Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

uma foto # 27

Maria Araújo, 07.07.19

1562490341503.jpg

Enquanto esperava a consulta para a minha gata ( ficou internada, está a soro, e vai fazer exames)  este Cantinho dos Gatos chamou-me a atenção.

Fui espreitar.

Servimo-nos de café, ou rebuçados, o valor que quisermos deixar é para apoiar uma associação de animais de Braga.

Àquela hora ainda não tinha tomado café,  estava a fazer-me falta o da tarde, só tinha 20€  na carteira, não tomei.

Quando for buscar a Kat, servir-me-ei de um miminho e deixarei a minha contribuição.

 

tive de me deitar

Maria Araújo, 11.05.18

ir duas vezes a Lisboa em sete dias, embora os dois dias desta semana aproveitasse para passear enquanto o bebé estava no colégio e a mãe a trabalhar, foram tão cansativos, que hoje não tinha forças para nada. Depois do almoço, deitei-me no sofá (coisa muito rara) não conseguia estar quieta, estava com frio. Fui buscar uma manta, voltei para o sofá e adormeci.

Recuperada do cansaço, estou com outra disposição, quero dar o prazer à Marta de marcar a minha presença  neste evento.

CartazFNAC-696x452.png

 

fui à clínica veterinária

Maria Araújo, 21.04.18

levar os cinco gatinhos e a gata mãe, não só para saber o sexo deles mas também porque queria ter a certeza de que todos estão bem.

Quando chegaram à clínica, a gata que estava assustada, mas nunca fizera qualquer gesto de agressão, fizera xixi durante a pequena viagem de carro. Os gatinhos miavam. Mal abrimos a transportadora, a enfermeira foi buscar uma toalha para limpá-los, e à gata. Sem nunca reclamar, a gata deixou fazer tudo. Que maravilha! Fosse a minha gata como esta!

O staff ficou encantado com eles.

Foram todos desparasitados, a mãe gata não miou uma única vez, deixou fazer tudo aos filhotes e a ela.

A minha sobrinha comentou que a gata está mais magra, a veterinária confirmou, embora ela coma bem, mas levamos oito embalagens de comida húmida, que à experiência foi dado um pedaço, a gata adorou, para comer todos os dias enquanto der de mamar aos filhotes, alternando com a ração. 

Todos estão muito bem. Os gatinhos pretos são mais magros que os beges, há um que passa por cima dos outros e quer mamar.

A Kim, a cadela das minhas sobrinhas, adora os gatinhos e se se aproxima um pouco mais de um dos gatinhos beges, este levanta as patinhas e bufa para ela, que fica assustada e foge.

A gata mãe ainda não tem nome, vai ser esterilizada logo que os gatinhos comerem ração e ficará em casa delas, pois está visto que a Kim entende-se muito bem com ela.

Adora a nossa companhia, se estiver deitada com os filhotes bem aconchegados a si, mal nos vê entrar, levanta-se e vai comer. É um amor, não reclama nada.

Dentro de quinze dias, voltamos à clínica para mais uma desparasitação de todos, e se os gatinhos tiverem deixado de mamar, estarão em condições de viajar para viverem as suas vidas felizes com as novas famílias.

Os cinco gatinhos são maioritariamente "meninas". Os dois pretos são macho e fêmea, dos três beges, dois são fêmeas e um macho.

Espero muito em breve levá-los aos seus novos donos.

Aqui estão fotografias e o vídeo, na clínica veterinária.

 

IMG_20180421_114218.jpg

IMG_20180421_113928.jpg

 

 

l

 

 

os gatos do Rui

Maria Araújo, 20.04.18

Há uns dias que tenciono publicar uma fotografia do meu amigo blogger, o mentor dos nossos encontros de blogs, um senhor, uma jóia rara nos dias que correm, que no início do mês foi viajar por Marrocos.

Publicando as várias etapas da viagem e dos lugares por onde andou, inclusive, dormir numa grande tenda no deserto ( que maravilha!), as fotografias mostram a beleza deste país de contrastes e cor, pedi autorização para trazer comigo uma das fotografias pela  ternura que senti nesta "família" de felinos que observam  os espécimes pendurados e com certeza, à espera do que podia surgir do outro lado...

1982341_10216061190831670_1005457464419538940_n.jp

É ou não e uma ternura?

Eu tenho uma gata, não fico insensível à expressão dela quando me vê comer e espera que eu lhe dê uma migalha que seja do meu prato.

Óbvio que não lhe dou do que como, mas dou-lhe um miminho: um pouco da sua racção.

Rui, das belas fotografias que tens na tua fonte, eu gostei demais desta,  tinha de a publicar neste meu cantinho.

 

 

 

 

quem deseja, tem

Maria Araújo, 11.04.18

 

IMG-20180410-WA0009.jpg

 

Uma gata de rua circulava pelo bairro de vivendas onde todos os residentes têm cães. E as minhas sobrinhas tinham duas cadelinhas, mãe e filha, a mãe morreu vai para dois anos, ficou a Kim.

Os gatos andam pela zona,  os moradores não os querem dentro de casa mas vão alimentando dois gatos que por lá andam, deixando a ração num canto do jardim.

A gata procura comida ma casa das minhas sobrinhas, o meu cunhado alimenta-a.

Se a Kim implica com o Scott, o cão que de quando em vez vem com os donos passar uns dias de férias ou o fim-de-semana, que faria se um dos gatos entrasse em casa.

A família combinou colaborar com uma verba e levar a gata ao veterinário para esterizá-la, ofereci-me para isso, mas havia um problema. Se a gata é de rua, se marcasse com o veterinário um dia e uma hora, seria difícil apanhá-la, a não ser que a fechassemos em algum lado. 

E os dias passaram, "a gata está mais gorda", dizia o meu cunhado, ninguém percebeu que estava prenha.

Ora no passado dia 2, passei na casa das minhas sobrinhas para me despedir do meu sobrinho neto, sai da cave da casa o meu sobrinho e diz que a gata tinha acabado de ter três gatinhos.

Fui espreitar, lá estava ela a limpar o último que nascera. Não ficou por aí, teve mais dois gatinhos.

Ora com cinco gatos, a ideia de esterilizar a gata não foi posta de parte, aguardamos mais um tempo, tratar de dar os gatinhos era  nossa prioridade.

No Clube de Gatos do Sapo, publiquei um post com um vídeo, "quiçá", pensei, "alguém queira adoptar um".

E não é que tive um comentário? De imediato contactei a blogger.

Dois dias depois, leio  este post.

Troca de e-mails constantes, toma uma decisão: quer dois gatinhos.

Sempre a pô-la a par do estado dos gatinhos, envio as lindas fotografias dos seus bebés escolhidos, um macho e uma fêmea.

E porque a distância não é problema, dentro de três semanas, se estes pequenotes estiverem prontos para viver sem a mãe, viajarão uns quantos quilómetros para serem acolhidos e bem cuidados pela nova e simpática família.

Falta encontrar um, dois, três famílias ou donos para os outros gatinhos.

E, como já referi, a distância não é problema. Se um de vós, que lê este post, estiver interessado em adoptar um, ou dois, ou os três gatinhos, contacte-me, por favor. 

goingnuts desejou ter um gato, gostou demais deles que, em família e a três, decidiram ficar com dois.

Por que quem deseja, tem.

 

IMG-20180410-WA0004.jpg

IMG-20180410-WA0006.jpg

IMG-20180410-WA0005.jpg

IMG-20180410-WA0008.jpg

IMG-20180410-WA0015.jpg