Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

"Papillon"

Maria Araújo, 05.04.18

Sábado, fui à farmácia.

Um cartaz, junto à porta, do lado esquerdo, fez-me parar alguns segundos (uauuu!). E sorri. O meu pensamento foi para esta blogger.

Dirigi-me ao balcão, a doutora F veio cumprimentar-me e aviar a receita.

Enquanto não vinha com a medicação, olhava para trás e observava o cartaz.

Ao balcão, um folheto ( que não trouxe por vergonha não fosse a doutora F pensar que era tolinha), numa posição diferente, a fotografia da mesma pessoa.

Sem caneta para apontar na minha mini agenda, era fácil fixar o nome.

Cheguei a casa, o Mr. Google deu-me a resposta e as fotografias.

 

15542031_924097427691778_6300446698358076248_n.jpg

 

hqdefault (1).jpg

 

 

 

chegou! mas vai voltar

Maria Araújo, 07.05.17

 

IMG_20170507_142351_289.jpg

Comprei o telemóvel em junho de 2016. Há algum tempo dava sinais que não estava bem, até que há15 dias foi de vez.

Levei-o à loja, sabia que teria de ir para a marca.

Ontem, recebi uma sms para o levantar.

Fui informada que foram substituídos o software e a bateria, a custo zero.

Em casa, configurei o telemóvel, fiz o download de algumas aplicações necessárias. 

De repente, clico no ícone da máquina fotográfica e: " que é isto?!", comentei para o meu decote.

A imagem aparece invertida. Se mover o telemóvel na horizontal, fica direita. Mas com um senão: só funciona a selfie.

Se quero fotografar uma paisagem, ou qualquer outra coisa, não tenho o ícone para a fotografia normal.

Procurei no menu da máquina, nas definições do telemóvel, zero!

Por vezes receio mexer e desconfigurar alguma coisa. Pedi à S (os jovens que dominam muito bem os gadgets)  que desistiu, também, não encontrou nada.

Então, para tirar uma fotografia, só a mim mesma. Não sou narcisista, tiro algumas selfies, mas acompanhada, para ficarem para recordação. Prefiro fotografar objectos, paisagens, qualquer coisa que goste.

De manhã, no supermercado, as garrafas da água captaram a minha atenção, foi o suficiente para experimentar se conseguia a fotografia. Tive de pôr o aparelho na horizontal, segurei-o com a mão esquerda de  modo a não tapar a objectiva, acertei a posição e com a direita cliquei. Ficou inclinada, mas consegui.

Tentei tirar fotografias à página de um livro,mas sem sucesso. Torço-me toda para ver se consigo fcar a imagem (ahahaha), é um desespero acertar o "alvo".

E é isto! Vou de novo à loja entregar o telemóvel. Com certeza que vão enviar para a marca.

Logo na semana que vou a Fátima.

Sem máquina fotográfica, sem telemóvel. Estou feita.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

a parede de fundo

Maria Araújo, 08.09.16

 

Sem Título.png

 

Tudo começou num comentário que li e fiz ( sem querer ser cusca) nestas avenidas que percorro quase diariamente, e foi-me proposto, caso desejasse, um novo layout para este cantinho.

Confesso que canso-me do header que escolho, o cabeçalho, na nossa língua (não gosto desta palavra), mudava com frequência, até que encontrei uma imagem que preenchia minimamente o que queria, por cá ficou uns meses. 

Gosto de alguns templates do Sapo, também ia trocando, conforme as novidades que saíam, mas nada mais do que isto eu fazia.

Uma troca de e-mails entre as duas,  convicta que este trabalho ficaria lá para meados do outono, hoje, entro no blog, aprovo um comentário, entro na página do blog e "quê?!" . Pensei que havia-me enganado, não estava a perceber nada, até que vejo o header " Cantinho da Casa".

Sorri. Ri-me.
Imediatamente vou ao mail, começo a escrever um e-mail, ao mesmo tempo que olhava o blog.

Demorei tempo a redigir. A surpresa deixou-me sem palavras.

Depois, lembrei-me de espreitar o blog desta grande artista da imagem e sobretudo das palavras: a Gaffe.

Lá está o post que mostra o que me define. Mais surpresa fiquei com os detalhes que fez para construir a imagem.

A Gaffe conhece-me pelo que escrevo neste cantinho e pelos comentários que deixo nas suas avenidas. Sugeri que, quando estivesse pronta a fazer o layout, o fizesse com o que "sabe" de mim. 

E a surpresa foi esta:

"uma imagem sóbria, com uma cor e um travo vintage, subtis e quase frágeis";  " Não me podia esquecer que, nos cantos das salas, a presença dos gatos era essencial." ; " uma cottage vagamente vitoriana, uma maravilhosa ilustração pacífica, evocadora e sem réstia de ruído";  " Os gatos? " ; " estão presentes no tonto da imagem de perfil.".

Soberbo, Gaffe!
Continuo a não encontrar palavras.

Muito obrigada.