Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

o oportunismo de fazer negócio

Maria Araújo, 03.03.17

O Papa Francisco vem a Fátima em Maio. E as minhas amigas decidiram que vamos à Procissão da Velas, no dia 12.

Em Novembro, a impulsionadora destas loucuras ligou para a pessoa que nos indicou a pensão onde ficamos alojadas há 4 anos, que disse que não havia qualquer hipótese de alojamento em Fátima. Nem lá nem em lado nenhum.

Provavelmente, nos arredores num raio de 20 km conseguíssemos. 

Vamos a Fátima. Não sabemos como.

De carro, está fora de questão. Uma das amigas, que não sabe se vai, não pode viajar de autocarro, devido ao problema que tem na coluna. De comboio, e  segundo me disse uma delas, a estação fica a cerca de 10 km da cidade.

Estou incumbida de tratar do nosso transporte. Mas ainda não mexi os pés para nada.

Não temos alojamento, não levamos carro, não sei se teremos de viajar com um dia de antecedência.

Pergunto: vamos passar a noite ao relento?

Estava a ver os e-mails, surge-me a Booking com ofertas aliciantes para várias cidade portuguesas e estrangeiras.

De repente, aparece à frente dos meus olhos "Fátima".  

Sabendo que estão a pedir preços muito elevados por um quarto, e em casas particulares, mesmo assim, fui espreitar.

" Quê?! - comentei para mim própria -  " São doidos. Que oportunismo! ?"

E fiz uma simulação para o dia 12 de Maio, para uma guesthouse, das mais baratas que apareciam:

Sem Título.png

 

Se fizer a simulação, para a mesma gusethouse,  com check-in para os dias 13 ou 14, não há quartos para esses dias.

Mas se fizer para o dia 15, os preços são estes:

 

Fatima.png

 

Uma exploração, esta cidade que não gosto.

Se fizesse uma reserva para 5, cada uma de nós teria de pagar por um quarto triplo, 460 euros,  por uma noite. Para 4 pessoas seria 393 euros, cada.

Se não tivermos uma alternativa minimamente viável para dormimos uma noite, mesmo que ao relento mas agasalhadas, não vale a pena a viagem.

Mas, e a devoção?

Resta-me pesquisar os transportes com horários que nos permita fazer a viagem de manhã cedo, passarmos lá a noite da Procissão das Velas, e regressarmos, logo de manhã, com o nascer do sol, e se houver sol nesse dia, no primeiro transporte que tivermos disponível.

Penso que seria bom haver regulamentação que evitasse estes exorbitantes preços.

 

 

 

 

 

parkas

Maria Araújo, 12.04.16

um must para estes dias de chuva e frios, uma vez que os casacos de inverno já eram, não gosto de os vestir na primavera (que mais parece inverno) , e para as noites frescas de verão na praia, são bastante úteis e confortáveis.

Nem todos os modelos me agradam. Ora são tecidos fluídos, ora são poliéster finos, modelo corta-vento, ora são em algodão. Não gosto do poliéster, procurei em algodão.

Infelizmente as lojas de rua, aqui tão perto de casa, Bershka, Pull & Bear e Stradivarius mudaram-se para o novo centro comercial, enquanto esperava a Sofia, fui ao Braga Parque ver o que há.

E foi na Bershka que encontrei o que procurava. Cor caqui, em algodão, sem capuz, é o ideal para esta época. Vesti o tamanho "S", achei-o um pouco largo nos ombros. É uma peça jovem, senti-me bem nela.

Decidi pensar melhor, não comprei.

Andei aqui pela net a ver outros modelos, encontrei na La Redoute dois perfeitos, que são o meu estilo, e o da Bershka, que experimentei.

Mas a diferença de preços é notável, também.

Apesar de não ser grande fã delas (acho que nunca encontrei nenhuma que me agradasse) e como na segunda quinzena vou para fora cá dentro, estou na mira de comprar a da Bershka.

 

parka 149.png

 "Les Petites Bombes", fibra natural tencel, preço 149,00 

parka.png

 Only , poliéster e nylon,  preço 59,99

parka 29,99.png

 Bershka, algodão, preço 29,99 

 

 

 

 

maquilhagem quanto custas...

Maria Araújo, 20.03.16

 

Sem Título.png

Quando vemos um produto de marca conceituada e dizemos ou pensamos "must have", mas o preço não nos permite adquiri-lo ( já aconteceu comigo), procuramos encontrar outro produto cuja relação qualidade/preço nos agrade e satisfaça os nossos desejos.

E a propósito deste post,  encontrei um artigo, como sempre em BuzzFeed, que mostra isso mesmo: comprar produtos similares a preços acessíveis com boa qualidade e consistência. Nas imagens abaixo apresento os tipo de produtos que habitualmente compro. Mas há mais para ver: batons, brilho, eyeliner, pós, máscaras...

Os preços são em dólares. Não sendo possível encontrar nos sites das marcas os preços em euros de alguns dos artigos, fiz a conversação da moeda, pelo que estes são valores aproximados.

Ora verifiquem:

 

Máscara de pestanas

e1.png

 

 

 

Corretor base

 

e2.png

 

Pó iluminador translúcido

Sem Título.png

 

 

Pó compacto

 

e4.png

 

 

Corretor de olhos

 

3e.png

 

Esponja de maquilhagem

Sem Título.png

 

Escova de cabelo

Sem Título.png

 

A CP e a informação

Maria Araújo, 23.06.15

train.gif

 

rádipa ao meu e-mail de ontem, sem ter elucidado o que pretendia, isto é enviaram os preços, não confirmaram se era com desconto e/ou qual o valor deste.

Antes de enviar o e-mail, fui à página verificar os horários e o preço das viagens mas a realidade é que os que me enviaram não correspondem aos preços da página da web e fiquei sem saber se os mesmos já têm desconto ou não.

Exemplificando: um bilhete só ida de Braga a Aveiro, em classe turística no comboio IC custa (na página da CP)14,20 e no Alfa Pendular 19,20.

Se comprar bilhete de ida e volta fica mais barato. Quando pedi os preços da viagem Braga - Aveiro, foi para o IC, e

de Aveiro- Braga, para o Alfa. Os preços que me deram foram só para o IC:

 

 Re: [Informação] - Intercidades - Horários e/ou Preços


 Informamos que para o percuso pretendido tem os seguintes valores:

 - passageiro adulto = €37 em classe conforto/1ªclasse e €30.50 em classe turistica/2ª classe.

 - passageiro jovem (até 25 anos) = €31 em classe conforto/1ªclasse e €25.50 emclasse turistica/2ª classe.

Informamos que ainda se encontra no prazo para ter acesso á promoção por compra antecipada, solicitamos que verfique no momento da compra se o comboio escolhido ainda dispõe de bilhetes promocionais.

 

Comprando bilhete de ida e volta fica mais barato alguns cêntimos, pelo que, se fizermos as contas, somando duas vezes o valor de 14,20, é diferente que o indicado no e-mail.

Sinceramente, não entendi os valores fornecidos e,como havia pensado,nos urbanos o bilhete de ida e volta fica por 11, 40 para cada uma.

A viagem neste comboio demora mais tempo, como é óbvio, mas há comboios de hora em hora e o tempo  máximo de espera entre sair de um comboio e entrar noutro é de 10 minutos.

Está decidido, vamos no urbano.