Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

andei pelo Porto

Maria Araújo, 27.08.16

e ...

DSC01886.JPG

DSC01885.JPG

DSC01889.JPG

DSC01891.JPG

DSC01896.JPG

fotografei uma despedida de solteiro de um Espanhol

DSC01899 (2).JPG

DSC01898.JPG

DSC01905.JPG

DSC01908.JPG

 

 

Com vontade de comer um gelado Santini, quando cheguei e vi a longa fila e as mesas ocupadas pelas famílias que, sentadas, aguardavam que um dos membros trouxesse os gelados, o desejo foi-se só de pensar que teria de comer o gelado na rua. 

DSC01912.JPG

DSC01913.JPG

DSC01918.JPG

 procurei o lugar de onde vinha a música, passei no largo das Cardosas

DSC01920.JPG

DSC01921.JPG

Na gare de São Bento a tartaruga "alertava" os transeuntes que entravam e saíam da estação para o grave problema dos sacos de plástico que são lançados no mar. Ela confunde com as medusas, o seu alimento principal, come-os e morrem asfixiadas. 

DSC01926.JPG

hora de regressar a casa.

DSC01927.JPG

 

 

O gelado de morango

Maria Araújo, 12.05.15

que acabei de fazer, receita da querida blogger avidaemazulcueca, deu duas caixas de gelado.

Ai, que me lambuzei com o que ficou na taça!

Entretanto, deixo uma fotografia da massa.

Se queres ver a receita, clica no link, ali na barra lateral. Vais ver que é fácil e rápido.

E não te esqueças de rapar o resto da massa. É bom demais!

 

gelado.jpg

 

 

 

Veio o sol

Maria Araújo, 24.01.15

e a vontade de sair estrada fora e passear pela praia.

Aproveitei para comprar peixe fresco (pescada, lulas, perca e salmão)  e fruta em Apúlia, passar por Ofir (há um ano que lá não ia), seguir depois para Esposende.

Cheguei a Ofir e apeteceu-me um gelado Magnum e comi pela primeira vez um Double Caramel, que me soube pela vida.Fui passear pela praia,  o mar estava com um azul lindíssimo, vento fresco, mas nada que impedisse o meu passeio.

Lamentavelmente, de ano para ano, a praia minga.

Fui até ao extremo onde o mar chega às pedras ali colocadas para protegerem as dunas e as vivendas.

Quando vi as horas (decidi deixar a visita a Esposende para outro dia) pouco faltava para o pôr-do-sol e sentei-me a apreciar os pescadores, as pessoas que passeavam, o fim do dia calmo e com cheiro a maresia.

Já vos disse que tenho imenso prazer em desfrutar dias como este?

24 jan 002.JPG

24 jan 007.JPG

 

24 jan 012.JPG

24 jan 015.JPG

24 jan 017.JPG

24 jan 025.JPG

24 jan 057.JPG

24 jan 068.JPG

24 jan 071.JPG

24 jan 072.JPG

24 jan 073.JPG

 

You can leave your hat on

Maria Araújo, 17.03.13

13:30h, o sol estava a convidar-me a pegar no carro e rumar até à praia.

Dito e feito.

Almocei, peguei num livro, meti pela estrada nacional em direção a Esposende.

Vento de norte e frio, mas na esplanada o café soube-me muito bem.

Um pouco de sol, e fui à praia.

Não se aguentava o vento, tirei a ideia de caminhar pela beira mar.

Segui o caminho do paredão coberto de areia que o vento e o mar trouxeram cá para cima, "desaguei" por entre as vivendas, voltei ao carro e fui na direção do rio onde poderia estacionar e ler tranquilamente o livro que levei.

O trânsito na marginal era intenso. As pessoas estavam ávidas de sol. Todas tiveram a mesma necessidade de absorver a energia que este nos dá, ainda de borla.

Apetecia-me sentir o vento bater-me no rosto. Estacionei num parque em frente ao rio, saí e fui dar um passeio.

Voltei ao carro, liguei o rádio e deixei-me conduzir pela leitura.

Uma hora depois, senti algum sono. Resolvi regressar a casa.

Apetecia-me um gelado Magnum Olá. Teria de voltar para trás mas a fila de carros era grande não se justificava o tempo que perderia. Se encontrasse algum café aberto, junto à estrada, compraria.

Aumento um pouco o volume do rádio, sempre na RFM. De repente, começa a música que desperta a minha sonolência. Aumento ainda mais o volume (sim, porque esta música deve ser escutada com o som bem alto, eheheheh!) rio-me para o meu decote, lembro-me do filme, oh,que filme! trauteio o refrão: "You can leave your hat on, you can leave your hat on...",  e sigo estrada fora até casa, sem ter parado para comprar o gelado, que me ficou no pensamento.