Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

Novembro de Primavera

Maria Araújo, 19.11.20

é o tempo que tem feito cá na cidade, há alguns dias. calorenta que sou, não caí na asneira de vestir a parka de penas, vesti uma camisa, a parka de primavera  andou atada à carteira, à excepção no final da tarde, mais fresca, estamos em Novembro não é?, tive de a vestir.

precisava de umas coisinhas da Primark, loja que não ia desde inícios de Fevereiro, pensei que a hora do almoço seria a melhor, mas se tivesse fila, estava fora de questão entrar.

depois de almoçar, fui de carro, a meio do caminho, e com o tempo que fazia, comentei para o meu decote que devia ter ido a pé.

cheguei à loja ainda não eram duas horas, não havia fila, entrei.

pouca pessoas dentro da loja, os expositores têm bastante espaço entre si, não há cruzamento de pessoas, há setas para seguir. foi preciso a pandemia para ficar com melhor apresentação e aspecto de loja, não de feira.

de certa forma,em todas as lojas, e no centro comercial, as setas vieram trazer uma melhor organização ao espaço, que fique para sempre.

comprei as comisolas que gosto de usar por baixo das camisosas de lã, um fato treino do batman para o sobrinho neto ( tem ginástica no colégio)  mais um não é demais, com a chuva a mãe vai muitas vezes secar a roupa à lavandaria self-service, e comprei umas pequenas decorações de Natal.

quando saí da loja,reparei que havia uma fila, não muito grande, mas o suficiente para as pessoas esperarem uns quantos minutos. 

segui para a loja Kiko, comprei uns produtos de maquilhagem ( a pandemia faz-me gastar dinheiro nestas pequenas coisas, já que gastar em roupa, estou a zero, porque não preciso).

pensei passar na Tiger, desisiti, não me apetecia perder mais tempo por lá.

às três horas, estava a tomar café em casa.

acabei de pintar este móvel, ficou um resto de tinta que dá para pintar uma cadeira. ontem, passei a lixa para tirar a cera, hoje, o primário, amanhã, aplico a tinta branca.

fui buscar o menino ao colégio, combinei com a mãe esperarmos por ela no final da aula, no ginásio.

o miúdo ( 3 anos)  conhece o caminho para a Brasileira, fizemos a vontade, tivemos que nos sentar para ele comer um bolo ( os primos cariocas também adoram a Brasileira, quando estão cá, é lugar garantido para lanchar) e neste final de tarde,com a temperatura que estava, foi bom desfrutar da esplanada.

era hora de o menino jantar, tomar banho, e dormir. regressamos a casa,mas ainda quis ver a água que cai da fonte no Largo de Santa Cruz.

ele gosta que eu vá para casa dele, choraminga se não entro no elevador, choraminga se venho embora quando está a comer, arranjo uma estratégia: dar de comer à gata, comprar iogurtes no supermercado, ou o " amanhã vou buscar-te ao colégio".

e fica bem.

 

dia 13, sexta-feira

Maria Araújo, 13.11.20

em Apúlia, antes do confinamento do fim de semana, um dia de praia sereno, com as temperatura da água e do ar agradáveis. 

IMG_20201113_120634 (2).jpg

IMG_20201113_124911.jpg

IMG_20201113_125005.jpg

IMG_20201113_125141.jpg

E de repente, veio uma onda mais forte, se não estivesse atenta, levava-me as sapatilhas...levou a mensagem.

IMG_20201113_151048.jpg

IMG_20201113_151128.jpg

Fui buscar o carro ao centro, passei pelos restaurantes de Cedóvem, àquela hora chegavam clientes para almoçar.

IMG_20201113_125228.jpg

IMG_20201113_125310.jpg

Almocei na esplanada de um restaurante, apenas eu. Comi bem, estava saboroso,não ia deixar ficar mais de metade da dose, trouxe o que sobrou.

Uma gata preta andava de volta da mesa,queria comer. A dona do restaurante tirou-a dali, mas ela escapava-se, até que se sentou em cima das minhas pernas.Meiga, muito meiga.Tomara que a minha gata fosse como esta!

IMG_20201113_150506.jpg

A dona deste restaurante lamentou amanhã não abrir, e disse-me que se a hora de fecho fosse às15:00h, não faltariam clientes, dava tempo para os servir e fechar a horas.

Segui para Ofir, os surfisitas andavam por lá, caminhei mais um pouco pela beira-mar.

IMG_20201113_140536.jpg

Saí da praia, fui pelo pinhal, passei em casa da minha sobrinha ( vive no Rio de Janeiro) consegui falar com ela pelo whatsapp, disse-lhe que tinha uma visita.

IMG_20201113_143118 (2).jpg

IMG_20201113_143916 (2).jpg

Fui tomar café, estava o céu encoberto,mas a temperatura continuava agradável.

IMG_20201113_150611.jpg

Gosto de Esposende,  não dava tempo para fazer a marginal a pé, fui ver umas lojas giras.

IMG_20201113_153931 (2).jpg

Antes de regressar a Braga, ainda passei pela margem do rio.

IMG_20201113_160839 (2).jpg

IMG_20201113_160844 (2).jpg

IMG_20201113_161008 (2).jpg

IMG_20201113_161414 (2).jpg

Fui buscar o menino ao Colégio.

Quando a mãe chegou, fomos dar um passeio pelas redondezas, o menino na sua moto, deu show.

IMG_20201113_182515 (2).jpg

Dia 13, sexta-feira, foi um dia muito fixe, a não ser ter comprado uma raspadinha e ter saído o dinheiro da carteira, como sempre.

 

é a primeira vez

Maria Araújo, 26.11.19

Fui levar o carro à oficina para o levarem à inspecção.

Passei pela Arcada, já se vê montar a árvore de Natal da cidade, o que me levou pensar fazer as decorações cá em casa.

Já fui buscá-las à garagem, assim não perco a vontade.

É a primeira vez que vou fazer as lides natalícias em Novembro.

Este ano não vou comprar decorações, há que poupar dinheiro, uso o que tenho.

decoracao-de-natal-2018-100.jpg

(imagem da net)

 

 

 

um dia de primavera em novembro

Maria Araújo, 08.11.15

quando devíamos estar a vestir os casacos de pele e de pêlo?!

Lembro-me que há muitos anos, a minha imã mais nova estudava em Coimbra e numa das minhas consultas em Lisboa, passamos por lá para a levarmos connosco.
Estava muito calor nessa altura...E foi em novembro.

Apeteceu-me ir à praia, mas há coisas que preciso fazer hoje, fui caminhar, viver a cidade sem carro.

O sol quente, um dia de primavera em novembro com as cores do outono. 

E recordei aquele calor de novembro de há anos.

IMG_20151108_123641.jpg

IMG_20151108_123724.jpg

IMG_20151108_123756.jpg

 

IMG_20151108_123746.jpg

IMG_20151108_123833.jpg

 fotografias do meu telemóvel

 

 

 

 

uma tarde de novembro quente, e em família

Maria Araújo, 07.11.15

IMG_20151107_153421.jpg

 

Hoje foi o almoço de aniversário da  sobrinha que vive em Lisboa.

Estavamos quase todos, também a sua melhor amiga e o marido vieram. Senti a falta da Filipa e dos meus sobrinhos netos cariocas (que vêm em dezembro para o Natal).

O dia estava maravilhoso, todos vestiamos roupas frescas, nem nos dias de primavera quando os queremos quentes para arrumar os agasalhos do inverno.

No quintal, com um sol quentinho, a tarde foi de conversa, de recordações da adolescência, de viagens, de férias, dos familiares que partiram.

As cadelas, a Kim e a Google, estavam super felizes com tanta gente em casa.

E o pôr-do-sol dizia-nos que amanhã vamos ter outro dia quentinho...e estamos em novembro!

IMG_20151107_170155.jpg

IMG_20151107_170147.jpg