Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

se a semana passada

Maria Araújo, 28.02.18

foi de passeio, esta semana deu-me para as arrumações.

Segunda-feira de tarde, arrumei a garagem, a contar que o trolha vem, como me prometeu, fazer a obra pedida há um ano.

Na terça-feira o meu amigo dos biscates veio cá fazer mais uns arranjos, levou a secretária que lhe oferecera. Decidi  dar outro ar ao escritório, mudar o lugar das estantes, e do sofá. Tirei os livros,que foram para o chão, para testar se gostava das estantes noutro lugar. Empurrra, puxa, pesadas que são, decidi que ficassem juntas (antes estavam separadas pela secretária) e mudei o sofá.

As estantes são brancas, limpei-as com um pano húmido e, imaginem, CIF, ficaram impecáveis.

Livros espalhados pelo chão, todos os anos os limpo uma duas vezes, mas o ano passado falhei, estava na hora de mais uma limpeza.

Ver a cor escura no miolo do livro do pó que se acumula ao longo do tempo é desagradável, não sabia como o limpar, lembrei-me de pesquisar na internet, encontrei  várias dicas, mas a que mais gostei foi a passar uma lixa de grão 220, como mostra neste vídeo. 

Não tinha a 220, usei a 150, só para fiazer a experiência.

Os livros da Segunda Grande Guerra Mundial estavam feios, nenhum cheira a mofo, o escritório não tem humidade, é arejado, precisavam de uma limpeza.

Dá trabalho. Não ficou 100% limpo, vou experimentar com a lixa 220, a comprar, mas já se vê a diferença.

IMG_20180228_190526-horz.jpg

Os livros que faltam serão limpos com o pano e colocados nas preteleiras, mas a limpeza com a lixa será feita por etapas, com calma. 

Uma tarde inteira sentada no chão a passar a lixa nos livros grandes, limpar o interior e colocá-los nas prateleiras, as minhas costas deram-me sinal que já chegava de trabalho. 

 

uma mesa Ikea

Maria Araújo, 20.09.15

 

mesa 1.png

comprei uma mesa de cabeceira Ikea (o modelo prático e que gosto mais, o da imagem) que quero pôr no meu quarto, e como a minha ideia é dar-lhe a cor castanha da mobília, fui comprar os materiais necessários.

fui à "velhinha" drogaria perto de casa, e perguntei o que precisava de comprar, e recomendou-me somente a cera.

um dia destes, tento aplicá-la, mas não pegava.

de imediato pensei que precisava de lixa e retirar o revestimento de proteção da madeira.

lembro-me de a minha mãe falar no bioxene, da  palavra "vieux chêne" (cor de carvalho velho),  que usava para dar cor aos móveis.

voltei à drogaria, expliquei o que se passava, e perguntei se não teria de aplicar uma camada de bioxene antes da cera.

ele disse-me que não, que bastava passar a lixa e aplicar a cera... mas não me convenceu.

hoje, com um tempo fantástico para passear, fiquei a tarde em casa disposta a tratar da minha "arte".

depois de passar a lixa, limpei muito bem a madeira, peguei na cera e no pano adequado e: " isto vai exigir muitas camadas de cera e não vou conseguir o que quero", comentei.

como nunca mais ouvi falar no produto, nem sequer sei se ainda é usado, procurei na web e "bingo! o bioxene é fundamental para dar cor".

procurei nos sites do Aki e do Leroy Merlin, mas não encontrei encontrei a palavra, que deve ter outra designação.

lá vou eu ter de voltar à drogaria comprar o antiguinho bioxene.

diabo do senhor que podia fazer-me a vontade, nem que fosse para ganhar uns euros.

Sem Título.png