Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

coisas do meu dia

Maria Araújo, 27.11.17

Por volta das 22h30 o estrondo de algo a cair escada abaixo era demais.

Achei estranho. O vizinho de cima não faz à noite o que deve fazer de dia, eu e o do r/c, idem, o do 1º andar é um palerma, um mal educado, um louco, berra se há obras no prédio. 

De repente ouço a porta do 1º andar fechar e porque são frequentes  as vezes que ele põe tralha lá fora, pensei: " foi ele!".

Uns minutos depois, fui à janela.

E lá estão: uma mesa de cozinha e um baú.

Palerma se fossemos nós a fazer barulho era capaz de mandar um berro.

É o único morador desta rua que põe o lixo à tarde, muito raramente à noite, e o palerma  tem tido sorte, nunca é apanhado pela fiscalização.

Ora, este lixo grande deve ser comunicado aos serviços municipalizados, no caso a AGERE, especificar que objectos são, o número de peças a pôr na rua, marcar o dia, e o lugar no passeio a ser colocado para que os funcionários da recolha dos monstros o vejam e levem.

Mas há sempre os chicos espertos que põem sofás velhos junto aos contentores de reciclagem, ficam dias e dias expostos à chuva e ninguém leva porque suas excelências não contactam os serviços. Da tanto trabalho!

Então, este senhor meu vizinho teve a esperteza de colocar a tralha junto à árvore e fora do passeio para que os homens do lixo a levem.

Mas vou estar atenta.

Ao domingo passam depois da meia-noite. Até quero ver se o levam.

É que quando eu pus este lixo, foi com autorização dos serviços e eu ainda tive o bom senso de explicar aos funcionários da recolha o porquê dele junto à árvore.

Eu ficaria muito contente se os homens não levassem os monstros.

maxresdefault.jpg

 

 

decoração sem inovação

Maria Araújo, 26.04.14

 

Se os fabricantes de mobiliário não tomam uma atitude desafiadora e inovadora, se continuam a manter o mesmo design de lacados pirosos, com aplicações prateadas, as cadeiras de péssimo gosto e  uma decoração sem requinte digna de uma exposição, então não vale a pena participarem

nestes certames.

Ver uma exposição de mobiliário e decoração, mesmo que seja só para consolo dos olhos, vai-se ao Ikea.

BragaDecor é uma decepção.

 

 

 

 

 

A imaginação não tem limites

Maria Araújo, 06.11.13

e quem a tem, usa-a para reciclar materiais (in)imagináveis, em móveis.

Fotos daqui.

 

 

lousa que pode ser um cabide de casacos e/ ou chapéus

 

 

bancadas de serralharia e/ou trabalhos oficinais em bonitos lavatórios de casa de banho

 

 

braçadeiras e uma original estante para livros

 

 

 malas vintage que são bonitas e decorativas estantes

 

 

uma balança que pode ser uma estante

 

 

uma palete numa confortável cama para o pet

 

 

rolo filme de  cinema numa fantástica garrafeira ( com link de vendas)