Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

cantinho da casa

cantinho da casa

Qua | 17.03.21

do regresso

Maria Araújo
( como ele sobe e desce no escorrega)   Segunda-feira abriram os colégios, as creches e as escolas do 1º ciclo. O frenesim nas ruas é  muito, as crianças do 2º ciclo aproveitam, também, para sair de casa. Ontem, num mini-parque da igreja desta freguesia, andavam elas a brincar com os mais novos, apoderaram-se do escorrega, da ponte, era uma algazarra que nos impediu de deixar o nosso pequenote de brincar no escorrega. Jogou a bola com a mãe, naquele pequeno espaço relvado, que (...)
Qui | 18.02.21

confinamento e as crianças

Maria Araújo
continuo a bater na mesma tecla de que as crianças são as que mais saem prejudicadas deste confinamento. O meu sobrinho neto é uma criança de rotinas. Desde bebé. No colégio, tem actividades de música e ginástica, almoça pelas 11h30, 12h00,  depois tem a sesta. À tarde terá outras acividades lúdicas, a partir das 16h00  brinca  com os colegas e as auxiliares. Costumo ir buscá-lo pelas 17h00, damos um passeio pelo centro da cidade, ou trago-o para minha casa, brincamos (...)
Qua | 15.11.17

os exames médicos

Maria Araújo
    Ontem, ao fim da manhã, fiz exames médicos: mamografia e ecografias à mama e  tiróide. Sábado, fizera as análises ao sangue que são fundamentais para os exames que vou fazer na próxima sexta-feira. Foi-me dito que estariam prontas na próxima 5ª feira. Na segunda-feira, recebi uma SMS do Hospital a comunicar que estas estavam prontas, podia aceder ao portal x e ver os resultados. Achei estranho, pensei que houvesse engano, não dei importância. Ontem, final da tarde, à (...)
Qui | 22.06.17

as nossas rotinas

Maria Araújo
  Fui ao mercado fazer as compras, estacionei o carro no parque. De repente, fez-se me luz que não tinha o porta-moedas onde guardara o cartão multibanco e os trocos, porque ontem, que não tinha carro, não tinha documentos, fora para o ginásio de autocarro, levara o mínimo possível numa pochete, . Quando cheguei a casa, tirei tudo da pochete. No parque remexo a carteira, para ter a certeza que o tinha comigo. Mas não, não tinha. Fiz um feedback aos meus gestos habituais, e foi (...)
Qui | 27.11.14

Exames de rotina

Maria Araújo
Feitos os exames da tiróide e da mama, os alertas de quem os faz para os cuidados a ter fazendo o auto-exame mensal da mama (falta-me o resultado do rastreio da mama  feito na Liga Portuguesa contra o Cancro que, a haver dúvidas, já tinha recebido uma carta para fazer novos exames) fico mais tranquila quando venho para casa sem a ansiedade habitual de que algo possa estar mal. O médico que fez a ecografia, hoje, recomendou-me a fazer uma nova ecografia (óbvio que terei de (...)
Ter | 04.11.14

Ai, a bateria!

Maria Araújo
O meu carro está na garagem desde o dia 13 de setembro (quase dois meses), uma ou duas vezes por semana ligava a ignição deixava o motor trabalhar.   Quando fui tirar a tala, há três semanas, o médico avisara-me que devia estar quinze dias sem conduzir. Comecei a fisioterapia e depois de cinco sessões, das vinte que tenho, a mão ainda estava muito "empenada" não senti necessidade de conduzir, até porque faço o percurso a pé. Na sexta-feira passada, fui à garagem, mais uma (...)
Sex | 10.10.14

Quem gosta de ir ao dentista?

Maria Araújo
Fui à consulta de rotina, com a Sofia. O médico, muito simpático, ouvia as perguntas e "reclamações" dela: "porque tenho os dentes amarelos" (não tem, mas se comesse menos chocolates) ... até que  ela diz: "o senhor é diabólico". Riso geral. E o médico advertiu-a:" Os teus dentes estão bons e branquinhos,só vens daqui a um ano, mas tens de os escovar muito bem, caso contrário, com o avançar da idade, podes vir a ter problemas". E dava-lhe o espelho para verificar que os (...)
Seg | 26.04.10

Life

Maria Araújo
A VIDA É COMO JOGAR UMA BOLA NA PAREDE. SE FOR JOGADA UMA BOLA AZUL, ELA VOLTARÁ AZUL; SE FOR JOGADA UMA BOLA VERDE, ELA VOLTARÁ VERDE; SE A BOLA FOR JOGADA FRACA, ELA VOLTARÁ FRACA; SE A BOLA FOR JOGADA COM FORÇA, ELA VOLTARÁ COM FORÇA. POR ISSO, NUNCA "JOGUE UMA BOLA NA VIDA”, DE FORMA QUE VOCÊ NÃO (...)