Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



os nossos animais são como os nossos filhos

por Maria Araújo, em 20.06.14

não sei o que se passa com a minha gata que me chateia a cabeça todas as noites.

por volta das cinco horas mia, quer que eu lhe dê de comer.

estava muito gorda, a veterinária pediu-me para ter cuidado com a quantidade de comida.

conto as horas das refeições, divido a ração três  vezes ao dia , de 8 em 8 horas.

volto para a cama, ela entra no quarto, quer saltar para a cabeceira da cama, é uma luta de forças entre as duas. digo "não", ela pára, sai do quarto, fecho a porta, ela mia, um miar de mimo, passa as garras na porta, fico desesperada.

passa-se isto durante duas horas, quando me levanto e vou dar-lhe de comer.

a partir deste momento, ninguém a ouve, vai para o seu canto, adormece.

estou rota de cansaço, cheia de sono, apática, sem forças.

esta cena acontece há pelo menos 3 semanas.

se esta brincadeira continuar, vou falar com a veterinária.

os nossos animais são com os nossos filhos. dão-nos muitas preocupações.

na próxima semana vou para a capital. fico tensa por deixá-la aqui, mesmo com a Sofia a cuidar dela.

 

 

 

 

 

 

 

Cantinho da Casa

Gata esfomeada

por Maria Araújo, em 31.01.14

A Kat, a minha gata, gasta muitas energias a correr pela casa, é uma louca, sempre que vou à cozinha vai atrás de mim porque "pensa" que lhe vou dar comida.

Costumava deixar o prato com ração seca, embora tivesse o cuidado de não o encher, para comer durante todo o dia.

No verão passado, verifiquei que ela comia de uma só vez a ração que seria para todo o dia, o que me levava a reforçar a dose. E engordou.

Mudei de marca e reduzi a quantidade, mas não resultou.

Quando em dezembro fui à veterinária (sem a gata, porque esta porta-se muito mal quando tem de ir à consulta), perguntou-me se costumava dar-lhe alimento húmido.

Expliquei que sim experimentara vários sabores e ela não comeu(ela só come ração de frango). Deu-me uma amostra,  recomendou que pelo menos duas vezes por semana convém dar-lhe este tipo de alimento..

A partir desta altura, voltei a comprar comida húmida, de frango, e vou alternando com comida seca. Também distibuo as horas da refeição  e comecei a dar-lhe 3 refeições de 8 em 8 horas, mas doses mínimas.

Só que a gata come tudo de uma só vez. E, sempre que vou à cozinha, vem atrás de mim, pára, olha-me  e roça-se nas minhas pernas e/ou no estendal da roupa e via para junto do prato (sem comida). Olho-a e digo, "Não!" E viro costas.

Ela vinga-se. Atira-se às minhas pernas, numa de me provocar, também. E eu rio-me e repito: "Não há comida!"

Antes da hora de jantar, fartei-me de ouvir a gata a brincar com o que me parecia ser ruído de papel.

Fui espreitá-la mas não dei fé de nada anormal.

Há pouco, voltei a ouvir ruído. Convicta que o som vinha do escritório, espreitei, mas ela não estava lá. Nada estava fora do sítio.

Fui à cozinha. Estava ela em cima de um saco de ração que comprei no final do verão, mas que ela não aprecia.

Tinha-o na prateleira para o gato da minha irmã.

Quando reparei na embalagem, ela tinha-o aberto com os dentes. Fiquei estupefacta porque, na verdade, ela nunca deu importância ao saco.

Arrumei-o no armário e fechei-o.

Uns minutos depois, ouço novamente o som de papel a arrastar no chão.

Voltei à cozinha.

Ora, na prateleira  junto à embalagem da comida, costumo ter um saco de papel com as cápsulas nespresso para reciclagem.

Que fez ela? Puxou do saco, caíram as cápsulas ao chão e a asa do saco estava enfiada no pescoço, arrastando-o pela cozinha.

Lá fui dar-lhe um restinho de comida da latinha.

Está agora, aqui ao meu lado, no sofá, a dormir uma tranqulla soneca.

 

 

 

 

 

 

 

 

Cantinho da Casa

Natal solidário

por Maria Araújo, em 01.12.13

Árvore de Natal da Blogosfera : uma embalagem (incluí comida seca para animais) via  CTT.  Despachado.

 

Querido só não chega : uma embalagem solidária  CTT "Banco do Bebé" com: papas cérelac, leite em pó, nestum, fraldas.  A enviar.

 

Banco alimentar contra a fome: a oferecer, nas caixas de supermercado, no acto de pagamento das compras.

 

 

 

Cantinho da Casa

Desperdícios

por Maria Araújo, em 08.12.12

Ja tenho escrito sobre este assunto porque nos dias que almoço na cantina da escola, vejo que alunos desperdiçam bastante comida.

Chamo-os a atenção, olham para mim, mas seguem com o tabuleiro para o balcão, onde está uma funcionária a recolher e deitar os restos para o saco do lixo.

Aqui em casa, não digo que não vá algum resto para o lixo e, por vezes, custa-me ter de o fazer sabendo que há muitas pessoas com fome.

O Natal está a chegar e já pensei nos restos do bacalhau cozido e das batatas que ficam na panela, porque, aqui, já ninguém come "a roupa velha"( que eu nunca gostei).

Entro no Sapo, e vejo este vídeo.

Espero mesmo, que se tomem medidas sérias que possam fazer ver a muitas famílias que o que desperdiçam hoje, amanhã podem ser elas a precisar, inclusive eu,  deles.

 

 

 

Cantinho da Casa

Banco

por Maria Araújo, em 02.12.12

Acordei cedo, hoje. Precisava de compas de supermercado.

Há alguns dias atrás, comprei na H&M um vestido/túnica de manga comprida, para uma ocasião especial, cujo tecido finíssimo e transparente mais parecia uma camisa de noite. Como a marca, de quando em vez, faz umas promoções para convidar o cliente a comprar, a peça que custava 25,90,trouxe-a pelo preço de 10 euros.

E por que fui trocar a peça?

Porque não a vesti na loja. Hoje, decidida a experimentá-la para ver se tinha coragem de a vestir num evento qualquer, depois de olhar o espelho, achei que não. Só com leggings, que eu não gosto, ficaria bem.

Fui à loja, dei umas voltas, vi o que queria e o que não queria, mas como não estava disposta a comprar o que poderia ficar guardado no armário e não estamos em tempo de extravagências, optei por uma malha preta (embora não seja adepta desta cor, faz sempre jeito para combinar com qualquer outra cor). Só que a malha custava 19,90, isto é teria de pagar mais 9,90 euros.

E trouxe. As malhas que comprei na H&M são confortáveis e têm um corte/modelo que gosto.

Fui ao supermercado. Entrei e lá estavam eles, os jovens/senhores/senhoras do Banco Alimentar, que chamam contra (não gosto destes nome) a fome. Mais suave seria Banco Alimentar de Erradicação da Fome.

Comprei carne, polvo, frango, pão.

Ofereci arroz e massas.

Quando lá voltar, será leite (existem os vales nas caixas de supermercado  que são uma ótima maneira de continuar a ajudar).

À saída, estava uma jovem junto a uma mesa com uns bonecos, ou outras coisas quaisquer, que não percebi. Aproximou-se e perguntou-me  se queria colaborar com um donativo para...

Respondi que ajudo com donativos em vários locais. E saí.

Lamento. Prefiro dar de livre vontade, uma moeda ou nota, a impingirem-me, quase sempre com o valor acima dos 3 euros, objetos sem préstimo algum e que eu não gosto.

Amanhã, será na escola. Também conta com todos para ajudar famílias carenciadas.

Todos os anos damos aquilo que podemos.

Hoje por uns, amanhã por outros, sabe-se lá quem (eu).

 

 

 

 

 

 

 

Cantinho da Casa

Aquando da conferência de Quioto, urgia...

por Maria Araújo, em 26.11.12

Espero que, desta vez, seja para ontem, não para amanhã.

 

"Todos estes relatórios concordam que é preferível agir já porque será mais seguro e menos caro do que adiar", disse Figueres, em conferência de imprensa.

 

 

Ficheiro:Flag of the United Nations.svg

Cantinho da Casa

Um péssimo mundo o das crianças e o dos animais

por Maria Araújo, em 17.11.12

 

"Não sou pessimista. O mundo é que é péssimo".

 

José Saramago

 

 

 

 

 

 

 

 

(fotos via Face Book)

Cantinho da Casa

Fui ao Pingo Doce fazer umas compras (lembrei-me que havia prometido nunca mais lá entrar, mas depois aconteceu algo que me fez reflectir e decidi voltar). Com um espaço de refeições alargado há algum tempo (eram muitas as pessoas de 3ª idade que lá almoçavam a um preço razoável, principalmente ao domingo), a venda de refeições para fora era considerável (nunca comprei, mas via-se as filas), hoje, estranhei: "Ninguém a almoçar?! Ou será cedo ?!" Confesso que sai de casa sem saber que horas eram.

Cheguei a casa, fui pôr as compras na cozinha, olhei o relógio:"13:45h?", inquiri-me.

E pensando no espaço de refeições Pingo Doce conclui: "os Portugueses não têm dinheiro. Os Portugueses já não podem ter aquele pequeno prazer dominical de ir à missa, entrar num restaurante acessível onde conviviam com outras pessoas da sua idade, e desfrutavam de uma refeição mais avantajada ".

Lembro-me bem de ver o espaço Pingo Doce cheio.

Agora, não há ninguém.

A pobreza está em Portugal.

Imagem retirada daqui.

 

 

 

 

Cantinho da Casa

16 de outubro, dia mundial da alimentação

por Maria Araújo, em 16.10.12

daqui, a imagem.

Partilha o que tens.

Amanhã, poderás precisar de receber.

 

Cantinho da Casa

Partilhem, por favor.

por Maria Araújo, em 03.10.12

 

 

Cantinho da Casa


foto do autor


desafio dos pássaros



o meu instagram


1º desafio de leitura - 2015 2º desafio de leitura - 2017 3º desafio de leitura - 2019

desafio




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D


Encontros - eu fui

IMG_2230 (2).JPG MARCADOR