Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



coisas do meu dia

por Maria Araújo, em 17.01.19

Tudo preparado para sair de casa, logo de manhã e mais cedo  para não perder a reserva da aula, ouço os nós dos dedos de alguém que batia à minha porta.

A Sofia tem esse hábito, sei quando é ela porque a maioria das vezes vem almoçar comigo, mas como está no Porto a estudar e nesta  época anda em exames, não poderia ser ela.

Perguntei de dentro quem era, respondeu-me uma voz rouca de homem. Não percebi nada do que disse.

Espreitei pelo monóculo, vi o homem que teria mais de sessenta anos, voltei a perguntar o que desejava. A voz era indistinguível, quando voltei a perguntar o que desejava, respondeu-me que estaria enganado, e subiu as escadas para o terceiro andar.

Tenho estacionamento pago no parque do ginásio, costumo tirar o cartão da carteira em casa,  ponho-o no tablier do carro, o lugar mais acessível para, à chegada ao parque, passá-lo na máquina e não perder tempo a  procurá-lo.

Entretanto, quando saí de casa, o homem estava no andar de cima, ouvia-se a voz do filho do casal a falar de dentro, continuei a não endentender nada do que dizia, até que o som do intercomunidar da porta do prédio fez-se ouvir várias vezes.

Saí de casa, não sei o que se passou.

Quando chego ao parque do ginásio, lembrei-me que não pusera o cartão no carro, fui à mala onde levo a minha roupa, procuro no bolso de fora, não sinto a carteira.

Estavam o telemóvel e porta-moedas, mas a carteira não. Abri a porta do carro, saí, tirei a mala para fora, tirei tudo do bolso. Nada.

O que me veio à mente: quando o homem batera à porta, eu tinha a carteira na mão pronta para tirar o cartão, mas pusera-a em cima do móvel e nunca mais me lembrara dela.

Ora, na carteira, tenho todos os documentos de identificação e os do carro.

Se por algum motivo tivesse de apresentar os documentos ( que raramente acontece), não os tinha comigo.

Estacionei o carro no parque exterior, fui à recepção levantar a senha. Para a levantar, tenho de ter o cartão do ginásio, o mesmo que me dá acesso a entrar no parque.

Disse ao recepcionista que me esquecera do cartão em casa. 

Conhecendo-me muito bem por ser cumpridora e  não abusar de nada, entregou-me a senha ( a aula estava reservada), voltei ao carro para ter a certeza de que não a tinha lá.

Fiz a aula, regressei a casa, lá estava ela no móvel da entrada.

Felizmente, nada aconteceu, como aqui, nem apanhei a polícia que, de quando em vez, está parada nas rotundas por onde passo nas minhas idas e vindas para/do ginásio.

E por falar em aqui, tenho algo para contar sobre este assunto.

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

simpatias que me fazem sorrir

por Maria Araújo, em 14.05.18

images.jpg

 

Uma semana sem ir ao ginásio,  vim de Lisboa muito cansada, sábado fui à aula de Pilates.

Costumo levar uma mala com tudo o que preciso, uns dias mais pesada que outros, habituei-me a ela.

Depois da aula,  mala na mão, dirigia-me para as escadas que dão acesso à recepção. Ao lado delas há o estúdio de bike.

A mala tem rodas. Como é costume quando saio dos balneários, puxo-a até às escadas, páro junto destas, pego nela e subo-as.

Ora no sábado fiz este gesto habitual, estava a decorrer a aula de bike, parei, olhei para um dos colegas de Pilates para lhe adeus, como sempre o faço também, quando escuto uma voz de homem que me diz: " quer que leve a mala? está pesada?"

Olho para trás, vejo um jovem que não teria mais de 30 anos, lindo, barba de poucos dias, uma voz bonita.

Respondo que não, que não é preciso, que a mala não está pesada, que é hábito meu parar nas escadas para pegar nela.

Comenta: "mas eu levo-lhe a mala"

E fiquei sem jeito. Nunca naquele ginásio, alguém, velho ou novo, se ofereceu para levar a mala. E há dias que vai mais pesada, é verdade.

Agradeci, de novo, disse que estava habituada, que desta vez nem estava muito pesada.

Fiquei para trás, não queria que visse o sorriso que me fez vir ao rosto e porque queria apreciar melhor o jovem. 

Ter a simpatia de um homem lindo, que podia ser meu filho,  oferecer-se para levar a minha mala, não acontece com frequência, e com maduras como eu ( estava de costas  quando se ofereceu para levar a mala, certamente não estava à espera  que veria uma mulher madura com corpo de menina, ahahah!).

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

o que não é roubado, aparece

por Maria Araújo, em 10.02.17

Uma semana depois de dar falta do meu relógio, de ter revirado, sacudido, apalpado tudo o que tenho na mala que levo para o ginásio; depois de ter procurado nos cacifos; depois de ter perguntado várias vezes se alguém entregara um relógio x; depois de no domingo passado comprar  outro relógio; depois de todos estes dias, em casa,  fazer exactamente as mesmas coisas: tirar da mala a roupa para lavar, os ténis para arejar, o creme do corpo, a carteira e o telemóvel, eis que, há pouco, cheguei do ginásio, tiro tudo...e vejo o meu relógio.

" Incrível!. O meu relógio apareceu! Onde ele se meteu!"

IMG_20170210_131442.jpg

Vejam onde ele estava preso.

E voltei a lembrar-me das palavras da mãe de uma minha amiga: " o que não é roubado, aparece".

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

procurei

por Maria Araújo, em 22.04.16

fui a várias lojas, não encontrei a cor que queria, não sou fã desta cor, mas comprei. 

 

mala.png

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

"oh, esqueci-me!"

por Maria Araújo, em 13.04.16

triumph-campana-shape-sensation-con-alba-carrillo-

 

Sempre que vou ao ginásio, preparo a mala (uso mala, tá?)  na noite anterior. Confirmo se  meti tudo o que preciso, fecho-a.

Depois da aula, vou para o banho, limpo-me e, de repente: "Oh, esqueci-me das cuecas e do sutiã! E agora?!"

Tinha o fato de banho para o caso de me apetecer ir ao jacuzzi, mas era tarde, não fui.

"Visto  o fato de banho? Não visto?"

"Não! Vou sem lingerie."  

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

"Fugu Luggage" a mala extensível ideal

por Maria Araújo, em 13.11.14

para as mulheres que não prescindem de viajar com o "roupeiro" lá de casa.

Ela estende-se, ela encolhe-se, ela faz de secretária, ela faz de toucador, dá umas voltas sobre si mesma, tem espaço para o pc, enfim, o objecto de desejo ideal para carteiras abastadas.

Um projecto, agora realidade, Made in Israel que ganhou o prémio "People's Choice Awards".

Em setembro de 2015, andam por aí à venda. Até lá, falta o dinheiro necessário para acabar o projecto e enviá-lo para fabrico em massa.

Espreitem o vídeo.

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

Prendinhas de Natal

por Maria Araújo, em 11.11.14

 

A minha sobrinha e afilhada, a mais velha dos onze sobrinhos, adora a época de Natal e todos os anos, desde que vive do outro lado do Atlântico, faz questão de vir cá e estar com a família.

Há dois anos, com o filho de cinco meses, cheia de malas e de felicidade por estar connosco, lá veio ela.  Foi a primeira grande viagem do bebé.

Desde então, vêm nas férias e no Natal.

Mas este ano, com o nascimento do segundo filho, bem pertinho do dia de Natal, vai ser no Rio, com direito a árvore e às prendinhas, também.

Ele, o marido, esteve de passagem por Portugal, regressou ao Rio no domingo, com uma mala cheia de compras para o bebé, e as nossas prendinhas também foram.

Entrei no e-mail e tinha esta mensagem dela:

 

 

"Não imaginam como fiquei emocionada com os presentinhos que enviaram : )
Primeiro que tudo, os embrulhos estavam muito bonitos! Quando eu vi a mala cheia de embrulhos (não abrimos nenhum, é claro!) senti-me como uma miúda no Natal!
Irão para debaixo da nossa árvore e abriremos no dia 24, tal como se estivéssemos aí.

PS- Só faltam os bolinhos de jerimu ; )

Muitos beijinhos a todos e OBRIGADA!"

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

Os meus colares

por Maria Araújo, em 21.08.14

que estavam arrumados na gaveta, estão quase prontos para levar na mala, amanhã.

 

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

peças de primavera

por Maria Araújo, em 21.04.14

que gosto e que me fazem esquecer que o meu poder de compra está a diminuir

mas o mais "interessante" é que procurando-as na loja, o meu desejo em comprá-las cai por terra.

nem sempre os materiais me convencem. 

 

 

 

 

 

 mango

 

 

primark

 

 

casa batalha

 

 

 essence

 

 

 

del mar

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

Packing to

por Maria Araújo, em 06.10.13

Barcelona.

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)


foto do autor


desafio dos pássaros



o meu instagram


1º desafio de leitura - 2015 2º desafio de leitura - 2017 3º desafio de leitura - 2019

desafio




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D


Encontros - eu fui

IMG_2230 (2).JPG MARCADOR