Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

último dia de outubro

Maria Araújo, 31.10.20

deste ano terrífico, estive toda a manhã com o sobrinho neto,fomos ver o parque infantil, fechado desde Março,o menino queria ir brincar,  não reclamou, como há meses atrás, quando lhe dizíamos que não podia entrar.

IMG_20201031_151900.jpg

Depois do almoço, fiz algumas tarefas de casa.De seguida sentei-me no sofá, acabei de ver o filme "Rebecca",  na Netflix. Adormeci uns minutos, entretanto, era hora do lanche, fiz um chá, comi umas fatias de pão com manteiga, quando me lembrei que tinha comprado no Ikea os biscoitos, que são uma tentação, de amêndoa e gengibre. E devorei alguns.

Dei um  'passeio pelos canais,  parei na RTP2.

A Torre Eifel aparecia por detrás de um palco, tratava-se do concerto de Paris, com a Orquestra Nacional de França que em Julho prestou homenagem às vítimas da Covid-19 e no encerramento da sua temporada parisiense.

E que fantástico concerto! ( no momento que escrevo este post canta-se La Bohème, de Charles Aznavour)

Entretanto, estive no FB, precisava de saber se há notícias da próxima temporada do Desafio de Leitura.  Deixei-me estar alguns minutos, mas já não há paciência  para esta rede social. Houve mudanças, não me entendo com ela.

Com um dia cinzento, pré finados, só dentro de casa... e confinada.

E acabo o post com a música do Concerto de Paris, Bolero de Ravel, que adoro!

 

 

#fique em casa 8

Maria Araújo, 23.03.20

Uma e outra,são mulheres que admiro, deixaram-me feliz por voltarem.

Os seus textos são muito importantes para mim, dão-me que pensar.

Ao oitavo dia de isolamento, e  desde que esta pandemia surgiu, ligava a televisão de manhã para ver o que se passava no mundo. Queria estar informada. Depois, comecei a sentir-me deprimida  com o número de mortos que todos os dia vão aparecendo no  écran, desisti de ligar a televisão.

Vejo apenas as notícias, como sempre fiz, à hora do jantar.

Entretanto, depois de vários dias sem ir ao FB,  fui partilhar o vídeo que vi neste blog,  trouxe alguns conselhos que só podem ajudar Portugal, na luta contra o vírus:

da médica que ainda tem o blog ( parado) no Sapo.

Sem Título 1.png

 

e para quando tudo isto acabar

Sem Título2.png

 

 

 

 

 

 

"Vou de bicicleta"

Maria Araújo, 04.12.14

Há cerca de quinze dias, final da tarde e de trabalho, com as luzes da cidade a iluminar o meu caminho, alguém se atravessa à minha frente, de bicicleta. Não conheci a pessoa. Fato vestido, capacete na cabela, mochila às costa, fiquei parada.

Quando reparo nela, vi que era o meu irmão mais novo (fez uma dieta alimentar, está mais magro, já não é a primeira vez que não o reconheço, ahahahah!).

De há uns anos que o seu hobby é tratar das bicicletas, quer sejam dele, quer sejam da família e/ou amigos.

Desmonta-as, monta-as, coisinha ali, coisinha acolá, e elas ficam muito mais bonitas (acho que se safava a trabalhar na Holanda, com o amor que ele ganhou a este meio de tranporte, de exercíco físico e lazer).

Sábado, veio cá a casa todo equipado. Tinha andado a pedalar os muitos quilómetros que faz, sempre que pode, inclusive nas férias.

Ora um expert como ele está neste tão bonito e saudável meio de transporte, entrei na página do FB e tinha lá este vídeo.

Eu caminho, mas soubesse eu (que vergonha) andar de bicicleta, ninguém me via de carro.

Não  nada sou invejosa, mas quando vejo raparigas ou senhoras (e por cá já se vêem muitas) nas suas bikes andar na cidade e arredores a desfrutar o prazer da paisagem e do exercício físico, fico com uma gana!

Também gostaria de dizer "Vou de bicicleta".

E como dizem os meus sobrinhos "Aprende tia L", e eu respondo "tenho medo de cair".acho que já não vou lá.

Vejam, então este vídeo.

 

 

j.png

(meu irmão, o do blusão vermelho)