Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

é de Braga?

Maria Araújo, 27.01.20

Sexta-feira, fui fazer um exame.

Estava na sala de espera, ouço o meu nome, olho a funcionária que me diz para seguir pelo corredor x, ao fundo está uma porta aberta, é lá que o técnico me espera para o exame.

Chego junto da porta aberta, uma senhora sentada numa cadeira, em frente ao computador, que me diz para entrar e deixar os meu pertences na cadeira ao lado da mesa,  e deitar-me na cama junto à parede.

Quando me dirigia para a cama, diz ela :

- É de Braga? Não fecha porta?

Não confirmei a pergunta, mas comentei que pensei fechá-la , não sabia  sesa a queria como estava.

E voltei atrás e fechei-a.

Depois de fazer o exame, agradeci, peguei nas minhas coisas e despedi-me. Quando estava do lado de fora da sala, com a mão no puxador,  digo-lhe:

- Agora, vou fechar a porta.

Riu-se.

Ora acontece que muitas vezes a pessoa que está do lado de dentro fecha a porta ou então manda entrar e pede que a feche.

Achei pouco simpática a reacção da senhora.

transferir.jpg

A história da porta aberta, aqui.

 

" está fechado"

Maria Araújo, 09.09.18

transferir.jpg

 Da caminhada de Domingo, que não fazia há bastante tempo, fui em direcção ao novo, e inaugurado recentemente,  Parque Desportivo da Rodovia, fiz o percurso de sempre, saí do lado do Instituto de Nano Tecnologia, não vi a zona radical, mas do que se deparou aos olhos, parece que triplicou, tem espaços apetrechados de aparelhos para  várias modalidades desportivas, enfim, a cidade tem um parque moderno e convidativo às práticas desportivas.

Segui o meu caminho pela colina de Lamaçães, grandes construções acabadas, outras se erguem, passei pela loja Zu para comprar ração para a minha gata.

As minhas pernas têm dado sinal de cansaço, o regresso a casa era mais lento, faltavam 20 minutos para as 13h, numa curva  junto às casas que em finais dos anos 70 ficou conhecida pelo nome de aldeia dos macacos, vi um pequeno café que tinha a placa  "Jogos Santa Casa", a porta estava aberta, apeteceu-me comprar uma raspadinha de 1 euro ( o máximo que dou).

Entrei, estava uma senhora ao balcão junto à máquina de jogos, dei boa tarde, e diz ela de imediato: " está fechado".

Olhei para ela sem perceber, insisti que queria uma raspadinha.  Repete:"está fechado".

E foi então que eu comentei: " Então a senhora diz que está fechado, mas eu entrei porque tem a porta aberta".

"Já disse que está fechado".

Virei as costa e saí, comentando  para mim: " Ora esta!  Devias ser mais simpática, dizias que estava na hora de fechar, pedias desculpa, não podias vender nada."

 

 

um dia de sol

Maria Araújo, 27.03.18

Agasalhos mais quentes ficaram em casa, vestiram-se outros mais práticos e leves. Já se viam os casacos nos braços, algumas mangas curtas, nas mais jovens, senti algum calor, hoje.

O céu limpo, o sol brilhante, uma temperatura agradável, uma noite fresca mas limpa, nada indica, como dizem as previsões, que a chuva está de volta nesta Semana Santa.

Gosto de mais de ouvir o som ruidoso das matracas dos farricocos. Amanhã, não posso perder a Animação de Rua por um Grupo de "Farricocos" :

«Alunos do Agrupamento de Escolas Sá de Miranda, com matracas e instrumentos de percussão tradicionais que percorre as principais ruas do centro histórico de Braga.

 - Organização do Agrupamento de Escolas Sá de Miranda »

28 de março, quarta-feira Santa, durante a tarde  |  Centro Histórico de Braga

farricocoswtmk.0.jpg

(imagem da internet)

 

 

Está aberta a porta para a Semana Santa de Braga, amanhã à noite, com  a Procissão de Nossa Senhora da «burrinha».

 

IMG_20180327_164248.jpg

Espero que o São Pedro não se lembre de abrir as comportas do céu durante as procissões. Não é que vá ver, mas elas atraem milhares de pessoas dos arredores, e turistas, torna-se desagradável. Basta o frio da noite. Quando a chuva é intensa, a procissão não sai.

obras, ai!

Maria Araújo, 26.10.17

Mandei substituir a porta da divisão onde guardo os artigos de limpeza.

Está a dar muito trabalho acertar o azulezo, o pó que neste momento faz na marquise é demais. E a ventoinha ajuda a mandá-lo janela fora.

Ontem a empregada esteve cá ( o que limpa é quase nada, faço eu os serviços mais pesados), lá vou ter de andar a limpar a cozinha e a marquise, como sempre faço quando tenho obras em casa.