Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

Dúvida

15.02.09, Maria Araújo
Hoje saí para tomar o meu café. Encontrei o pai da minha vizinha do R/C . Perguntou-me se sabia da senhora do 1º andar, a mãe do gajo. Respondi que há já dois dias que não ouvia o filho gritar com a mãe. Estava tudo num silêncio que me fazia pensar o que passaria dentro daquela casa. Ele disse-me: "A minha filha viu, na 5ªFeira passada, a senhora sair de casa com pessoas da Segurança Social." Eu, como tenho aulas de tarde e à 6ª feira todo o dia, não tinha (...)

Finalmente o Sol

11.02.09, Maria Araújo
Ontem, depois de uma manhã de aulas, e vindo a caminho de Braga para almoçar, comentei com as colegas " Depois do almoço vou dar uma saltada à praia, e carregar as baterias. Estou farta de passar o fim de semana em casa a trabalhar". Embora não parecesse que estivesse muito bom, fomos, eu e a minha princesa, até Ofir. Estava o céu limpo. O mar  zangado estendia a sua ira até ao paradão, onde os casais  idosos, sentados nos bancos de granito,  conversavam com o Sol (...)

Angustia dissipada...

07.02.09, Maria Araújo
E ontem fui ao Ministério Público testemunhar as malvadezas do meu vizinho. Correu muito bem. A Magistrada foi muito simpática. Fiquei a saber que é uma grande amiga de uma colega da minha escola, que verdade seja dita, simpatizo muito com ela. Pois bem, o relatório foi confirmado, assim como foi acrescentado muitos detalhes que eu tinha conhecimento  de há alguns anos, rfelatados pela própria mãe do meu vizinho. Os tribunais não podem fazer tudo, é certo. Mas espero que, e (...)

Angústia

04.02.09, Maria Araújo
Vou escrever o que se tem passado aqui no meu prédio há já um ano sobre algo que me tem posto angustiada, triste e revoltada.  O meu vizinho do 1º andar, que terá 52 anos, é único filho, demasiado inteligente, muito culto (tomara eu ter a capacidade que ele tem de conhecer óperas, livros, falar Inglês e Alemão) mas com perturbações de nível psicológico graves, embora nunca tivesse admitido. Há anos a mãe dasabafava comigo as manias dele, as desistências em tudo o que (...)