Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



média final, 20

por Maria Araújo, em 19.07.17

Há uma jovem estudante do 12º ano que vai ao ginásio e faz as aulas de antigravity à 4ª feira.

Um grupo com idade entre os 17 e talvez os 65 ( não sei as idades dos mais velhos), esta miúda falava pouco, ria-se de quando em vez, tem uma particular destreza com  o hammock.

Quando a conheci, nas suas primeiras aulas, e enquanto a professora tirava os hammocks e media estes de acordo com a altura da pessoa que está à sua frente ( hammock) , estava já o dela pronto a usar, eu achava que exagerava nas brincadeiras/ piruetas que fazia com o tecido e que poderiam resultar em alguma queda, logo uma responsabilidade para a professora.

O tempo foi passando, sempre e a cada início da aula, a miúda fazia as acrobacias. Por vezes, elogiava-a, mas sempre com receio de alguma queda, pensava para mim que ela não devia fazê-las sem que a professora dissesse alguma coisa, até que soube que faz parte de um grupo de ginastas de Braga ( que eu não sabia haver) daí a sua flexibilidade e à vontade com o hammock.

À medida que o tempo passava, falavamos com ela, por vezes, num exercício mais difícil para os mais velhos, eu ou outra colega dizíamos,  em tom de brincadeira, que não éramos a M,  esta foi perdendo um pouquinho da sua timidez, soubemos que, além de uma boa ginasta, é uma excelente aluna.

Um dia perguntei-lhe qual a área de esudo (Ciências e Tecnologia) e a partir de então, a M falava mais.

Entre Maio e Junho a M faltou às aulas de 4ª feira, estava a preparar-se para os exames.

A semana passada, soube que tivera 20 a todas as disciplinas de 12º ano.

Fiquei admirada e muito contente. Não é comum os alunos terem 20 a todas as diciplinas (a má da fita é Educação Física).

Depois dos exames a M voltou ao ginásio, às 4ªs feiras. Lá estava a elegante malabarista a dominar o hammock. 

Hoje, vi-a sentada no chão no corredor que dá acesso ao estúdio, aproximei-me, perguntei-lhe como foram os resultados dos exames.

Uma das colegas, reformada, que estava a seu lado disse-me logo: " A M teve 20  nos exames, ficou com média de 20."

Parabenizei-a pela notas, e também por ser das poucas alunas no país que têm média de 20 ( nem sei se há mais alunos com esta média).

Se eu acho que a Sofia, com média de 19, entra onde quiser e no curso que quiser, que dizer desta jovem? Não tem de se preocupar com nada. 

 

 

 

 

Cantinho da Casa

a média diária de descida

por Maria Araújo, em 03.10.16

 

das temperaturas, por cá, anda pelos 18º

É dose!

Quem sai de manhã, treme de frio.

 

Sem Título.png

 

Cantinho da Casa

Um diálogo muito actual...

por Maria Araújo, em 20.03.14

(recebido por e-mail)

 

DIÁLOGO QUE OCORREU ENTRE 1643 E 1715, REALIDADE NO BRASIL DE 2003 a …..…?

 

AO LER ESTE DIÁLOGO ME LEMBREI DE NÓS, DA FALECIDA CLASSE MÉDIA!!! OLHA COMO ESTAMOS DESTINADOS A TRABALHAR SEMPRE MAIS E TER CADA VEZ MENOS.

 

ACONTECEU ENTRE 1643 E 1715 e REPETE-SE NO BRASIL ATUAL… e em PORTUGAL.

 

 

 


Diálogo entre Colbert e Mazarino durante o reinado de Luís XIV, na peça teatral Le Diable Rouge, de Antoine Rault:


Colbert:- Para arranjar dinheiro, há um momento em que enganar o contribuinte já não é possível. Eu gostaria, Senhor Superintendente, que me explicasse como é possível continuar a gastar quando já se está endividado até o pescoço…


Mazarino:- Um simples mortal, claro, quando está coberto de dívidas, vai parar à prisão. Mas o Estado é diferente!!! Não se pode mandar o Estado para a prisão. Então, ele continua a endividar-se… Todos os Estados o fazem!


Colbert:- Ah, sim? Mas como faremos isso, se já criamos todos os impostos imagináveis?


Mazarino:- Criando outros.


Colbert:- Mas já não podemos lançar mais impostos sobre os pobres.


Mazarino:- Sim, é impossível.


Colbert:- E sobre os ricos?


Mazarino: - Os ricos também não. Eles parariam de gastar. E um rico que gasta faz viver centenas de pobres.


Colbert: - Então, como faremos?


Mazarino:
- Colbert! Tu pensas como um queijo, um penico de doente! Há uma quantidade enorme de pessoas entre os ricos e os pobres: as que trabalham sonhando enriquecer e temendo empobrecer. É sobre essas que devemos lançar mais impostos, cada vez mais, sempre mais! Quanto mais lhes tirarmos, mais elas trabalharão para compensar o que lhes tiramos. Formam um reservatório inesgotável. É a classe média!

 

Cantinho da Casa

1 900

por Maria Araújo, em 15.02.13

é o  número de posts que tenho aqui registados.

Em maio, este cantinho fará 5 anos de fidelização ao Sapo.

Tendo em conta que escrevo uma média de 1 post por dia, tentarei chegar ao número 2 000 no dia 10 de maio, aniversário deste blogue.

Nos tempos que correm, nem sempre há inspiração. Mas vou tentar.

 

 

 

 Imagem afixada

Cantinho da Casa


foto do autor



desafio dos pássaros


o meu instagram



1º desafio de leitura - 2015 2º desafio de leitura - 2017 3º desafio de leitura - 2019

desafio




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Encontros - eu fui

IMG_2230 (2).JPG MARCADOR