Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

eles embarcam hoje

Maria Araújo, 19.12.19

cá no norte as rajadas de vento e a chuva fizeram-me ficar a tarde em casa, porque quis( nem fui buscar o meu sobrinho neto ao Colégio, foi a mãe), o tempo está terrível.

Fico ansiosa, já sei que a noite vai ser curta, os " meus"  meninos embarcam dentro de uma hora.

Se eu estou assim, imagino eles.

Espero que o tempo serene, a chegada seja tranquila. 

Os meus sobrinhos e seus filhotes não falham um Natal.

Logo, vou abraçá-los.

 

conto de Natal

Maria Araújo, 13.12.19

christmas-clipart-for-children-5.jpg

A imsilva pia,pia,pia, mas está com o frenesim do Desafio de Escrita dos Pássaros, e decidiu lançar no seu blog um Desafio de Natal. 

Pensei participar mas escrever contos que geralmente são para as crianças, e saber escrever para elas, não é para todos.

"  quero ler histórias de Natal escritas por vocês" 

E se a Isabel quer ler histórias de Natal, vou fazer o meu melhor e oferecer-lhe um presente, mesmo antes  de o Natal chegar.

Está prometido.

 

é a primeira vez

Maria Araújo, 26.11.19

Fui levar o carro à oficina para o levarem à inspecção.

Passei pela Arcada, já se vê montar a árvore de Natal da cidade, o que me levou pensar fazer as decorações cá em casa.

Já fui buscá-las à garagem, assim não perco a vontade.

É a primeira vez que vou fazer as lides natalícias em Novembro.

Este ano não vou comprar decorações, há que poupar dinheiro, uso o que tenho.

decoracao-de-natal-2018-100.jpg

(imagem da net)

 

 

 

mas costuma levar sete

Maria Araújo, 13.11.19

s-l640.jpg

Depois do ginásio, passei no Braga Parque precisava de fazer umas trocas de umas compras que fiz.

Passei em frente à loja Nespresso, lembrei-me de comprar café para o Natal.

Ninguém na loja, entrei, fui directa ao balcão, a colaboradora pediu-me os dados, peço o café que quero, e diz ela:

- Costuma levar sete caixas de café.

- Mas eu só quero quatro, não preciso de mais.

E insiste.

E eu insisto.

De repente, diz, especificando:

- Temos aqui uma edição limitada de café, a senhora costuma levar para experimentar...

 Indecisa nos aromas, decidi escolher um que substituía o Volluto, o que costumo tomar de manhã.

Escolho o café habitual,  insiste :

- O ano passado levou treze caixas.

- Certo, mas este ano não preciso. O que levo e já para o Natal.

Recolhe as caixas e volta à carga:

- Mas se levasse sete, tinha um chocolate grátis ( não percebi se era uma caixa ou se um chocolate).

- Obrigada, mas não quero. 

Faço o pagamento, entrega-me o saco com o café e comenta:

- Ainda falta muito tempo para o Natal.

- Mas eu levo já, fujo da confusão.

Peguei no saco, agradeci, e saí da loja.

Gosto muito da Nespresso, mas detesto que me impinjam o que não quero.

Na verdade, este é o ano em que parte da família vai à família dos cônjuges, são menos oito a dez pessoas logo a compra de café ( mais forte)  também é menor.