Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

cantinho da casa

cantinho da casa

faça você mesmo, e eu fiz

Neste post, escrevi que cortara uma t-shirt para fazer discos desmaquilhantes. Cortar, cortei, mas quadrados.

A t-shirt deu para fazer treze quadrados.

Arrumei-os, até que hoje peguei neles para coser à mão.

Deixei um lado aberto.

Além de servir para limpar o rosto, vou experimentar se dá resultado usá-lo para aplicar a loção.

Cosi seis, mais tarde coso os outros.

Enquanto estava ocupada nesta tarefa, lembrei-me de ligar o Spotify e ouvir a obra de Vangelis.

Estou encantada.

Tantas músicas que não ouvia há anos que nem sequer me lembrava que eram sua obra.

Neste momento escuto "Eternal Alexander".

Um bom legado que ele nos deixou e que devemos transmitir às gerações mais novas, aquelas que gostam muito de música, seja qual for ela.

Os meus quadrados desmaquilhantes.

IMG_20220523_174151.jpg

 

 

 

 

Como é que o Bicho Mexe

Ontem, vi o "Como é que o Bicho Mexe"

Aliás, tenho visto durante esta pandemia, gosto do conceito de Bruno Nogueira, mas, como já disse aqui, por vezes o calão é exagerado.

Mas fazem um bom serviço público de directos, no Instagram.

No antepenúltimo directo, a propósito de  Bruno Nogueira perguntar à mãe,Luísa,se precisava de compras, e depois de ter dito que não, acabou por pedir entre outras coisas, bolachas Maria.

Ele perguntou que bolachas queria, e depois de se referirem algumas marcas,ela disse que as que mais gosta são , e entre risos, as do Lidl.

E foi então que o filho, não sei a que propósito, disse à mãe que devia ser como as influencers, pedir ao Lidl que lhe oferecesse  bolachas, que eles de certeza que ficariam gratos pela publicidade, que ele nunca pediu nada para si, mas para ela ia pedir.

A história  teve imensos comentários, as marcas andavam por lá a ser referidas, até que ficou mesmo as bolachas do Lidl, as que ela gosta..

No dia seguinte, já lia que o Lidl teve conhecimento das preferências dos seus produtos, que ofereceriam um carro de compras de bolachas e que iriam dar o nome de Maria Luísa, às suas bolachas Sondey.

No directo seguinte,confirmou-se que tinha recebido um carrinho de bolachas e outras marcas também  ofereceram.

No fim de semana passado, Bruno Nogueira  informou a mãe que iria receber umas quantas caixas de presentes, que iria levá-las a casa no dia seguinte,mas tinha de prometer que não mexia nas caixas, abri-las-ia , o famoso unboxing, no próximo directo para que todos vissem os presentes, e ela tivesse de reagir positivamente ou negativamente, caso gostasse ou  não gostasse de cada presente que abria.

Ontem, foi o dia.

A senhora é um doce,tem um riso que encanta quem a vê e ouve.

Fartei-me de rir, as lágrimas caíram pelo rosto, pela forma como a senhora reagia aos comandos do filho, não só em termos de colocação do gadegt para que se visse tudo o que ela fazia, como os comentários que ela fazia,que,a uma dada altura, o filho já estava desesperado do tempo que ela demorava a desempacotar e mostrar a quem seguia o directo.

A cada caixa que abria, mostrava a embalagem ( a marca), depois o seu conteúdo:  cremes de rosto de pelo menos três marcas, uma máquina de café com embalagens de café,  uma sandálias azuis, um perfume, cremes de corpo, bolachas,enfim, uma panóplia de presentes que ela agradeceu com muito carinho a quem os mandou, e que não estava à espera. 

E nenhum deles ela disse que não gostou. E de facto, todos eles eram bons e utilizáveis.

40 minutos de "diversão" a senhora estava feliz com o que recebera..

Seguem-se cenas dos próximos directos, vamos ver o que aí vem.

Em relação a quem participa nestas duas horas de  humor a sério, e sério, eu, que não sou fã de Nuno Markl, dou a mão à palmatória,confesso que é um grande  "actor". Também realço João Manzarra. Tem-me surpreendido, este jovem.

Falta ver um directo com humor de Nuno Lopes, que tem intervido com os seus comentários.

Contrariamente aos primeiros directos, Bruno Nogueira punha-nos em contacto com portugueses a viajar pelo mundo, e/ou a viver lá fora e longe, estou ansiosa por ver mais. Estão a fazer falta.

Obrigada; Bruno, pelos momentos musicais ( já vimos e ouvimos Maria João Pires),  de humor, de conversa, de karaoke, que nos proporciona.

 

 

  

 

 

 

o primeiro almoço

que poderia ter sido um jantar, pós confinamento, de aniversário da minha sobrinha e afilhada Sofia.

Foi neste restaurante, que todos gostamos.

Passámos na Spirito, eles comeram gelados, eu tomei café.

Está um dia quente, ansiava chegar a casa e pôr-me à vontade, descansar um pouco no sofá, dormi muito mal esta noite.

O sobrinho neto também esteve presente.

Tive um convite para ir à praia, poderia ter ido mas, hoje, faz 12 anos que faleceu a minha irmã mais velha.

Todos os anos há missa e pela primeira vez a uma hora tardia, devido à obrigatoriedade de manter a distância, nesta freguesia, o padre celebra missas a horas diferentes, a pessoa que marca escolhe a hora que prefere. 

Vai deitar para a hora do jantar, mas acaba por ser mais agradável com o calor que está.

E a música de hoje pode ser esta,em memória da minha irmã que gostava desta cantora.

Bom sábado.

 

 

um dia de preguiça

o tempo está para isso mesmo.

Sem Título.jpg

Gostei da série " Coisa Mais Linda" da Netflix, uma história envolvente como "só" os brasileiros sabem contar.

Racismo, feminismo, machismo, femicídio, o preconceito nos anos 50 e 60 estão aqui caracterizados nos excelentes personagens.

E porque o tema principal é a música, vibra-se  com as canções de Tom Jobim e João Gilberto, a bossa nova.

E não esquecendo o guarda-roupa ( adoro!),  a paisagem, o mar, a praia do Rio de Janeiro,  o final da 2ª temporada deixou os espectadores em suspenso, aguardo a 3ª temporada.