Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

cantinho da casa

cantinho da casa

Vai pelo Johnny Depp

Com o bilhete Rock in Rio premiado para este dia, e mostrando o meu desinteresse por rockeiros,  ainda me desafiaram: "Então, vai pelo Johnny Depp".

Não. Fazer uma viagem até Lisboa só pelo Johnny Depp, nunca!

Por mais que o admire como actor, e sem o conhecer como músico, a banda não me atrai nada.

E o bilhete cá está. Oferecia-o a quem quisesse ir, mas ninguém mostrou interesse.

Pela TV e em directo, aguardo que a banda surja no palco. Tenciono ouvir uma ou duas músicas.

Amanhã há eventos que me aliciam mais.

 

img-1033881-hollywood-vampires.jpg

 

Fantásticos vídeos de Michael Jackson na MTV

 

 

 

 

 

 

Acabei de ver na MTV em,  “Tribute to Michael Jackson”, que continua a ser transmitido, a versão de «Billy Jean».
Confesso que nunca a tinha visto na íntegra. Fiquei estupefacta com a performance  deste tema,  em palco.
Surpreendentes os movimentos do seu corpo, que todos conhecemos, mas esta foi admirável, porque, no final, os gestos fizeram-me lembrar o cinema mudo de Charlie Chaplin. Aliás, note-se que a bainha das calças que usava nos espectáculos ficavam um bom palmo acima dos sapatos, deixando evidenciar a brancura das suas meias.
Ele salta, põe-se em pontas de pés, põe a sua mão direito nas partes genitais (gesto bem conhecido),anda como um pinguim, retoma o refrão,
"Billie Jean Is Not My Lover
She's Just A Girl Who Claims That I Am The One
But The Kid Is Not My Son
She Says I Am The One, But The Kid Is Not My Son"

e termina a performance, atirando o chapéu para o público que entra em alvoroço.
Sempre me ficara na memória a performance de «Thriller» que ainda hoje deliro e danço quando a escuto, mas acompanhando a MTV, garanto que qualquer uma das canções que ele canta, é magnificamente acompanhada com uma coreografia única.
Michael Jackson não foi um dos meus cantores favoritos, mas admirei-o sempre pela miscelânea de coreografias que executava.
Fica para sempre como ícone da música rock, que entusiasmou e fez dançar e cantar  várias gerações nas noites de discoteca.
No mometo em que edito este post, fico com uma das que muita mexeu comigo "Black or White"