Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

ao Sapo

Maria Araújo, 26.03.20

muito obrigada.

Estou muito bem acompanhada, ali da Mula,que ela sabe que eu gosto muito  dela.

Sem Título.png

Ontem, à procura de umas fotografias que a sobrinha Sofia me pediu, revi outras dos sobrinhos mais velhos.

IMG_20200326_155738.jpg

Deste grupo  de sobrinhos o mais novo,ao colo da mais velha, tem 29 anos.

Três são mães,um é pai.

Uns anos mais tarde,viriam mais três( Diogo,Sofia e Nuno).

A vida passa!

E encontrei umas quantas cartas de uma amiga que nos anos 90 leccionou em Londres.

Li algumas.

Quantas recordações estes dias nos trazem.

Obrigada.

.

dois dias de Lisboa

Maria Araújo, 10.05.18

Ontem à noite, o meu sobrinho neto comeu a papa, dormiu sem tomar o leite ( felizmente é um bebé que  não chora de noite, acorda e volta a adormecer), os olhos dele tinham indícios de conjuntivite, a mãe estava preocupada.

De manhã, acordei às 6h, não dormi mais, às 7h30 ele desperta, começa a rotina incansável da mãe.

Foi um alívio vê-lo bem. A fome de leite era de mais, dei-lhe o biberão enquanto a mãe se preparava para o levar ao colégio e seguir para o trabalho.

Um bebé doce, bem disposto, risonho ( só protesta quando a mãe lhe limpa os olhos e o nariz, mas quem gosta?).

Dia de regressar a casa, cansada que estava  do quanto que andei a pé, ficava este dia para tentar pôr em prática o que projectara.

Estou de regresso a casa, e no Alfa  (este comboio tem tomada de ligação para o telemóvel) já a sair de Lisboa, vou partilhar com fotografias como aproveitei o dia do 10° aniversário deste cantinho.

Comecei pelo Reservatório Mãe D'Água das Amoreiras.

Mal entrei fiquei fascinada com aquele espelho de água e ao fundo aquele doce burburinho da água que cai da fonte.

Uma visita que aconselho quando passearem pelas Amoreiras.

Nas paredes uma exposição canadiana com o tema "Pontos de Vista" que retrata  os direitos humanos.

IMG_20180510_101653.jpg

IMG_20180510_101728.jpg

IMG_20180510_101914.jpg

IMG_20180510_102242.jpg

IMG_20180510_103317.jpg

IMG_20180510_103523.jpg

IMG_20180510_103605.jpg

IMG_20180510_103709.jpg

A etapa seguinte era seguir para os lados do Beato, queria ver a Exposição World Press Photo.

Pesquisei a sua localização, a minha sobrinha dissera-me que ficava longe, desconhecia os autocarros para a zona.

Lembrei-me que o amigo  José da Xã   deixara um comentário com vários nomes de lugares a visitar, um deles, o Museu do Azulejo, em Madre Deus. Coincidência repara que os autocarros com esse destino passam na rua onde vive a minha sobrinha.

Fui buscar a mala a casa, tinha o cartão viva viagem carregado, entrei no autocarro, saí à porta do Museu do Azulejo. E mais uma vez, fiquei deslumbrada.

IMG_20180510_115410.jpg

IMG_20180510_115500.jpg

IMG_20180510_120718.jpg

IMG_20180510_115606.jpg

IMG_20180510_120304.jpg

IMG_20180510_120840.jpg

IMG_20180510_121758.jpg

IMG_20180510_122748.jpg

Com imensas fotografias no meu telemóvel queria preservar a bateria, o último passo era o Hub Criativo do Beato.

O funcionário do Museu não foi nada simpático quando lhe perguntei onde ficava este espaço, saí sem resposta, segui a minha intuição.

O edifício não aparecia, perguntei a um senhor que fumava à porta de um restaurante,  já em Xabregas, explicou-me que estava no caminho certo, teria de andar mais uns quantos metro, vire ali, depois acolá, é fácil lá chegar.

IMG_20180510_124924.jpg

Os passeios pela baixa de Lisboa foram a pé, levara sapatilhas o mais prático para caminhar na calçada da capital, estava rota de cansaço, lá cheguei ao armazém velho mas espaçoso do Beato.

As fotografias são impressionantes, emotivas, chocantes do quão o ser humano é cruel com o seu igual,  com a natureza e os animais.

 

IMG_20180510_134508.jpg

IMG_20180510_131118.jpg

IMG_20180510_131527.jpg

IMG_20180510_133633.jpg

 

IMG_20180510_131513.jpg

IMG_20180510_133406.jpg

 

IMG_20180510_134353.jpg

IMG_20180510_131621.jpg

IMG_20180510_131341.jpg

 

De saída para procurar um restaurante para almoçar, naquela freguesia de subúrbio, ainda entrei no espaço ao lado também com uma exposição "Energisers"  sobre pessoas que trabalham para a GALP e "que asseguram  a energia necessária para garantir que o mundo não pára" .

 

IMG_20180510_134802.jpg

IMG_20180510_134825.jpg

IMG_20180510_134909.jpg

IMG_20180510_135018.jpg

Tinha duas horas para almoçar e apanhar o autocarro para Santa Apolónia, passo num restaurante "tipo" tasco que tinha uma ementa à porta que me convidou a entrar.

Gostei do aspecto, duas mesas ocupadas dor casais, sentei-me numa mesa ao lado da única rapariga sozinha naquele espaço.

Escolhi comer carapau assado na brasa com batata cozida e salada de alface e tomate com pimento assado ( o dono do restaurante erguntou-se se gostava e queria na salada), trouxe para a mesa um cesto com duas fatias de pão e um prato com azeitonas.

Não costumo comer pão às refeições, mas tendo que esperar pelo prato, e com a fome que tinha, foi a entrada que me soube pela vida, acompanhada de uma cerveja.

IMG_20180510_141825.jpg

Comi tudo, fiquei bem, estava pronta para seguir caminho.

O dono ainda me tentou com uma salada  de morangos, mas eu já não conseguia comer mais nada, pedi o café.

Explicou-me onde devia apanhar o autocarro, às 15h 05 estava eu na entrada da estação, pronta para viajar.

 

IMG_20180510_150532.jpg

Tinha muito tempo, tirei mais uma fotografias, fui para o comboio, liguei o telemóvel para me entreter na viagem e fazer este post, que não consegui publicar por falta de rede.

Adoro Lisboa, que nesta altura está cheia de turistas, fico cansada deste ambiente, espero que não seja preciso voltar, sinal que está tudo bem com a família, em outubro voltarei para a minha consulta.

Entretanto, na próxima semana vou a Vila Franca de Xira entregar os gatinhos, a sobrinha pediu-me para ficar lá um dia,  mas se puder, meto-me no primeiro comboio intercidades que houver para regressar a casa.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

no outono a praia tem outro encanto

Maria Araújo, 15.11.17

Recebi chamada da oficina. Estava o carro pronto.

Fui depois do almoço com a ideia de ir  Apúlia fazer compras de peixe.

Meti pela auto-estrada, cheguei por volta das 15h, sentei-me na esplanada de um café.

Estava uma temperatura muito agradável. Peguei no telemóvel, entrei na net e quando tenho acesso ao Sapo Blogs, os meus olhos vêem isto. Obrigada, Equipa do Sapo.

´destaque.png

 

IMG_20171115_151006.jpg

Entretanto, as SMS do whatsapp dão sinal. Recebo quase diariamente as fotografias dos meus sobrinhos netos cariocas e do lisboeta ( que fez ontem 1 mês).

Uma amiga ligou-me, estivemos 30 minutos ao telemóvel ( se soubesse que tinha feito greve, convidava-a a vir comigo à praia).

IMG-20171114-WA0006.jpg

IMG-20171114-WA0004.jpg

comprado o peixe, segui em direcção à praia de Pedrinhas para as minhas fotografias do costume;

calmas, as gaivotas desfrutavam o sol

IMG_20171115_150604.jpg

adoro pegadas na areia

IMG_20171115_163226.jpg

e adoro fotografar passadiços

IMG_20171115_163408.jpg

IMG_20171115_163106.jpg

e dunas

IMG_20171115_163753.jpg

não fiquei para o pôr-do-sol

IMG_20171115_163832.jpg

regressei a casa

IMG_20171115_163902.jpg

 No outono a praia tem outro encanto.

feriado cinzento

Maria Araújo, 01.11.17

o normal no dia 1 de Novembro, saí de tarde para tratar de dois pedidos que me fizeram: tirar fotografias e ver molduras.

Entrei na loja, que estava quase às moscas, as molduras da nova colecção não correspondem ao pedido, tirei fotografias para enviar por e-mail.

Segui para o centro histórico da cidade. Algumas lojas abertas, outras não, a minha expectativa era que houvesse muita gente na rua. Mas não.  As vendedoras de castanhas não estavam, a Brasileira não tinha a esplanada cheia. 

O meu pensamento disse-me que estavam todos para o cemitério, mas às 16h, não acredito que este tivesse muita gente.

Passei na Sé. Há algum tempo que me parecera que os porteiros questionam as pessoas sobre o que lá vão fazer.Hoje dei como certo o meu pensamento.

Queria ir ao interior da catedral, à minha frente estava um casal jovem que após a pergunta do porteiro sobre o que queria, e este respondeu que gostaria de sair pela porta principal, explicou-lhe que tem a porta lateral mas, que sim, também podia sair pela principal. Deu-lhes passagem e fechou a porta.

De seguida perguntou-me o que queria, respondi que queria ir ali, apontando com o dedo.

Após a minha resposta "sim" à pergunta imediata que  me fez, se eu sou de Braga, abriu a porta e deixou-me entrar.

Também havia (não confirmei se ainda existe) uma placa de proibição de tirar fotografias e/ou filmar, e estavam pessoas a fazê-lo, mesmo ali à frente dos seus olhos.

Não entendo.

Saí da Sé, o Rossio tinha alguns bares abertos, as ruas  daquela zona estavam quase desertas.

Caramba, estava à espera de ver o centro cheio de pessoas neste dia cinzento mas com uma temperatura agradável. 

Onde se meteu o pessoal?

Já sei! Com dinheiro fresquinho, estariam no Braga Parque, no Leroy Merlin, no Aki, no Media Markt.

 

 

 

 

um passeio pela cidade da Noite Branca

Maria Araújo, 01.09.17

que começa agora, às 18 horas.

Este ano a Sagres é a patrocinadora destes dias de festa. Está por todos os cantos do centro da cidade.

Amanhã todos os Museus estão abertos, nada se paga.

 

Avenida da Liberdade

IMG_3185.JPG

Arcada

IMG_3187.JPG

Campo das Hortas

IMG_3191.JPG

 Rossio da Sé

IMG_3195.JPG

IMG_3197.JPG

Já se corta a fêvera.

IMG_3198.JPG

 

Olha um casamento!

IMG_3199.JPG

IMG_3200.JPG

Rua de São João

IMG_3202.JPG

IMG_3204.JPG

Largo de São João do Souto

IMG_3206.JPG

 

Rua Eça de Queirós

IMG_3189.JPG

Rua de Janes

IMG_3207.JPG

IMG_3209.JPG

IMG_3211.JPG

 

Visita ao Theatro Circo, aberta ao público nestes dias da Noite Branca

Hall

IMG_3244.JPG

 Sala de espectáculos ( o candeeiro  está em baixo para que os visitantes o admirem de perto)

IMG_3214.JPG

IMG_3215.JPG

IMG_3221.JPG

o tecto sem candeeiro

IMG_3232.JPG

os camarotes

IMG_3225.JPG

a máquina de filmar vintage

IMG_3235.JPG

IMG_3237.JPG

desperado por tequila e cerveja? 

IMG_3246.JPG