Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

"Festa e viagem"

Maria Araújo, 16.07.11

Tive o passeio de professores e funcionários da minha escolas. Com é habitual, o destino é Caminha, com pinhal e praia, onde  cada um faz o que lhe apetecer.

Tomámos o pequeno-almoço em Viana do Castelo, na Praça da República, onde as esplanadas convidam a desfrutar do sol, às energias
positivas, à conversa, à observação das pessoas que passam.

Seguimos depois, para Caminha, mais propriamente para o fresco e esplendoroso pinhal junto ao parque de campismo, e com acesso à praia.

Uns ficaram por aqui, outros para a praia.

Três colegas já regressavam ao pinhal “embrulhadas” nas suas écharpes e casacos, comentando:”Nem pensar! Está uma ventania e frio!”

Mas nós, aventureiros, continuámos o nosso caminho.  Junto aos arbustos, estendemos as toalhas  e, como a vontade que tínhamos que o sol
banhasse os nossos corpos com os seus raios de “aparente” calor, ali ficamos e estávamos bem. O malandro do vento, de vez em quando abria um pouco mais as portas e fazia com que areia viesse dar o seu ar de brincadeira aos nossos corpos “cobertos” de protector solar.

Os homens e uma das colegas, a  mais aventureira, foram jogar voleibol para longe dali.

Ainda pensei juntar-me a eles mas, quando me levantei e tentei vislumbrá-los, o vento era tão forte que fui deitar-me na minha toalha e
continuar a conversa com as mulheres.

Os jogadors regressaram, decididos a tomar banho. A Cristina, a aventureira, foi com eles.

Quando voltaram, tremiam de frio. Mas, ao que parece, a água estava boa. O frio era causado pelo forte vento.

Regressámos todos ao pinhal. Um dos colegas tinha ido caminhar e deixara a mochila e as sandálias. Não sabíamos o que fazer:” levar
os objectos e ele deduziria que tínhamo-los connosco, ou deixá-los lá e alguém os levar?” Trouxemo-los.

Era hora do almoço. A comida estava “espalhada” por várias mesas. Com 120 pessoas ali,  tinha que se evitar o ajuntamento.

O menu era o característico dos piqueniques, muito variado.Não podiam faltar a água,  o vinho, a cerveja, os sumos e a fruta.

Após o almoço, um grupo foi ao café junto á praia. Ao sol, com as anedotas de um colega, passámos uma horita deliciosa. Fartei-me de rir.
Fomos para o pinhal. Era hora do lanche. E que lanche! Como tinha almoçado bem, comi pão-de-ló com uma fatia de queijo e bolinhos de feijão, que adoro.

Havia cerveja, sumos, água, vinho.

Alguns homens jogavam à malha, outros às cartas, voleibol, as mulheres conversavam umas aqui, outras acolá.

Fui desafiada por três mulheres  a jogar à sueca.  Há muito tempo que não jogava, e a vontade não era muita, mas acabei por me sentar e, “bora lá com uma suecada”.

E ganhámos.

Depois do jogo, ora numa mesa, ora noutra, conversava com A, depois com B, C, porque aqui a cantinho dá-se bem com todos(as).

19:30h, era a hora de regressar.  Eu precisava de estar em casa até às 20:30h.
Tinha comprado o bilhete para ver o espectáculo de final de ano "nós somos", inserido no programa "Festa e Viagem" ,executado pelos alunos da escola de bailado Arte Total.

A Catarina, a minha ex-aluna do 5º e 6º anos, agora no 12º, continua a dedicar-se à arte do bailado e dá-me algum orgulho vê-la, porque,
desde os seus 5/6 anos que frequenta esta academia, indicada por mim à mãe, minha amiga e colega da escola.

Como tinha almoçado e lanchado bem, não me apetecia comer nada e, depois de um duche, vesti-me e fui para o Theatro Circo, a 5 minutos da
minha casa.

O espectáculo foi muito bom em que todos os alunos participavam, desde o mais novinho ao mais velho. Ao som de banda sonora com
músicas de “Goldeneye” , “Nothing  else matters”, tango, música pop, a performance convenceu os espectadores, quase todos pais, avós e/ou irmãos dos dançarinos.

No fina,  regressei a casa, espreitei o correio electrónico e o blog, e fui descansar, porque o  lazer na praia e pinhal, também cansa.

E agora algumas fotos, como sempre, neste cantinho.

Começo pelo fim.

 

A Catarina (foto tirada daqui)

 

 

 

 

 

 

O passeio a Caminha

 

. à espera dos autocarros

 

 


Em Viana

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

As funcionárias da escola

 

 

Os homens do banho

 

 

 

 

 

Regresso ao pinhal

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

À noite no Teatro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FIM