Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

As malas das mulheres

Maria Araújo, 21.05.13

Li esta notícia aqui e confesso que estou inteiramente de acordo com o escrito.

A maioria das mulheres, e eu sou um exemplo, mete tudo o que é possível na mala (chaves, lenços, estojo de maquilhagem (não uso), telemóvel, baton , enfim, uma panóplia de objetos que nos fazem falta, ?????).

Mudamos de carteira quase diariamente, de acordo com o vestuárioa que usamos no dia a dia.

Vamos ao supermercado, pousamos a carteira no balcão ( a maioria das vezes sujo) da caixa registadora, numa casa de banho pública, e aqui eu passo-me dos carretos quando procuro o gancho para pendurar a carteira e este não existe. Odeio pô-las no chão. Por mais limpo que este esteja, só de imaginar o número de mulheres que por lá passa, já me faz nojo. Então, penduro-a (quando não cai ao chão) na maçaneta da porta ou, se conseguir, encaixo-a no porta rolos.

(Quando alguém da família e ou amiga vem cá a casa, entra e põe a mala no chão, vou imediatamente pegá-la e colocá-la num dos móveis do closet, ou pendurá-la numa cadeira).

Com todos os cuidados que tenho, mesmo assim,  imagino a quantidade de germes que invade as minhas malas.

Vezes sem conta me apeteceu metê-las numa bacia com água e detergente. O problema é o material que as compõe (as toalhitas para as mãos, não sei se irão manchá-las...).

As sugestões são boas, pois então, mas levar a maquilhagem e/ou creme das mãos para o trabalho  ou uma saída à noite, não faz parte dos meus hábitos.

O que faço é em casa, não quero tralha lá dentro. Já basta as chaves do carro, de casa, e o telemóvel para se perderem no seu interior, e o meu desespero quando " não os apanho" nas horas em que tenho mais pressa. Fico danada, bolas!

Mas é tudo uma questão de hábito, em prol da saúde da mulher.