Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

Oportunidades únicas

Maria Araújo, 04.01.16

Enquanto a minha sobrinha mais velha esteve a viver em Boston por dois anos, surgiu a oportunidade de dar um salto aos Estados Unidos. Três dias em Nova Iorque, seguimos para Boston onde ficamos (as irmãs foram também)  quatro dias. Casa à disposição, só não ia lá se não tivesse disponibilidade de tempo ou a situação financeira não o permitisse.

Uns anos depois, foi viver para Santiago, Chile, mas desta vez, as irmãs foram, eu não.

size_810_16_9_cristo.jpg

 

Há cinco anos mudou-se para o Rio de Janeiro, foi mãe de dois meninos, o desejo de regressar a Portugal será, certamente, concretizado dentro de dois ou três anos (espero bem que sim).

A passar férias de Natal por cá, ontem, com este tempo de chuva que não dá para sair de casa com os meninos, e o mais velho adora passear e ir ao "parquinho", enquanto eles dormiam, pergunta-me ela: "Então, tia L, não queres ir este ano ao Rio? Olha que vais gostar!".

Respondi " Até gostava, mas são tantas horas de viagem! Não sei, vou pensar."

"Eu também as faço, sei que custa, mas não é nada que não se aguente", comentou.

E a conversa ficou por aqui.

Este ano são os Jogos Olímpicos. Sei que ela vai ver algumas das modalidades em que os portugueses participam. Ficou-me na ideia ir nesta altura, cuidava dos meninos enquanto eles usufruissem destes grandes momentos e faria os meus passeios por Ipanema e Lagoa, onde vive.

Vou pensar...

 

 

 

Saga de uma nova oportunidade # 2013

Maria Araújo, 27.03.13

Hoje, não vou ver o jornal da noite da SIC (sou fã deste jornal).

Hoje, vou ver o telejornal da RTP. Não porque gostasse, goste, do ex-primeiro ministro. De forma alguma. Mas quero ver o seu ar, a sua atitude perante o povo Português (tão ingénuo e cheio de esperança),  a RTP (a quem pagamos para nos prestar um serviço público de televisão, só mesmo neste país se vê um ex político, persona não grata, ser comentador num canal de TV),  o seu discurso, o seu olhar, enfim, o seu pensamento/ ideias.

Sei que vou proferir muitos impropérios, oh, se sei! Mas preciso vê-lo, ouvi-lo, percebê-lo (?!).

E assim temos o regresso do Ministro pródigo.