Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



uma prescrição

por Maria Araújo, em 21.02.17

Sem Título.png

 

Fui à consulta de ortopedia para que o médico me desse conhecimento do relatório da ressonância magnética que fiz ao joelho.

Tinha comigo o exame e o relatório, que li ontem, que não me deixou preocupada.

Além de um quisto de Baker, tenho uma redução da cartilagem.  Nada mais que seja motivo de algum tratamento.

Aconselhou-me a caminhar mas sem o exagero dos muitos quilómetro que fiz aqui

Mais importante para mim é continuar a minha actividade no ginásio, que há mais de 25 anos não dispenso.

Para prevenir as dores e ajudar a reconstruir a cartilagem e tratar a artrite, receitou-me Glucosamina, em comprimidos, para tomar durante 4 meses (o tempo não perdoa).

 

"Glucosamina é uma substância pertencente ao grupo dos medicamentos para o tratamento da artrose, apresentando efeitos favoráveis na cartilagem visto ser um dos constituintes necessários para a sua regeneração, para além do fato de ter a capacidade de poder estimular as células formadoras da cartilagem.

Deste modo, contribui para o abrandamento e eventual paragem do processo degenerativo da cartilagem articular que caracteriza a artrose."

 

Costumo comprar toda a medicação e outro produtos na mesma farmácia.

Hoje, foi excepção. Entrei na primeira farmácia que passei, perto de casa.

Trouxe a medicação.

Passei pelo supermercado.

Quando cheguei a casa e vejo a receita, reparo que em encargos diz: " Esta prescrição custa-lhe, no máximo, 3,61 €, a não ser que opte por um medicamento mais caro".

Eu paguei 6,23 € por cada caixa.

É normal na "minha " farmácia perguntarem-me se quero o medicamento prescrito ou um mais barato, ou informarem-me que não têm o prescrito, se pode ser substituído por outro. 

Nesta, não me foi dito nada.

Vou lá passar, ainda hoje.

Quero saber por que razão me venderam um medicamento com outro nome e mais caro.

Tenho direito a uma  explicação.

 

 

 

Cantinho da Casa

Fitness

por Maria Araújo, em 15.10.13

Há algum tempo que sentia uma dor no joelho esquerdo (a velhice não perdoa), mas nada que me impedisse de fazer as minhas caminhadas de cidade e/ou de montanha (3 vezes por ano), subir e/ou descer escadas (moro no 2º andar, sem elevador) e fazer a minha ginástica (agora diariamente).

Na semana antes de partir para Barcelona, fui a uma aula de zumba ( gosto destas aulas porque me fazem rir, cantar, desfrutar da música e dos movimentos, mesmo sem conseguir, de todo, acompanhar os jovens). No dia seguinte, 6ª feira, a dor aumentou e custava-me a dobrar o joelho quando subia e descia as escadas. Mas caminhava normalmente, sem dor.

À noite, fazia uma massagem com o gel para dores musculares. Aguardei 2 dias, mas a dor continuava.

Decidi, no fim de semana antes de viajar, ir ao médico.

Foi feita uma radiografia. Uma pequena inflamação, não podia fazer grande esforço e devia descansar.
"Mas viajo amanhã para Barcelona", comentei com o médico.

Viajei, levando comigo o anti-inflamatório, que tomaria em  SOS (não tomei nada).

Felizmente, andei bem, caminhei muito, subi e desci escadas e não tive as dores que tivera antes.

Ora hoje, depois de 15 dias sem a aula de zumba, decidi arriscar.

Comentei com o professor que não podia saltar, mas como estas aulas descontraem-me bastante, não queria perdê-las.

Disse-me para recorrer às opções ( para quem não pode fazer determinados exercícios)  isto é, usar os mesmos passos mas sem saltar.

E a aula foi excelente. Sempre que os outros saltavam, eu dançava.

Depois das aulas,  costumo ir para o tapete e ando 20 minutos, ou o tempo que me apetecer.

Até ver, o meu joelho não reclamou. Oxalá fique quietinho. Prometo  não saltar e cuidar dele (até porque dentro de dias vou à minha fisioterapia anual).

 

 

 

 

 

 

Cantinho da Casa


foto do autor



1º desafio de escrita 2019 2º desafio de escrita 2020


o meu instagram


1º desafio de leitura - 2015 2º desafio de leitura - 2017 3º desafio de leitura - 2019

desafio



Mais comentados


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Encontros - eu fui

IMG_2230 (2).JPG MARCADOR