Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

cantinho da casa

cantinho da casa

do Natal

A chuva veio em força, finalmente, embora a dispense porque entrar no carro, e sair,  com o sobrinho neto, que tem natação, vai ser uma ginástica do caraças.

Este ano, comprei uma árvore grande, a outra já tinha muitos anos, era pequena,e a família dizia que estava na altura de comprar uma grande, por isso, foi feita no dia um.

As  poucas decorações que fiz, estão prontas, mas gosto de ter uma vela grande, com três pavios, e ainda não as vi.

Tudo o que tinha de pendurar foi posto na árvore, fica uma foto dela.

A Kat anda de volta dela, e adora roer as pontas.

Quando tal, vai dar-lhe uma desenteria.

IMG_20211207_155238.jpg

 

 

 

 

 

vento frio de março

de manhã, saí para ir à peixaria e à frutaria, estava um sol quentinho.

combinei um passeio higiénico, aqui pelo quarteirão, ao final da tarde, mas está um vento frio!

a temperatura, a esta hora, é de 9º.

de tarde, queria sentar-me ao sol na minha sala, mas a gata ocupava  a minha cadeira  junto ao computador.

passei-a para o lugar dela, puxei outra cadeira para o meu lugar, escovei-a para tirar o pêlo.

não é que ela salta para esta?

será que ela quer computar?

voltei a pô-la no lugar, ralhei com ela, e ficou.

gata.jpg

ffffff!

quando o sobrinho neto vem cá para casa, a primeira coisa que faz, quando entra, é procurar a gata.

normalmente está no sofá da sala, mas há vezes que vai para o cesto, na marquise, outras no quentinho do edredom da minha cama.

a minha gata pressente quando ele vem para cá, vê-me preparar os brinquedos que tenho. quando ele entra, foge da sala para o cesto.

a gata detesta pessoas cá em casa, ocupam o seu território, quando vê alguém bufa.

o miúdo tinha algum receio dela, mas com o tempo ele foi-se aproximando dela. e ela  foge.

ele aprendeu a fazer o gesto e o som dos gatos quando bufam. e se antes era a gata que bufava, de há algum tempo para cá, é o contrário. vai à procura dela, vê-a e levantando as duas mãos faz  "ffff!" .

e dá-me uma vontade de rir vê-lo  fazer o gesto ao mesmo tempo do som.

a manhã de hoje foi andar atrás da gata. uma dada altura, ela arriscou,saltou do cesto e aproximou-se dele .

e ele quase lhe fez festas, mas eu  evitei. é que a minha gata é desconfiada e para se defender levanta logo a pata para arranhar( faz isto comigo).

mas ele, que gosta de desafios, continuou a aproximar-se dela, até que uma dada altura, ela estava na varanda, o miúdo espreita pela porta, vinha ela para lhe lançar as garras.

eu agi de imediato.

Sem Título.jpg

tudo isto para dizer que adoro, mas adoro mesmo, vê-lo provocar a gata  fazendo  "ffff!" e levantando as mãozinhas.

até que consegui uma fotografia.

IMG_20210219_100135.jpg

 

do confinamento

quando tivemos de confinar, em Março do ano passado ( depressa passa o tempo) , não me apeteceu fazer da minha casa o ginásio,estive um mês para me decidir que, depois de tomar o pequeno almoço, era o momento de vestir  as leggins, o top, pegar no "colchão" e na toalha, procurar vídeos no computador, ou telemóvel, e "vamos lá, Maria, mexer o corpinho".

Esta pandemia está a custar a entranhar, embora estivesse à vista de que iria acontecer após o Natal, estou sem vontade de mexer o corpo. Em contra partida, tenho lido mais.

Nestes  dias de confinamento,  saí ontem para ir à padaria, ao mini mercado e à peixaria (abasteci a arca frigorífica de peixe),  preciso de ir ao talho, mas não há pressa, sexta-feira irei, tenho que comer para muitos dias.

Mas tenho dormido menos, fico com o corpo dorido de dar voltas na cama, acordo de repente,  ainda é noite, penso na merda do coronavírus, faço promessas a mim mesma " começo hoje a minha ginástica", sento-me em frente ao computador a ler o que quero, a saltar o que não me agrada, evito a televisão, estou decidida a não ver notícias, procuro ler na internet.

À noite, tenho acompanhado os encontro no Instagram do Bruno Nogueira  " Como É que o Bicho Mexe", tem sido muito interessante ouvir os intervenientes, ontem com a intervenção deste médico, que eu admiro.

A minha gata acordou-me de madrugada, mia, não me deixaou em paz,  levantei-me seis vezes para ver o que tinha ou queria,  não consegui sossegá-la.

Por volta das nove horas, consegui dormir meia hora. Quando me levantei, começaram os mios, dei-lhe comida húmida, sossegou um pouco.

Acho que com o barulho da chuva fica perturbada.

A meio da manhã, entrou no meu quarto, meteu-se debaixo do edredão, deixei-a ficar.

Decidi participar no desafio da cor, da blogger Fátima,  tinha feito um texto,ontem, pensando que o tinha guardado, à noite,depois do jantar, fui procurá-lo na pasta que abri para este fim, e não apareceu. Acho cliquei em não guardar, agora tenho de fazer outro e não estou nada inspirada.

Também não sei o que se passa, se é o meu pc, se é do Sapo, não consigo gravar em rascunho o que escrevo.

À cautela, guardo no word.

uma bela surpresa

na hora de fazer o almoço, ouvia um ruído pela  casa, estava eu no pc,  chamava a minha gata e perguntava: " Kat o que estás a fazer?"

mas  não saí da cadeira  para ver o que se passava

quando vou para a cozinha, vejo flores secas espalhadas pelo chão e perguntei: "Kat,o que fizeste?!"

algo passa à minha frente... 

e foi um problema para pegar nele.

mas consegui depois de alguma persistência

e saiu pela janela,  em liberdade

espero que seja bom prenúncio

seria um Chapim-real?

as fotos e o vídeo

IMG_20200402_135225.jpg

IMG_20200402_135642.jpg

IMG_20200402_141829.jpg

 

 

O feriado

de hoje, dia cinzento, com chuviscos, a recuperar do molho,  estou melhor, hoje,  fartei-me de dormir, não saí de casa, nada fiz de produtivo.

E por incrível que pareça, não sei se "anestesiei" a minha gata que, desde a hora do almoço, está deitada no sofá do  escritório.  

E ontem, no final da tarde, dormitava eu  no sofá da sala, ouvi um ressonar.

Levanto a cabeça, estava ela assim...

IMG_20180530_182722.jpg

 

 

 

 

hora de inverno?

não existe para a minha gata, Kat.

Hoje, às 5:30 h já estava a chatear- me para levantar- me e dar- lhe de comer.

A hora mudou, acordou-me uma hora mais cedo, o que já esperava.

Não me levantei. E ela miava baixinho, passava as patas no meu cabelo. E eu dizia-lhe: " não ,Kat, não é hora".

Às 6:45 h, fui dar-lhe de comer.

Depois de comer, ela sossega e vai dormir. Eu é que não adormeço.

Supostamente, hoje, dormimos mais uma hora.

Eu não! Não consegui adormercer.

Os animais educam-se. Mais dois dias e ela volta ao ritmo.

 

IMG_20161027_235232.jpg

 

 

depois

Bom-descanso-gente.jpg

 

 

de uma sexta-feira e sábado muito intensos em trabalho e festas, ontem, cheguei a casa e deitei-me no sofá. A gata deitou-se em cima das pernas e eu nem quis saber, queria dormir.

À noite, enquanto via o filme indiano que passava na RTP1, depois fui para a RTP2, passava roupa a ferro.

Mas vem em aí mais trabalho... e já me sinto rota.