Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

cantinho da casa

cantinho da casa

Qui | 01.06.17

um relaxamento

Maria Araújo
  Em todas as modalidades que faço no ginásio, cada professor(a) leva o seu iphone, liga-o à aparelhagem e a música de fundo soa maravilhosamente aos nossos ouvidos, atenuando o esforço e a dor dos exercícios. O relaxamento tem sempre uma música suave, que não zen ( esta já não suporto). Percebe-se que há professores fãs das músicas dos anos 80, que eu adoro. Geralmente, os meus momentos de relaxe não são os desejáveis. Há sempre uma preocupação que invade o pensamento. (...)
Sex | 24.04.15

Um blogger Paulista

Maria Araújo
Estou cansada, ontem e hoje foram dias bastante ocupados, mal tive tempo para vir a este cantinho. O nosso encontro de bloggers é já no domingo, em Leira, o Professor João Paulo ,na companhia de um amigo, o Roberto, vieram de São Paulo para este encontro. Alojados no Porto, andaram quarta e quinta conhecer a cidade, sendo Braga e Guimarães as outras cidades a visitar. Ficou para hoje e, manhã cedo, (...)
Ter | 27.01.15

"Ó professor..."

Maria Araújo
Terça-feira, o dia que não costumo ir ao ginásio. Ficar em casa é para me perder aqui no computador e nem sempre tenho paciência para isto, além de que me canso. Hoje de tarde, decidi ir à aula de Zumba. Quando a música/dança acaba, o professor explica os passos da música que vem a seguir. Numa delas, diz uma senhora, assídua em todas as (...)
Ter | 08.01.13

3 de janeiro

Maria Araújo
Primeiro dia de aulas de 2013. Dez minutos depois de a aula começar, sumário registado no quadro, observa a professora para um aluno do 6º ano: P - Então R. não tiras os livros da mochila? R- Ó setôra, tiro já. P- O sumário está escrito, os teus colegas já começaram a trabalhar e tu tens a mochila em cima da mesa e fechada? R.  encolhe os ombros e comenta: - A professora deu-me 2 no final do período. P- Tiveste 2 porque as tuas notas não chegaram à positiva e o teu (...)
Sex | 12.03.10

Jô Soares

Maria Araújo
Curiosa esta definição de PROFESSOR     Jô Soares, a propósito da profissão     O material escolar mais barato que existe na praça é o professor! É jovem, não tem experiência. É velho, está superado. Não tem automóvel, é um pobre coitado. Tem automóvel, chora de “barriga cheia”. Fala em voz alta, vive gritando. Fala em tom normal, ninguém escuta. Não falta ao colégio, é um “Adesivo”. Precisa faltar, é um “turista”. Conversa com (...)