. Primeiro a vacina era para pessoas com  idade inferior a 65 anos, depois já podia ser administrada em pessoas mais velhas; a seguir suspende-se nos vários países europeus, e de repente já é eficaz e segura.

Do que tenho lido e escutado, há muitas pessoas que têm receio.

Colegas minhas dizem que o governo está a pôr os professores como cobaias, há outros profissionais do estado que deviam ser prioritários, e tal. Porque todos querem a vacina da Johnson & Johnson ou a Pfizzer.

Hoje,uma amiga minha disse-me que fora levar o pai  para a vacina e que depois de muitas horas de espera, quando chegou a vez e lhe disseram que a vacina era da Astrazeneca, recusou.

E não imagino as minhas amigas quererem esta vacina, também. A vez delas está prestes a chegar.

Estamos ansiosos pela vacina, mas  tudo isto seria evitável se as entidades de saúde fossem prudentes nas informações que dão.

quando os títulos das notícias entram no pc

Estava a fazer horas para ir buscar o meu sobrinho neto ao colégio, depois de comprar um pinheiro para decoração do móvel da televisão, pinheiro este que vai ser plantado num vaso grande e mais tarde num lugar onde possa crescer livremente, passava em frente à igreja da minha freguesia, lembrei-me de entrar e ver se tinha presépio ( gosto muito de ver os presépios das igrejas).

Estava a sair um funeral.

Quando entrei, estavam uma jovem mulher e um homem que arrumavam as colunas e o tapete da cerimónia fúnebre.

Depois de tudo feito, efoi rápido, perguntei à jovem mulher se podia tirar uma foto ao presépio.

Respondeu-me que não sabia, estava ali a fazer um trabalho, não pertencia à igreja, mas certamente que podia.Que o presépio estava bonito, que nem todas as igrejas, este ano,fizeram.

Tirei duas fotografias. E agradeci.

A meu lado para a saída da porta, comentei algo sobre a COVID19 e os óbitos que andam entre os 70 e 90.

Diz-me a jovem mulher " Sim, há muitos óbitos de COVID19. Mas garanto que há muitos mais de cancro e de morte natural em idosos que vivem sozinhos ou em lares, e que não procuram o médico. Por outro lado , o Serviço Nacional de Saúde está cheio de trabalho, não é possivel chegar a todos."

Se todos cumprissemos  com o distanciamento e usássemos máscara obrigatoriamente em todo o lado, os números não seriam os que lemos todos os dias, e muitos doentes não COVID teriam a assistência que lhes é devida.

Este post é a propósito disto:

Sem Título.jpg

 

 

 

 

 

 

saúde

fiz, ontem,uma endoscopia e colonospia, com sedação, paguei para cima de 100 euros, com comparticipação.

Hoje, fui comprar uma medicação para repor a flora intestinal e para combater a sensação de enfartamento, paguei 50 euros.

Quando cheguei a casa, verifiquei as facturas, nenhum dos medicamentos teve comparticipação.

Não estou a reclamar, posso pagar. Mas penso nas pessoas com poucos recursos, o quão difícil é tratarem-se.

 

 

 

 

 

os hospitais privados e os EPI

thank-you-doctors-and-nurses-vector-id1211428516-8

neste post,escrevi sobre o valor adicional que vou pagar, que acho exagerado, na minha próxima consulta de higiene oral.

a este respeito, amanhã,vou acompanhar uma amiga ao hospital privado, tem exames para fazer, enquanto esperasse por ela, pensei ir a uma consulta de medicina geral e trazer a medicação habitual ( tiróide e colesterol) assim como exame de sangue, que teria de fazer em Abril passado mas o confinamento alterou-nos a vida, queria novas prescrições.

a minha amiga tinha contado que os utentes queixavam-se da taxa adicional que os hospitais estão a cobrar, que um senhor protestara ao balcão, pois  tinha feito vários exames e por cada um deles pagava esse adicional, já pagara mais por este do que pelos exames.

então, marquei, via APP, a minha consulta de medicina geral.

recebi uma SMS que confirmava a consulta, e mais isto:
" preocupados  com a sua segurança, existe agora um adicional associado a protecção COVID-19.  Para mais informações..."

no dia seguinte, recebi uma SMS que  diz: " teleconsultaTrofa Saúde. Dados para pagamento ENT: xxxxx,REF:  xxxxxxxx, VAL: 8,99 "

primeiro: não é uma teleconsulta, é presencial, no valor de 3,99€;

segundo: como vou pagar mais 5€ de taxa ( “especificidade dos EPI [Equipamentos de Protecção Individual]) se eu vou entrar no hospital com a minha máscara, não vou fazer qualquer tipo de exame, nem sequer sou auscultada, a médica  apenas regista no pc a medicação necessária, imprime, entrega-a e saio do gabinete, porque razão vou pagar mais um adicional de uma coisa que deve ser o hospital a suportar? 

1€ ou 2€  eu entendia, mas pagar pelos  EPI um valor superior à consulta, é uma afronta para os utentes.

e na APP cancelei a consulta.

amanhã, passo na Unidade Familiar do Centro de Saúde e marco uma consulta para a minha médica de família.

 

 

 

 

 

antigravity na rua?

10115rickowens7133.jpg

 

O runnign está na moda, eu não gosto de correr, o antigravity é muito procurado lá no ginásio e, segundo a professora, quando fazemos o spiderman, a posição invertida, como se vê nesta imagem do desfile de Rick Owen,  o sangue vai para o cérebro e...

 

"O sangue flui no sentido contrário, enchendo a pele do rosto com nutrientes, razão pela qual as bochechas ficam sempre com um brilho saudável depois de apenas alguns minutos a fazer o pino. Este aumento do fluxo sanguíneo e nutrientes para o couro cabeludo até pode ajudar a prevenir os cabelos grisalhos e a reverter aqueles existentes! "

 

DSC09236.JPG

( a nossa aula)

DSC09231.JPG

 

Quando amanhã falar à professora das imagens deste desfile, provavelmente, irá dizer o que disse  a GL neste comentário :

"Sem alguém duvidava que o mundo tinha ensandecido tem aqui a prova.
Ensandeceu mesmo, ou então a noção de estética está completamente adulterada.:(!

 

E se a moda pegar na rua...

O serviço de saúde

Sem Título.png

Na unidade de saúde familiar da minha zona, todos os funcionários que lá trabalham, e incluo a minha médica e o enfermeiro que me aplicou a vacina do tétano, são muito simpáticos, muito atenciosos, e o serviço, se não houver atraso, funciona muito bem.

Ontem, tive consulta às 17:40h, informei a funcionária que tinha vacina marcada para as 19:15h, teria de esperar 1:15h por aquela, se houvesse uma vaga, poderia antecipar a hora.

A médica de família é a coordenadora da unidade, sempre me atendeu muito bem, expliquei-lhe o que me levou lá (a espera de uma consulta de cirurgia vascular do hospital público,  há um ano e meio), ela comentou o que poderia ter acontecido, e  para não haver perda de tempo, seria melhor fazer outro ecodopler,o anterior já tem dois anos,  e iniciar um novo processo.

Acabada a consulta, e quando já estava a chegar ao balcão de atendimento, ouço uma voz de homem que me chamava.

Olhei para trás. Com a minha médica, estava um jovem enfermeiro disponível para me aplicar a vacina.

Mas antes, e foi a primeira vez desde que me lembro de tomar as vacinas do tétano que alguém me fez um longo inquérito que era registado no computador.

Deu-me a vacina, e diz " em 2025 volta cá".

E eu comentei "2025?! Ui, estou velha!"
"Está nada! São apenas dez anos".

Mas o que eu queria dizer é que 2025 parece uma data longa. Esquecera-me que estamos em 2015 e dez anos passam depressa.

Estou muito satisfeita com o serviço desta unidade familiar. Ou ontem tive sorte.