Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

cantinho da casa

cantinho da casa

um e-mail fraudulento

No próximo dia 4 de Novembro, vou de fim de semana para o Porto.

A TUNAFE vai apresentar o novo CD, a Sofia pediu-nos que fossemos ao espectáculo.

Decidimos, eu e a minha irmã, ficar a dormir no Porto, e como estou habituada a fazer as minhas reservas via Booking, no sábado liguei-lhe se queria ir para um hotel que gostaria de conhecer.

Os preços são variados, conforme o tipo de quarto, se está virado para o rio, se é standard, ou maxi deluxe, enfim, estes pormenores para que o cliente escolha o que deseja.

Respondeu imediatamente que sim, que queria um bom hotel ( e nem ela sabia que teríamos as mordomias que gostamos e que nem todos os hoteis têm: SPA).

Peguei no telemóvel, escrevi o nome, abriu-se de imediato o site da Booking.

A primeira imagem que apareceu era de um quarto twin. 

Com pequeno-almoço incluído;  possibilidade de cancelar até ao dia 1; não precisava de pagar, este será feito no hotel, e com um preço especial se a reserva fosse feita por telemóvel.

Não quis ver mais nada.

Reservei.

Uns minutos depois, foi confirmada a reserva.

Ontem, recebi um e-mail da Booking com o assunto " Medidas para evitar possíveis comportamentos fraudulentos".

Parece que vários clientes tinham comunicado que outras pessoas fingem ser representantes da Booking, ou de um hotel, e pedem a confirmação de reserva e/ou pagamento através de um link.

Há pouco, tinha um e-mail com o nome do hotel da reserva que fiz, em que dizia que não conseguiam identificar o número do cartão bancário, para clicar no link fornecido.

A primeira coisa que me ocorreu foi ligar para o hotel.

Quem me atendeu, pediu que ignorasse o e-mail ( claro que sim, porque na internet sou desconfiada e muitas vezes nem abro e-mails cujos nomes/endereços não conheço), e que reportasse à Booking para que tivesse conhecimento deste e-mail fraudulento.

E é desta forma que muitas vezes somos lixados.

Tenho cuidado, mas posso cair na fraude, sobretudo pelo telemóvel.

 

 

coisas desta manhã de 5ª feira

 Hoje de manhã fui esclarecer o que se passou ontem, aqui.

Não havia filas para nada. Quem tinha vacina agendada seguiu um caminho, estavam  apenas duas pessoas nas informações.

Chegou a minha vez, expliquei à jovem o que se passou na 3ª feira, que fui informada que receberia uma chamada para ser vacinada na 4ª, e a chamada não aconteceu.

Viu o meu cartão e disse-me para aparecer às 15horas de hoje, ou até às 16horas, mais tarde que esta hora não,  e seria vacinada.

Perguntei se vou ser vacinada mesmo, pois as informações que tive foram sempre dirferentes, e se ia directamente para o local da vacinação. 

Resposta afirmativa, saí de lá, meti o cartão na mala. 

Estava de carro, pensei passar pelo mercado municipal, mas perdi a vontade,  comprei num mercadinho alguma fruta que estava a precisar.

Cheguei a casa, e como é meu hábito, fui pôr as compras na bancada da cozinha. Fui tirar as sapatilhas, tirei o telemóvel da mala. Convicta de que metera o cartão de vacinação no bolso do forro da carteira, fui espreitar e não o vi.

Fui à  carteira,  vi na divisoria das notas, na da carta de condução, e nada!

Sacudi a mala , revistei nos entre os cartões!

Pensei que ao pagar as compras tivesse caído no balcão, ou que teria caído no carro, mas tinha a certeza de que o metera na mala.

Fui ver no carro, e nada!

Estava a ficar desesperada, teria de ir procurar no imenso parque automóvel do Fórum. Pensei ligar para a ARS e perguntar se podia  explicar no centro de vacinação o que aconteceu, e  se pelo número do cartão de saúde tivessem acesso aos dados e poderia ser vacinada.

Voltei a virar a mala , verifiquei tudo, até a bancada da cozinha onde pusera os sacos com a fruta.

E quando pensei ligar para a  ARS, vou à sala de jantar e vejo-o em cima da mesa.

Como é possível?

Eu não me lembro de ter entrado na sala. Os meus hábitos são os mesmos quando entro em casa,  como  e porque é que eu tirei o cartão da mala e fui pô-lo em cima da mesa?

Respirei de alívio.

Entretanto, tocou o telefone fixo.

Atendi.

Uma voz perguntou se era a dona da casa,  perguntei o que desejava, respondeu-me que estava a ligar de uma empresa de electricidade e que gostaria de saber qual a empresa que fornece a energia, que tem um desconto para mim...Interrompi, ainda com a cabeça "quente" do que acontecera com o cartão de vacinação, respondi que sou cliente EDP e que, por enquanto, não estava com intenção de mudar.

De repente,  diz: " a senhora é que sabe" , e desligou o telefone sem dizer um obrigada, um bom dia.

E é isto.

Hoje vou ter a segunda dose da Astrazeneca.

 

 

 

 

 

 

 

sei que sou chata, mas...

o que escrevi aqui   leva-me a crer que as pessoas que estão nas informações ao utente "fazem como lhes agradar".

Se, no domingo passado, quem estava nas informações  disse-me para ir passando lá, que se houvesse vacina era vacinada, na segunda-feira, por acaso, lembrei-me de consultar as informações e, neste dia, o centro de vacinação de Braga tinha publicado  isto:

Altice Fórum.jpg

significa que teria de agilizar a 2ª dose que, conforme o quadro, seria para um dos dias da próxima semana, entre cinco e onze, visto que tomei a 1ª dose em 4 de Maio.

ontem, completei as oito semanas da 1ªdose, passei lá depois das 17 horas (" a partir das 18 horas, para receber a segunda dose." ," por forma a  agilizar a antecipação da 2ª dose da vacina.")

estive numa fila cerca de trinta minutos, quando chegou a minha vez, mostrei o cartão com a data da 1ª dose, esperei que a senhora me desse nova data. 

não foi o que esperava, e disse-me isto:

" dona Maria, hoje já não temos esta vacina, mas deixe-me o seu contacto e amanhã vai receber uma chamada para vir cá tomar a 2ª dose".

agradeci, e vim feliz porque afinal iria ser vacinada mais cedo.

são 19:15h, estive todo o dia à espera da chamada, que não recebi.

estou com pressa de ser vacinada? não!

estou,sim,  indignada,  porque quem tomou a 1ªdose até à primeira quinzena de Maio, a senhora deveria ter agendado/ agilizado ( apressado) para um dos dias da semana referida no quadro.

se ela tem intruções para sugerir ao utente que havendo esta vacina, toma-a na hora, ficava ao critério deste passar lá antes data, ou deixar para o dia marcado.

amanhã, de manhã, vou lá esclarecer isto.

 

 

vacinas e informações

 

mw-860.jpg

Dinamarca mantém vacina da AstraZeneca suspensa mais três semanas

 

"A Dinamarca anunciou hoje que vai manter a suspensão da vacina anti-Covid-19 da AstraZeneca durante mais três semanas, apesar de ter sido declarada “segura e eficaz” pelo regulador europeu e pela Organização Mundial de Saúde.

“Hoje decidimos estender a suspensão durante três semanas”, afirmou o diretor da Agência Nacional de Saúde da Dinamarca, Søren Brostrøm, em conferência de imprensa, explicando que o país precisa de “mais tempo” para excluir inteiramente uma ligação entre os casos conhecidos de coágulos sanguíneos em pessoas vacinadas e a vacina da AstraZeneca."

 

Ouve-se aqui e ali sobre a ineficácia da vacina Astrazeneca. Primeiro a vacina era para pessoas com  idade inferior a 65 anos, depois já podia ser administrada em pessoas mais velhas; a seguir suspende-se nos vários países europeus, e de repente já é eficaz e segura.

Do que tenho lido e escutado, há muitas pessoas que têm receio.

Colegas minhas dizem que o governo está a pôr os professores como cobaias, há outros profissionais do estado que deviam ser prioritários, e tal. Porque todos querem a vacina da Johnson & Johnson ou a Pfizzer.

Hoje,uma amiga minha disse-me que fora levar o pai  para a vacina e que depois de muitas horas de espera, quando chegou a vez e lhe disseram que a vacina era da Astrazeneca, recusou.

E não imagino as minhas amigas quererem esta vacina, também. A vez delas está prestes a chegar.

Estamos ansiosos pela vacina, mas  tudo isto seria evitável se as entidades de saúde fossem prudentes nas informações que dão.

A CP e a informação

train.gif

 

rádipa ao meu e-mail de ontem, sem ter elucidado o que pretendia, isto é enviaram os preços, não confirmaram se era com desconto e/ou qual o valor deste.

Antes de enviar o e-mail, fui à página verificar os horários e o preço das viagens mas a realidade é que os que me enviaram não correspondem aos preços da página da web e fiquei sem saber se os mesmos já têm desconto ou não.

Exemplificando: um bilhete só ida de Braga a Aveiro, em classe turística no comboio IC custa (na página da CP)14,20 e no Alfa Pendular 19,20.

Se comprar bilhete de ida e volta fica mais barato. Quando pedi os preços da viagem Braga - Aveiro, foi para o IC, e

de Aveiro- Braga, para o Alfa. Os preços que me deram foram só para o IC:

 

 Re: [Informação] - Intercidades - Horários e/ou Preços


 Informamos que para o percuso pretendido tem os seguintes valores:

 - passageiro adulto = €37 em classe conforto/1ªclasse e €30.50 em classe turistica/2ª classe.

 - passageiro jovem (até 25 anos) = €31 em classe conforto/1ªclasse e €25.50 emclasse turistica/2ª classe.

Informamos que ainda se encontra no prazo para ter acesso á promoção por compra antecipada, solicitamos que verfique no momento da compra se o comboio escolhido ainda dispõe de bilhetes promocionais.

 

Comprando bilhete de ida e volta fica mais barato alguns cêntimos, pelo que, se fizermos as contas, somando duas vezes o valor de 14,20, é diferente que o indicado no e-mail.

Sinceramente, não entendi os valores fornecidos e,como havia pensado,nos urbanos o bilhete de ida e volta fica por 11, 40 para cada uma.

A viagem neste comboio demora mais tempo, como é óbvio, mas há comboios de hora em hora e o tempo  máximo de espera entre sair de um comboio e entrar noutro é de 10 minutos.

Está decidido, vamos no urbano.

 

 

CP

es-schindler19-22.png

 

Na próxima segunda-feira, eu e a Sofia vamos a Aveiro.

Não marquei as viagens pois não sabemos se vamos no comboio Intercidades e regressamos no Alfa, ou se vamos nos comboios urbanos.

Estava a fazer uma pesquisa no site da CP e depois de várias tentativas para ver os preços, lembrei-me que fazem descontos se comprar os bilhetes com alguns dias de antecedência.

Mas na página nada é esclarecedor.

Decidida a pedir alguns esclarecimentos por telefone, reparei que não há números de distrito, mas o 707...

Detesto ligar estes números pois como todos sabemos, ouve-se um gravador que desembucha uma série de informações e aconselha a marcar na tecla de telefone "x, ou y, ou z", aquela treta do costume e que me chateia.

Depois, tinha o contacto por chat, mas acho que não ia ter a informação pretendida, pensei " que se dane, vou ligar!"

Ouve-se a voz no gravador  dizer que a conversa vai ser gravada e tal,e a seguir o costume: para tal, tecla tal...

Por sorte, a que eu queria era informação, cliquei na tecla 1, não perdi tempo, mas escuto a voz do gravador que para mais informações podia contactar via e-mail (mais uma vez a treta repete-se) e...imediatamente, desliguei.Não ando aqui a sustentar "linhas telefónicas" e o raios que os partam a todos.

E tratei de enviar um e-mail.

Há minutos, entrei no meu e-mail e da CP tinha a informação de que o meu assunto " se encontra em análise para informação posterior" .Abaixo tem isto:

 

"A CP - COMBOIOS DE PORTUGAL, tem um serviço de atendimento telefónico Contact Center - 707 210 220 - especialmente criado para prestar informação de forma rápida e segura, sobre todos os seus serviços, condições, horários e preços. (0,10 €/min - rede fixa | 0,25 €/min - rede móvel + IVA). "

 

Então ligo e falam do e-mail, envio e-mail e falam disto! Vá-se lá entender!

Se amanhã não tiver a resposta, dou um salto à CP local e trato do assunto.

 

 

Agora entendi por que a Natrueza me obriga a fazer mais exercício

Sem Título.png

Quando pensamos que o nosso cérebro esquece as mais pequenas coisas do quotidiano e nos auto denomino "estamos velhos", afinal, o que significa é que à medida que envelhecemos, ele, o cérebro, funciona  lentamente (como um disco rígido) porque temos mais conhecimento e informação armazenados, e levamos mais tempo a processar essa informação.

Vá, é ou não é muito reconfortante ler isto?

 

EXPLICAÇÃO RECONFORTANTE

"Afinal, os cérebros das pessoas mais velhas são lentos só porque elas sabem muito. As pessoas não declinam mentalmente com a idade. Os cientistas acreditam que elas apenas têm mesmo mais tempo para recordar factos e acumulam muito mais informações nos seus cérebros. Muito parecido com o que acontece nos discos rígidos dos computadores quando ficam cheios, dificultando assim o tempo de acesso às informações pretendidas.

Os investigadores dizem que esta desaceleração não é o mesmo que o declínio cognitivo. O cérebro humano funciona mais lentamente na velhice, disse o Dr. Michael Ramscar, mas apenas porque temos armazenadas mais informações. Com o tempo, o cérebro de pessoas mais velhas não fica mais fraco. Pelo contrário, elas simplesmente sabem mais. Mesmo quando as pessoas mais velhas se esquecem do que iam fazer a outra dependência da casa, esse não é um problema de memória mas apenas uma forma da Natureza as obrigar a fazer mais exercício físico. É isso! Eu sei que tenho mais amigos a quem deveria mandar isto mas, de momento, não consigo recordar os respetivos nomes. Por isso, agradeço que o enviem aos vossos amigos. Quem sabe se eles também não serão meus amigos..."

(artigo recebido por e-mail )

 

 

 

Tenho um tablet novo

Depois de várias idas à loja W e das minhas constantes reclamações que o tablet bloqueava,  foi enviado para a marca.

Sexta-feira, recebi uma mensagem para ir buscar o "artigo".

Caixa em cima do balcão, assino o documento de entrega, sem que o funcionário me informasse qual o motivo da avaria e/ou sobre o relatório que a marca fez da reparação.

Pronta para sair da loja, pergunto: "Posso saber qual era o problema? O que diz o relatório?"

O responsável vai ao computador de serviço e, uns segundos depois, diz: "O seu aparelho foi substituído. Este é novo".

Não fizesse eu a pergunta, teria alguma informação a respeito?

Hummm, palpita-me que não! Certamente eu pensaria que o aparelho tinha sido reparado.

Estas pessoas não informam nada.

Se reclamamos e temos razão, ou não,  têm sempre argumentos a seu favor. Se não perguntamos, saímos conforme entramos: sem palavras.

Amanhã vai o computador para a revisão: substituição do teclado (os meus dedos já conhecem o lugar das letras que não se vêem), limpeza e tudo o que for necessário para um melhor desempenho. "tadinho".

 

 

 

não há paciência

Fui acompanhar a minha amiga Lia ao aeroporto da Portela, e despedirmo-nos.

Ela não tenciona mais vir a Portugal.

"Tinha"(entre aspas, sim) vôo às 15 horas,  mas quando fez a declaração da bagagem o simpático jovem disse que, provavelmente, não teria vôo às 15 horas e que deveria passar no local X 1 hora antes do embarque e lá teria informações detalhadas da situação da viagem.

O avião que saíra do Brasil estava atrasado.

Fiquei triste e ela também. Comentou comigo: "estava preocupada com a mala, nem quero saber da hora que vou viajar. Deus está comigo".

A Lia está há mais de um mês em Portugal, por motivos pessoais, e a ansiedade de regressar a casa é grande.

Ontem não quis conhecer mais nada de Lisboa de tão cansada que estava. E a noite passada foi de muito levantar da cama...

Após despedirmo-nos, fui almoçar e regressei a Braga no Alfa das 16 horas, com o pensamento nela e na esperança de que ela me ligasse sobre a hora do vôo.

Já a caminho, recebi a chamada:" fomos informados que está a caminho um avião que saiu do Brasil, pelo que só às 9 horas da noite embarco. Deram-nos um lanche e aguardo, com paciência o embarque", comentou ao telemóvel.

Cheguei a Braga às 20h, liguei-lhe para saber novidades. Ainda não sabia de nada.

Uns minutos depois, recebi uma mensagem que dizia:"sofrimento duplo, hj...Um pela mala, outro pelo vôo.Paciência. Chegando em casa, é o que se quer, com a ajuda de Deus. Qualquer notícia, te aviso. Bjs"

Às 22 horas ainda não tinha notícias.

22:45h, acabei de receber uma mensagem que diz: " o meu vôo sairá às  2:45h e chegará às 9:30 da manhã, hora do Brasil.

 

Se eu antecipei a minha viagem de comboio das 19h para as 16h, ansiosa que estava em chegar a casa, não desejaria estar no lugar da Lia.

É com situações destas que já não tenho paciência para estar nas grandes cidades, para aeroportos, para esperas intermináveis, para o cansaço e, acima de tudo, para a falta de  consideração que as companhias aéreas têm com passageiros.

E eu sou tão paciente!