Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

a lupa de alguém

Maria Araújo, 24.01.16

num post de julho passado, explicou a importância do cartão e-fatura. Segui o seu conselho/dica, deixei de dizer o número do NIF,que nem sempre era percebido por quem o pedia, e, desde então, quando chega a minha vez de pagar as compras, o cartão já está na minha mão, não preciso de dizer nada, entrego-o e já está.

 

Ninguém ao lado ou atrás tem de saber que quero fatura, nem qual é o meu número de contribuinte (por ter de o dizer em voz alta). Evita aquele momento constrangedor do “Ah, pode repetir? Enganei-me no número.” E estamos ali a repetir 4 vezes o nosso NIF até acertarem. Já para não falar de quando queremos pedir fatura com NIF e não nos lembramos do número. (Jornal Expresso).

 

Obrigada, Anabela pelas dicas e esclarecimentos que dá no seu cantinho. E para quem lê o "lupa", esta notícia já era, mas não deixem de a ler aqui.

mw-680.jpg

 

 

 

 

 

 

o cartão e-fatura

Maria Araújo, 25.07.15

 

fatura.png

 

 

Sempre que entramos na nossa página das Finanças para registar faturas, uma chamada de atenção aconselha-nos a imprimir o cartão personalizado que, a usá-lo, a máquina lê o número, assegurando a sua confidencialidade e facilitando o processo de emissão da fatura pela  operadora de caixa.

Esquecia-me de o imprimir, até ao dia em que li o post desta simpática blogger.

Imediatamente imprimi e guardei-o junto ao meu cartão NIF.

Ontem fui às compras e quando me perguntaram se queria fatura (nem sempre me lembro de a pedir) respondi  que sim,  pego no cartão e dou-o à operadora de caixa que comentou comigo: "é tão mais simples quando nos dão o cartão!"

Repeti o gesto em todas as lojas onde fiz compras.

Boa dica, miúda do blog "a lupa de alguém". Agora já não preciso de estar constantemente a dizer o NIF.