Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

a medida certa

02.09.19, Maria Araújo
aprovada no Parlamento, vejo constantemente no mercado e supermercado usarem um saco de plástico para cada espécie de fruta, comportamento muitas vezes criticado pelas vendedoras no mercado, outras vezes, saco na mão, antecipam-se estas e entregam à cliente  para que se sirva. Depois há o desperdício de sacos de supermercado, como o caso (...)

lixo, muito lixo

09.08.18, Maria Araújo
Durante muitos anos,  a feira municipal, que se realiza à terça-feria, ocupava o recinto daquele que foi o Parque de Exposições, que após grandes obras de reestruturação, passou, desde Abril deste ano, a ser o Fórum de Braga, pelo que aquela passou a ter lugar na estrada, cortada ao trânsito neste dia, junto ao monte Picoto. Acabada a feira, quem por lá andasse, via o lixo de papel e sacos de plástico que jaziam no chão. Aberta a estrada, e enquanto os funcionários da (...)

o directo

02.08.18, Maria Araújo
  Estive hoje na praia, cheia de banhistas, sempre debaixo do guarda-sol, a água estava um pouco fria, mas sabia bem porque a temperatura estava alta, na hora do pico de calor fomos almoçar, voltamos à praia depois das 16h, estivemos até às 18h, quando regressamos a casa. Não gosto de conduzir com temperaruras tão altas, os próximos dias não tenciono ir à praia, cansa o calor que faz. À hora das notícias,liguei a televisão, queria saber as temperaturas que fizeram em todo o (...)

coisas do meu dia (adenda)

27.11.17, Maria Araújo
  Hoje de manhã, levantei o estore do quarto, sorri de contente porque os funcionários da AGERE não levaram os monstros, que contei aqui. Vi que o gajo pôs a tralha a ocupar o espaço de estacionamento para pessoas com deficiência (existe uma placa) , com o pormenor de ter deixado um aparelho de televisão, que os funcionários não levam. Saí para umas compras, cruzei-me com o vizinho do (...)

coisas do meu dia

27.11.17, Maria Araújo
Por volta das 22h30 o estrondo de algo a cair escada abaixo era demais. Achei estranho. O vizinho de cima não faz à noite o que deve fazer de dia, eu e o do r/c, idem, o do 1º andar é um palerma, um mal educado, um louco, berra se há obras no prédio.  De repente ouço a porta do 1º andar fechar e porque são frequentes  as vezes que ele põe tralha lá fora, pensei: " foi ele!". Uns minutos depois, fui à janela. E lá estão: uma mesa de cozinha e um baú. Palerma se fossemos (...)

coisas do meu dia, digo...

30.10.17, Maria Araújo
da minha noite. A pequena obra da semana passada, fez pó e entulho, enchi três baldes e uma bacia grande. Como se meteu o fim de semana, deixei tudo acomodado na marquise, hoje seria o dia de o levar para um aterro. Sempre contactei a AGERE para marcar recolha de monstros, nunca me deixaram sem resposta, tudo marcado via e-mail, na sexta-feira, contactei-a via eletrónica, a pedir que me informassem o que (...)

a obra

27.10.17, Maria Araújo
Desde manhã cedo, e prescindi das minhas aulas no ginásio, e até há cerca de meia hora, andei a limpar pó e mais pó. A minha mão mexia no cabelo sentia-o áspero, parei as limpezas, e até porque o serviço não está completo, só arrumo as coisas nas prateleiras quando estiver acabado, fui tomar um banho de tão suja de pó me sentia. Nunca imaginei que substituir uma porta fosse fazer tanto lixo.  

O 1º dia do ano na praia

11.01.14, Maria Araújo
O dia estava sereno, precisava de fazer a minha primeira visita de 2014 à praia, sentir o cheirinho a mar e ver como estava o areal depois da tempestade dos primeiros dias da semana. Fresco, mas agradável, mublado, o areal estava cheia de lixo que o mar trouxera para mostrar aos homens que não quer a sua água poluída. Uma tristeza invadiu a minha alma. Odeio ver a praia com lixo. Em Esposende, à entrada da praia, estava um caixote rebentado com o lixo à mostra, sinal de que a (...)

Sol, esplanada, praia...

13.12.09, Maria Araújo
   Esposende Ontem, estive a trabalhar no pc até às 2:30h. Fui descansar preparada para acordar às 11:00h e conduzir os cerca de 35 km, pela auto-estrada, até Esposende. Acordei muito cedo. Cansada, deixei-me estar à espera que o sono voltasse para ficar mais um pouco na cama, mas não. Esta cabecinha quando não quer dormir, o corpo reage, salta da cama e vai à vida. Foi o que aconteceu hoje, logo de manhã. Saí de casa por volta das 11:00h disposta a tomar café no (...)