Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

cantinho da casa

cantinho da casa

Seg | 05.07.21

recordações

Maria Araújo
Ontem, fez 13 anos que faleceu a minha irmã mais velha. Ontem, foi o dia de aniversário da Sofia ( durante alguns anos foi difícil ela perceber porque a tia faleceu no dia do seu aniversário). Hoje, faz 39 anos que a minha mãe faleceu. Todos estes dias vivo-os com muita intensidade. Por que Sofia nasceu há 23 anos e sou a sua madrinha. Porque o meu coração pedia-me  para ir ver a minha mãe, sozinha no quarto do hospital, não imaginava que seria a última vez. Muita coisa (...)
Sex | 14.05.21

recordações

Maria Araújo
Uma sexta-feira que começou cedo, a manhã com um bonito sol. À noite, desligo o wifi do telemóvel. E quando o liguei, tinha umas quantas mensagens no whatsapp, do grupo da família, que me fizeram chorar Quantas pequenas estórias contadas pelos irmãos, agora pais, e da infância e adolescência, pelos sobrinhos, que eu desconhecia, algumas, outras  não me lembrava...até porque eu era jovem e vivia, com muita paixão, outras coisas. Foram muitas surpresas que me deixaram feliz. (...)
Qui | 26.03.20

ao Sapo

Maria Araújo
muito obrigada. Estou muito bem acompanhada, ali da Mula,que ela sabe que eu gosto muito  dela. Ontem, à procura de umas fotografias que a sobrinha Sofia me pediu, revi outras dos sobrinhos mais velhos. Deste grupo  de sobrinhos o mais novo,ao colo da mais velha, tem 29 anos. Três são mães,um é pai. Uns anos mais tarde,viriam mais três( Diogo,Sofia e Nuno). A vida passa! E encontrei umas quantas cartas de uma amiga que nos anos 90 leccionou em Londres. Li algumas. Quantas (...)
Sab | 28.02.15

As nossas cestas

Maria Araújo
   No Jornal da Noite, passou a notícia do jovem Nuno Henriques que teve a ideia de recuperar a tradição do fabrico de cestos de junco, uma herança da família, fazer o seu negócio e expandi-lo. Os únicos artesãos do fabrico da cestaria são pessoas de avançada idade, mas o jovem empresário quer dar a conhecer ao mundo (...)
Dom | 21.04.13

Sonhei e...

Maria Araújo
carro à estrada, fui relembrar os anos da minha infância e juventude, aqui, nesta praia que os "homens destruíram" com a força do mar. Mas hoje, maré vaza, desci à praia e captei as fotos daqueles que foram os lugares de muitas noites de serenatas, cantares, dançares, diversão. Saudades dessa que foi a imensa praia com aroma das algas " sargaço (...)