Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



"a Liberdade está a passar por aqui"

por Maria Araújo, em 25.04.19

Estava eu na escola quando a notícia saiu à rua, mandaram-nos para casa. Inacreditavelmente o povo receou que as notícias fossem falsas. 
E veio a Liberdade.

Nestes 45 Anos de 25 de Abril, o jornal O Minho publicou mais de cem fotografias do falecido e mais conhecido fotógrafo desta cidade de Braga, e que eu trouxe para aqui, em sua homenagem, também.

25-de-abril-em-Braga-8.jpg

25-de-abril-em-Braga-44.jpg

25-de-abril-em-Braga-82.jpg

25-de-abril-em-Braga-96.jpg

25-de-abril-em-Braga-110.jpg

25-de-abril-em-Braga-141.jpg

25-de-abril-em-Braga-149.jpg

25-de-abril-em-Braga-174.jpg

25-de-abril-em-Braga-196.jpg

25-de-abril-em-Braga-199.jpg

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma cantiga

por Maria Araújo, em 25.04.15

das minhas preferidas, pós 25 de abril, Dia da Liberdade, e sempre actual.

 

 "A cantiga é uma arma", José Mário Brancao

 

a cantiga é uma arma
eu não sabia
tudo depende da bala
e da pontaria
tudo depende da raiva
e da alegria
a cantiga é uma arma
de pontaria

há canta por interesse
há quem cante por cantar
há quem faça profissão
de combater a cantar
e há quem cante de pantufas
para não perder o lugar

a cantiga é uma arma
eu não sabia
tudo depende da bala
e da pontaria
tudo depende da raiva
e da alegria
a cantiga é uma arma
de pontaria

O faduncho choradinho
de tabernas e salões
semeia só desalento
misticismo e ilusões
canto mole em letra dura
nunca fez revoluções

a cantiga é uma arma
(contra quem?)
Contra a burguesia
tudo depende da bala
e da pontaria
tudo depende da raiva
e da alegria
a cantiga é uma arma
de pontaria

Se tu cantas a reboque
não vale a pena cantar
se vais à frente demais
bem te podes engasgar
a cantiga só é arma
quando a luta acompanhar

a cantiga é uma arma
contra a burguesia
tudo depende da bala
e da pontaria
tudo depende da raiva
e da alegria
a cantiga é uma arma
de pontaria


Uma arma eficiente
fabricada com cuidado
deve ter um mecanismo
bem perfeito e oleado
e o canto com uma arma
deve ser bem fabricado


a cantiga é uma arma
(Contra quem camaradas?)
Contra a burguesia
tudo depende da bala
e da pontaria
tudo depende da raiva
e da alegria
a cantiga é uma arma
de pontaria

a cantiga é uma arma
contra a burguesia
tudo depende da bala
e da pontaria
tudo depende da raiva
e da alegria
a cantiga é uma arma
contra a burguesia

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

O significado do cravo

por Maria Araújo, em 25.04.15

Gosto do seu cheirinho, mas a flor em si não é das que mais gosto.

Meu falecido pai costumava comprar para ornamento da campa de minha mãe, e eu, com todo o respeito, reclamava "Pai, não gosto nada de cravos."

Hoje, 41 anos de comemoração do dia 25 de Abril de 1974,  lembrei-me de procurar se esta flor tem algum valor histórico, que tem, e qual o seu significado, como lembrança e dedicatória a este inesquecível dia em que acordamos, "olhos nublados" , primeiro escutando a rádio, depois a TV que mostrava as imagens, incrédulos com o que víamos e ouviamos: o governo de Salazar caíra.

E o Dia da Liberdade nascia para nunca mais perecer.

sem nome.png

 

O que é Cravo:

O cravo é a flor do craveiro, cujo nome científico é Dianthus caryophyllus, que pertence ao gênero Dianthus e à família Caryophyllaceae. Esta planta pode atingir até um metro de altura e existem por volta de 300 espécies de craveiros, sendo que muitas espécies surgiram graças à manipulação genética. Esta flor é de fácil cultivo e tem um suave aroma, que muitas vezes é usado para fazer perfumes.

O cravo é uma flor originária do sul da Europa e pode ser cor de rosa, roxa, vermelha, branca ou amarela. Relativamente ao cultivo, os cravos precisam de terra rica em argila, misturada com um pouco de estrume, adubo vegetal e areia. É comum ver um cravo na lapela dos noivos e dos padrinhos nos casamentos tradicionais.

 

Na Grécia Antiga, coroas de cravos eram usadas em cerimônias. Na altura do Renascimento, os cravos era um sinônimo de fidelidade matrimonial. As diferentes cores dos cravos podem ter significados diferentes:

  • Cravos brancos: associados ao amor puro, talento, boa sorte, inocência

 

  • Cravos vermelhos: significa respeito, amor e paixão. É oferecido como demonstração de admiração.

 

  • Cravos cor de rosa: remete para felicidade e gratidão. Quando é oferecido a alguém, significa que você sempre lembra dessa pessoa.

 

  • Cravos roxos: significa solidão, inconstância, ausência de capricho.

 

  • Cravos amarelos: apesar de significarem rejeição e desdém, quando integrados em um arranjo de muitas cores vivas, significa alegria e vivacidade.

 

Esta flor, cultivada desde os tempos da Antiguidade, tem grande valor simbólico e histórico.

Em Portugal, o cravo-vermelho é o símbolo da Revolução dos Cravos, que aconteceu em 25 de Abril de 1974, uma data celebrada todos os anos e conhecida como Dia da Liberdade.

De acordo com Anna Jarvis, fundadora do Dia das Mães nos Estados Unidos, um cravo rosa é o símbolo das mães em vida e o cravo branco o símbolo das mães que já partiram.

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

Há 40 anos

por Maria Araújo, em 25.04.14

estava a trabalhar quando veio a notícia do golpe de estado.

nas escolas, mandaram os alunos para casa, havia medo de que houvesse retaliação, a TV ligada todo o dia, lágrimas que corriam rosto abaixo ainda sem acreditar que era verdade.

depois, foi a saída para a rua  festejar o que fora impensável e acreditar que o irmão mais velho viria embora, para sempre, da Guiné.

hoje, esquecera-me que é dia 25 de abril.

hoje, a igreja enche-se de jovens que choram a morte do amigo Nuno, uma das  vítimas da queda do muro, no passado dia 23.

hoje, a família está de luto.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

I feel on the top of...

por Maria Araújo, em 28.04.13

Depois de uma caminhada  de 1.30h, e ao som da RFM no meu telemóvel, apetece-me ouvir isto.

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

Um péssimo mundo o das crianças e o dos animais

por Maria Araújo, em 17.11.12

 

"Não sou pessimista. O mundo é que é péssimo".

 

José Saramago

 

 

 

 

 

 

 

 

(fotos via Face Book)

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

E depois do Adeus

por Maria Araújo, em 25.04.12

 

Ontem tive um longo dia de trabalho. Pousei a pasta num canto da sala, tomei um banho, jantei algo leve. Por volta das 22.30h liguei o pc. Li a notícia deste homem que, na minha opinião, transmitiu uma imagem de dignidade e discrição.

Li os e-mails, dei uma volta pela blogosfera e desliguei o pc.

A TV continuava ligada, sentei-me para ver um dos filmes que tenho em DVD. Comando na mão, dei uma caminhada pelos canais. Parei na SIC notícias. Jornal da 1:00h, as páginas dos jornais e, por volta da 1:10h começa o filme "ANIVERSARIO DO 25 DE ABRIL, 25º COMPACTO".

Gostei do ambiente intenso que os atores souberam muito bem imprimir.

 " A palavra de honra" dos militares foi honrada e cumprida.

Há 38 anos atrás a honra era uma palavra respeitada no seio das famílias, do trabalho, da sociedade.

Hoje, a palavra não se ouve, não se pratica, não faz parte da nossa linguagem do quotidiano: "(quem) se quiser fica,(quem) se quiser vai".

«E depois do adeus», está nas nossas mãos libertá-la, espalhá-la, dar-lhe vida.

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)


foto do autor



o meu instagram


1º desafio de leitura - 2015 2º desafio de leitura - 2017 3º desafio de leitura - 2019

desafio


10 anos




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D


Encontros - eu fui

IMG_2230 (2).JPG MARCADOR