Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

cantinho da casa

cantinho da casa

coisas do fim de semana e de alguma má educação

Escrevi sobre o aumento no próximo ano, da mensalidade do ginásio, aqui, mas tenho mais para contar.

Na passada quinta-feira, feriado, fui a uma aula de Pilates à hora do almoço.Vou passar a ir a esta aula, uma vez que não tem muitas pessoas, gosto do professor que, antes da pandemia, dava aula com a bola de Pilates, que eu também  gostava por ser diferente.

Falei-lhe nisso antes de a aula começar, ele disse que era uma boa ideia, e uma vez que o material existe, está na altura de o usar, que ia falar com a CEO.

A aula começou, eu fiquei à frente na sala, ao meu lado direito uma mulher, que,ao lado do colchão tinha o telemóvel e as sapatilhas.

Um dado momento, reparei que ela não fazia os exercícios, permanecia sentada a teclar no telemóvel.O professor olhou para ela, que nem deu por nada, percebi que ele não estava a gostar da cena.

Uma dado momento, pousou o telemóvel, acompanhou-nos no exercício, mas imediatamente pegou nele e voltou a teclar.

Ela não se dava conta de que estava a desconcentrar-me, e quem estava do outro lado, e ao professor, em frente a ela.

O professor muda para outro o exercício, olha para ela, e, de repente, pôs as mãos nos olhos e comenta que não consegue concentrar-se. Volta a olhá-la, ri-se para nós, e mais uma vez, diz que precisa de se concentrar. Ela, de cabeça baixa, escrevia, e não o ouvia.

Ele não teve a coragem de a chamar à atenção. Ele tomou fôlego e começou o novo exercício.

Apeteceu-me dizer-lhe que saísse da aula e fosse teclar fora dali, mas não me cabia a mim fazer isso.

E pensava para mim que esta gente não enxerga, que é uma falta de respeito e de educação. 

Uns segundos depois, sem que desse por nada, ela pousou o telemóvel, olhou para o que o professor estava a fazer, retomou o exercício e até ao final da aula não pegou mais no telemóvel.

A aula acabou às 13:30h, o ginásio fecha às 14:00h, fui buscar as minhas coisas ao cacifo. Quase todas as pessoas estavam de banho tomado, e, de repente, quando saía, estava ela sentada no banco, super descansada, a teclar no telemóvel.

Isto faz-me lembrar que, um destes dias, a minha irmã contou-me que se esqueceu que o ginásio fecha às14:00h ao domingo e dias feriados, estava nas máquinas, tiveram de a chamar para sair  porque estava na hora de fechar. E eu, como é óbvio, "ralhei" com ela. Há anos que fecha a estas horas e ela comentou que não sabia?!

Procuro ir à hidroginástica ao Domingo, sobretudo se não tenho compromisso para ir tomar café, ou dar um salto à praia com a sobrinha, ou os meus irmãos, e/ou nos dias de chuva, como o de hoje.

Quando passei no chuveiro antes de entrar  na piscina, estava um senhor, que costuma fazer a aula, no jacuzzi a falar alto em tom de protesto.

Olhei para ele, que dizia: "eu não ando aqui a pagar para vir ao ginásio e a água da piscina estar fria".

Estavam pessoas na água, não tantas quantas nos outros domingos, e o homem continuava a protestar e dizia que não entrava naquela água.

A professora não era a mesma, mas conheço-a de substituir outros professores, estava de costas para a piscina a escolher a música para a aula.

Quando entrei na água: "Nossa Senhora! Que fria!"

Mas deixei-me ficar.

A professora começou a aula, ouvia-se o homem a falar com outras pessoas que provavelmente desistiram de fazer a aula. A música alta, mesmo assim não abafava a voz dele, que incomodava.

Eu comentava para a miúda que estava do meu lado esquerdo que era uma falta de educação estar a acontecera aula e ouvir-se a voz dele a resmungar.

A professora decide mudar a música para dar uma aula mais activa de modo a que não arrefecessemos.

Vinte minutos depois, ainda se ouvia o homem a falar.

Às tantas, a professora vai na direcção do jacuzzi, levou o dedo ao nariz para ele se calar.

Aproximou-se dele, teria dito que estava a incomodar, mas ele erguia o tom da voz.

Dentro da água, continuavamos o exercício, mas todos olhávamos para o lado do jaccuzzi.

A professora voltou para o seu lugar em frente a nós, e sem comentar nada continuou a aula.

O homem esteve dez minutos calado. Ouviu-se, de novo,a voz dele.

Passaram outros dez minutos, porque às onze horas, vimo-lo sair do jacuzzi, acompanhado de uma senhora, que seria a esposa.

Exceptuando a música, a professora, e nós, os vinte minutos que faltavam para terminar, correru bem.

Quando a aula acabou, a professora explicou que provavelmente teriam feito a limpeza dos filtros e a água arrefeceu.

Fosse ou não, para mim, foi que por ser domingo, e para pouparem no gás, teriam diminuído a temperatura e "esqueceram-se" que hoje havia aula.

Estava fria, sim. Custou-me um pouco a fazer a aula, mas quem estava na piscina não saiu antes dela terminar.

Fui ao cacifo buscar as toalhas e os produtos de banho, quando vou para uma das cabinas, suponho que há 30, para tomar o meu banho quente, e tem vindo a acontecer desde há quinze dias, ao Domingo ( os outros dias não sei porque faço as aulas e tomo banho em casa), os filtros de escoamento da água estão entupidos, os nossos pés nas havaianas ficam encharcados de água. E a juntar a espuma do champô, nenhuma delas escapa à água que se acumula e não vai para lado nenhum.

Ouvia-se as senhoras a protestar que nunca nada aconteceu igual, que não sabem porque ainda não está resolvido o problema, que só se preocupam em aumentar a mensalidade.

E eu acredito que o problema não será do ginásio, porque nunca aconteceu nada disto, talvez seja fora, nos tubos de saneamento, é a Agere que tem de tratar de ver onde está o problema.

Aconteceu, e acontece, várias vezes no ano, aqui na rua, alguém deve ter problemas de entupimento, vem o camião da Agere, os trabalhadores vêm às traseiras do meu prédio, abrem a tampa de saneamento e a longa mangueira é empurrada até ao lugar onde está o problema, e os jactos de água tratam do resto.

Perante estes acontecimentos do fim de semana, amanhã, depois de levar o menino ao colégio, tenciono passar no ginásio e contar o que se passou.

O senhor tinha razão, mas não tinha o direito de estar a incomodar o trabalho dos outros. Caladinho, no jacuzzi, que é bom e raramente consigo um lugar para mim, melhor usufruía dele.

 

"uma informação importante para si"

Ontem, fui ao ginásio, lembrei-me que desde a pandemia, altura em que os ginásiso fecharam, que aceitei ter uma redução na mensalidade para "ajudar" na que foi a crise de 2020 a 2022.

Penso que, no ano passado, tive um acerto, estou a pagar o que pagava antes da pandemia.

Mas ontem, dia 1 de Dezembro, lembrei-me que estaria a chegar um e-mail que "falasse" de aumentos para Janeiro de 2023.

E hoje, recebi-o.

Um texto muito tocante à compreensão, como elas tão bem sabem escrever, da situação que as empresas vivem com o aumento do gás e da energia..

Li com atenção.

Mas achei que devia dar uma resposta, ou antes, desabafar com eles o que tem sido a minha frequência  e uso das instalações no que à poupança diz respeito.

E o aumento é grande, pelo menos para mim.

Desfruto do parque, que pago anualmente.

Levo as minhas toalhas.

É que o que poupo aqui em casa, poupo no ginásio.

Foi uma informção importante para mim,mas que já previa.

Aceitei o aumento. 

Até quando? Não sei.

Não está fácil para ninguém. 

 

 

 

coisas deste dia de feriado

Fiquei de manhã com o sobrinho neto enquanto a mãe foi com o grupo do ginásio fazer umas actividades no parque da Rodovia

Tinha aula de Aerial Training, no ginásio, quando cheguei lá estava em cima da hora, e a aula já tinha começado. Mesmo assim, quando pensei que ainda poderia entrar, vi que os hammocks estavam todos ocupados, o que significa que a professora teria pensado que alguém não ia e permitira que outra pessoa ocupasse o lugar.

Tentei ir a uma aula de Total Condicinamento, não havia vagas.

Já que estava no ginásio, fui fazer o que não faço desde 2020: 35 minutos de tapete.

Saí do ginásio, vim fazer o almoço, assei castanhas sem ligar o forno e segui esta ideia. Algumas queimaram, sinal que da próxima vez tenho de usar a chama mais baixa logo no início do processo.

Estive uns quantos minutos ao telefone com a mana, a combinar o almoço de domingo, em sua casa, com uma parte da família.

Quando tive covid, há duas semanas, tirei as cortinas da sala e lavei-as. São seis, e pesadas. Elas são muito compridas, a gata sentava-se em cima delas, decidi cortá-las.

Mede aqui,mede ali, corta , alinhava, faz a bainha...e as dores nas costas também dão sinal.

Quatro estão nos seus lugares, faltam duas, ainda vai ser trabalho para hoje.

Entretanto, e depois de várias simulações na DECO, na ERSE e outros,decidi definitivamente tomar uma posição.

Fiz uma simulação aqui, vem na factura da EDP em "outras informações",isto:  " Para informações sobre ofertas de energia elétrica ou de gás natural, consulte o portal Poupa Energia da ADENE - Agência para a Energia em https://poupaenergia.pt, o simulador de preços de energia da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) em https://simulador.precos.erse.pt/ e o simulador de rotulagem de energia elétricada ERSE em https://simulador.rotulagem.erse.pt "

fui para esta última, poucos minutos depois recebi uma chamada.

A conversa do senhor indicava-me uma proposta para um fornecedor do mercado  liberalizado, com bons descontos,para gás e electricidade.

Confusa que estava, respondi que ia pensar.

Ficou de me ligar nesse mesmo dia, ao final da tarde, mas eu tive que sair, não  estive em casa até à horta de jantar.

Uma vez que online já há registo para o mercado regulado, e ouvindo este senhor, que tem feito muitos esclarecimentos no Instagram,  quando li num comentário que fez no seu blog que no mercado regularizado o preço é igual em todos os fornecedores, há pouco, entrei num deles, e fiz o registo.

Entretanto, este mês, já estou / estamos a pagar mais na EDP.

 

 

 

 

 

 

tenciono regressar às caminhadas

screen.jpg

Não me lembro de em 2021 ter caminhado pelos arredores da cidade. Nem ter feito o percurso a pé até ao Bom Jesus.

Fui, sim, ao Bom Jesus, deixei o carro estacionado no parque, subi os escadórios, fiz o meu passeio por todo o espaço e desci no funicular ( é da praxe descer por este meio).

Tenho vontade de fazer este percurso mas sinto que as pandemias tirararam-me a força nas pernas.  E o tempo tem estado a favor para as caminhadas.

Esta semana tem sido para desfrutar do ginásio, a sobrinha tem levado o filho ao colégio, ontem, o dia que não costumo ir ao ginásio, decidi meter pernas ao caminho e fazer o percurso que fazia aos domingos e às vezes, à semana.

Geralmente, ao domingo, se não vou hidroginástica, vou tomar tomar café à Brasileira com os meus irmãos e as sobrinhas, o que também contribuiram para que eu deixasse as caminhadas de domingo..

Pela primeira vez  entrei no supermercado Aldi, dei uma volta pelas prateleiras.Saí. Não me convenceu.

Constatei que Lamaçães tem mais betão. Aumentou o número de cidadãos, não faltam prédios a construir-se. junto ao ginásio, dois dos cinco que estão a ser construídos estão quase prontos. E foram tirar muita luz às vivendas que lá estão há alguns anos.

Sem Título.jpg

Passei no Lidl, queria entrar para comprar gel para as mãos, mas recebi uma chamada da Sofia ( sobrinha), queria o meu carro mas não tinha chave da garagem ( esqueci que mudara a fechadura e não me lembrei de lhe dar uma ). Pedi que esperasse um pouco, estava longe de casa, pelo que não entrei no Lidl.

Demorei cerca de trinta minutos a chegar a casa. Não apressei o passo, a Sofia também podia esperar.

Estava sentada nas escadas do prédio, eu disse que ia subir e voltava com a chave.

Quando desci, fez-se luz nesta cabeça.

Se ela tem a chave da minha casa e foi buscar a do carro, lembrei-me que num armário onde  coloco a chave do carro tem um porta-chaves com duas chaves da garagem. E eu esqueci de lhe dizer, lembrei-me quando peguei nelas. Pobre Sofia!

Pedi que tirasse uma para o seu porta-chaves.

Entretanto, à tarde, tinha de ir buscar o sobrinho neto ao colégio e levá-lo à natação.

O percurso para a piscina tem bastante trânsito, mas desde a semana passada constato que há poucos veículos a circularem, quer a ida, quer a volta, têm sido rápidas.

A aula do miúdo começou mais cedo, há muitas crianças que estão a faltar, saímos mais cedo, também.

Dar banho ao miúdo depois da natação, e vesti-lo, saio sempre a transpirar, quando cheguei a casa, fui tomar um duche.

Hoje, com a empregada em casa, precisava de passar algumas peças a ferro para arrumar a tábua.

Fiz o jantar, lavei a louça, sentei-me no sofá para ver o programa especial do Ricardo Araújo Pereira.

Os anúncios foram muitos, contra o habitual.

Passeei pelo canais e descobri por que estava demorado o programa: o Benfica e o Boavista iam a penalties para um destes se apurar para a final da taça da liga ( durante uns anos era em Braga, passou  para Leiria).

E o Benfica ganhou.

Mal entrou o último golo, passei para a SIC e apareceu RAP de costas para o público.

E comentei para o meu decote: "a SIC atrasou o programa para ele ver os penalties". 

Eu sentia-me muito cansada.

Vi a primeira parte, veio o intervalo.Sabia que a segunda parte era com aquela mulher, que não fixei o nome,  do PAN, e que o meu irmão não suporta.

Só sei que adormeci.Quando acordei tinha o programa acabado, isto é não vi a segunda parte.

Mudei para a RTP2, vi a série "Wakefield", que já ia a meio.

Quando acabou, acho que adormeci de novo, acordei para ver a novela Bom Sucesso, que passa à meia-noite.

Fui dormir, tinha ginásio as 9h30, mas acordei antes das sete e não consegui adormecer.

Hoje, apesar do cansaço, a aula de Pilates, deixou-me muito bem.

Decidi que vou voltar às caminhadas  pelos arredores,  e preparar as pernas para que, na primavera, esteja em forma para fazer o percurso até ao Bom Jesus.

No balneário, duas senhoras falavam da aula de Zumba, que durante a pandemia deixara de fazer parte do  calendário, e pensei tentar experimentar uma aula. Há oito ou nove anos que não faço Zumba.

AntiGravity, que esteve dois anos parado, voltou, não como aula de grupo mas como curso, isto é, paga-se uma mensalidade. 

Agora, também há Pilates com aparelhos. Quer este, quer Antigravity são pagos à parte. Se quiser frequentar uma destas modalidades, a minha mensalidade rondará os cem euros, e eu não sou rica. Mas adorava os dois.

Sei que muitos sócios saíram  devido à pandemia e procuraram Personal Trainers que trabalham por conta própria, a mensalidade é mais baixa. Desta forma, o ginásio tem que ir buscar dinheiro a algum lado.

Mas já pensei negociar a mensalidade e um dos cursos.

Também estou à espera de receber informações de uma parceria da ADSE com o ginásio. Se valer a pena, e se tiver horário, vou alinhar.

Fevereiro está a chegar e eu preciso de exercício físico fora de casa.

Por mais cansada que fique à noite,no dia seguinte estou pronta para o meu dia.

 

 

 

 

 

 

sobre a gasolina

ao preço que a gasolina está, e a continuar a subir, comentei com a minha irmã que nos dias de sol vou passar a ir para o ginásio de autocarro.

tenho um ginásio aqui perto, pensei mudar,  mas eu gosto de mais do HP: gente simpática, boas instalações, o bar para me entreter a navegar na internet enquanto tomo o café.

as paragens dos autocarros ficam a 100m  de casa.

um deles pára junto do ginásio, o outro obriga-me a subir uma rua com inclinação acentuada, mas nada que as minhas pernas não consigam.

pois então, vou comprar uma série de títulos de transporte.

não vai há muitos meses que atestava 35 euros, dava-me para quase todo o mês. usava, e uso, o carro para ir ao ginásio e levar, ou buscar, o menino ao colégio, e à natação, nos arredores a cerca de 5km 

agora, gasto o dobro a fazer as mesma coisas.

hoje,fui a pé buscar o menino.

 

 

 

 

 

o fim das restrições

pilates-em-grupo.jpg

recebi o e-mail do ginásio a informar o fim das restrições:

 
"De acordo com novas medidas anunciadas pelo Governo, a partir de hoje, já nos é possível retomar a capacidade de ocupação de todas as áreas do clube (ginásios, estúdio e piscina), respeitando sempre o distanciamento de segurança previsto nas recomendações da DGS. Este retorno à normalidade permite-nos voltar a acomodar todos os sócios com a qualidade e segurança com que sempre nos comprometemos.
Reforçamos que nas zonas de circulação do clube continua a ser obrigatório o uso de máscara, e que para a sua maior comodidade, deve continuar a efetuar a marcação, de qualquer atividade (aulas, piscina, ginásio, entre outros), na aplicação.

Este é mais um passo em frente para regressarmos à normalidade pré-pandemia, mantendo os padrões de excelência do ..."
 
Esta semana não fui às aulas, mas verifiquei, na semana passada, que o estúdio tinha mais pessoas. 
Amanhã, com certeza, voltará a ter o número limite.
Não vou gostar disto.
E continuarei a usar a máscara.
 
 
 
 

fiz uma aula de pilates com aparelhos

Fiz uma reserva para uma aula de Pilates, para ontem à tarde.

Quando cheguei, o ginásio estava praticamente vazio.

Pensei nas férias, embora nesta quinzena  sempre visse as máquinas de cárdio ocupadas.

Todos os ginásios enviaram para os seus sócios as novas regras para frequentar o espaço para as aulas de grupo e dentro do ginásio, sabendo eu que poderá haver aulas fora, para quem não tem os certificados de teste ou de vacina.

Na repepção, mostrei o meu certificado digital de vacinação completa, pelo que já ficou lá "guardado", não preciso de o mostrar sempre que vou fazer as aulas.

Ora, percebi que era a única pessoa para a aula de Pilates, disse à professora que por mim não precisava de dar a aula, embora ela tivesse dito que tenho direito à aula, que a dava.

Insisti que eu poderia fazer outra coisa qualquer ( mas estava sem sapatilhas), lembrou-se do estúdio mais pequeno onde poderíamos ir as duas.

Antes, foi pedir autorização, descemos  para o estúdio onde se vêem as novas máquinas de Pilates, que já tinham captado a minha atenção e vontade de saber como vão funcionar estas aulas.

A professora disse-me que ia fazer de mim cobaia, se eu não me importasse,aproveitava para experimentar alguns desses aparelhos.

Óbvio que fiquei contente e curiosa, disse que sim, que até gostaria de experimentar, seria um privilégio para mim servir de cobaia.

Comentei que há muito tempo que não fazíamos a aula com a bola suíça, ao que ela foi buscar duas, e trouxe também duas faixas, por onde começamos o aquecimento.

Quando passei para o Reformer ( é este o seu nome), fiz vários exercícios de pernas e braços, que adorei.

A sensação que tive era de que o carrinho me ia tirar a estabilidade e não conseguiria controlá-lo.  Tudo foi feito com calma,  cuidado e controlo, acho que fiquei fã.

A professora ia monotorizando e corrigindo as posições do corpo, perguntava-me se estava a sentir dor ou se era demasido intenso.

Mas eu estava bem e a gostar muito.

Passamos depois para o barril escada (barrel ladder).

Ela exemplificou como deveria fazer, explicou-me os benefícios deste aparelho para a coluna vertebral, sobretudo lombar, que podia sentir algum desconforto na primeira vez, mas com o hábito sentiria um grande alívio.

Custou-me um pouco estar com a cabeça para baixo, mas quando me ergui e saí do aparelho, senti um bom alívio  na lombar.

Confesso que gostei muito de ter sido a primeira sócia a experimentar estes dois aparelhos (bendita a hora que ninguém apareceu para a aula de Pilates)  porque há mais aparelhos para explorar.

E acho que vou aderir a esta nova experiência, que não  vai fazer parte do programa geral de aulas, pois serão aulas à parte para douco mais de três ou quatro pessoas.

Não sei qual vai ser o custo mensal, mas acho que vou ser uma das que não vai deixar de lado esta modalidade fantástica, que eu muito cobiço nesta página do instagram.

Que venha Setembro.

ladder-barrel-624x416.jpg

imagem daqui.

 

7d3c322091b213f3a988810b386bd632.jpg

 

imagem daqui

 

 

resolver percalços

images.jpg

 

Habituei-me a usar as máscaras FFP2, mas tenho sempre uma máscara cirúrgica na carteira.

Faço as minhas aulas com máscara (sou a excepção), tenho uma a mais na mala que levo para o ginásio.

Já aconteceu rebentar o elástico, felizmente, só aconteceu em casa, quando a colocava.

O caso é que tem acontecido com os outros, até com pessoas que não conheço de lado nenhum.Já resolvi a situação umas quantas vezes.

Estava na recepção do ginásio para dar entrada, quando percebi que um professor perguntou qualquer coisa à menina que estava ao balcão.

Ela entrou no gabinete de trabalho, saiu e disse que não tinham.

O professor dirigiu-se à porta de entrada, reparei que estava um pai com duas crianças que iam para a aula de natação.

O pai não podia entrar porque esquecera-se da máscara.

Intervim, disse à menina que  tinha uma, que a cedia ao senhor.

Ela chamou o professor, mas entretanto, dirigi-me a ele,  ofereci  ao pai das crianças.

Ficou muito grato.

Aquela máscara era para substituir, depois da aula, a que levava. Ainda comentei com a menina que se a minha rebentasse não tinha outra para usar, embora seja cuidadosa a tirar, precisamente para que o elástico não rebente.

E comentei que seria útil haver máscaras para vender aos sócios no caso de acontecerem percalços destes.

Ela concordou comigo.