Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

como sempre, eu e o tempo

Maria Araújo, 07.04.17

Está quente e parece-me que este fim de semana o vento do norte não vai querer nada com a praia. Mas vou querer eu.

meteo.png

 

Os fatos de banho estão aí.

Tenho-os desportivos, para a piscina. Sei que se encontrasse um modelo estilo que costumo usar, compraria. Embora não me imaginasse com um de praia, porque é quente e não aguento naqueles dias de muito calor, também não via nada que me seduzisse.

Na 5ª feira, andei pelo El Corte Inglês, fui ter ao sector roupa de praia.

Imensas marcas das mais baratas às mais caras (que não são, de todo, as que têm artigos mais bonitos), com copas, que não gosto, muito florido e leopardo. E caros, muito caros.

O primeiro que gostei foi um reversível, em azul e verde.

A Cia Marítima tinha um ou outro que gostei, mas não fazia o meu género. Gostei dos biquinis.

Saí de lá com ideia de regressar no dia seguinte, se tivesse tempo.

Depois da minha visita ao Palácio Marquês de Fronteira e à Gulbenkian, tinha cerca de 3 horas para o regresso a casa.

E fui.

Voltei ao fato de banho que gostara, e peguei num.

Vira outro que era a minha cara, mas fiquei na dúvida se não seria demasiado juvenil. Peguei nele.

Depois de dar a volta ao espaço e ver mais umas marcas, que não tinham nada a ver comigo, não só no padrão mas também no modelo e valor, decidi experimentar os dois que escolhera.

O azul fazia-me muito menina, ficou logo de parte.

O mais juvenil ficava-me bem, mas pegara num número grande, pedi o pequeno.

Gostei de me ver com ele. Na mouche!

E trouxe-o.

Não foi caro. Se não aguentar mais de 2 anos, não dou por mal empregue o dinheiro que gastei.

Amanhã, indo à praia, vou vesti-lo.

fato de banho.png

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fato de banho ou biquini?

Maria Araújo, 05.06.15

 O corpo muda,oh, se muda! 

Pensei comprar um fato de banho, daqueles sexy,  singelo ao corpo e que até uma mulher mais abonada fica bem dentro dele.

Ainda sou mulher para biquini  mas, por vezes, sinto que está na hora de investir num fato de banho. Contudo, fico renitente  por que sou calorenta e não aguento sentir aquele pedaço de tecido colado à minha barriga. Sinto-me abafada.

Estes dias, passei na Calzedonia e vi uns biquinis giros, como eu gosto, mas a cueca, super pequena, não tem nada a ver com o meu corpo.

Deitando os olhos ao catálogo, aparece-me Sara Sampaio, a escultural   Angel de Vitoria's Secret, em poses sensuais e com uns biquinis lindos de morrer, pelo menos no catálogo.

Gostei em especial de um, pedi à funcionário que me mostrasse e, "oh, que desilusão!". Na fotografia (é do photoshpo, com certeza) tem outro estilo.

Fui ver os fatos de banho e não gostei de nenhum.

E quando as coisas me atraem eu tenho de as exprimentar. Quantas vezes gostei de ver um lindo vestido no manequim da montra e experimentava-o e, "que mal!". Pousava-o e saía da loja para não me tentar com outras provas (quem vê as peças estes manequins acha tudo justo, assenta que nem uma luva, mas quando se vê por trás, está tudo apanhado de forma a que o manequim fique elegantemente vestido e isso engana qualquer mulher desejosa de adquirir aquela peça tão bonita).

Fui comprar uma prenda para uma amiga aniversariante, no próximo domingo, passei na Osho e os meus olhos encantaram-se com os lindos e fofos vestidos e túnicas de praia. Eu só não me perco por eles porque tenho muitos vestidos e não costumo passar muito tempo de férias na praia. Vou esporadicamente,  pelo que não acho que seja necessário comprar o que não me faz falta...Mas adorei! E não gostei da coleção de biquinis e fatos de banho desta marca.

Na publicidade da Women' Secret aparece uma jovem que veste um fato de banho que eu penso ser a minha cara.

Quando estava para subir as escadas rolantes do centro comercial, de repente, comento comigo: "Não, vai embora. Fica para outra oportunidade".

Agora, estou na dúvida se vou pelo fato de banho ou pelo biquini.

O certo é que tenho dois biquinis da Calzedonia que me saíram muito bons.

Um deles tem seis anos (verdade), o outro dois, mas gosto de ter pelo menos quatro peças. Está na altura de investir . Um dia destes, com calma, vou experimentar o fato de banho na Women' Secret e o biquini da Calzedonia (mas não os da Sara Sampaio, que o meu corpo já não é o que era).

 

Túnica Osho 

0133456637_1_1_1.jpg

 

Biquini Calzedonia

sara-sampaio-calzedonia-bikinis-5.jpg

 

Fatos de banho Women'Secret

summer_10.jpg

summer_02.jpg

 

 

 

 

Cintura subida

Maria Araújo, 20.07.14

 

 

 

Depois de um sábado cheio de chuva, o tempo quente vai regressar, as idas à praia também.

Os biquinis cueca cintura subida não se vêem, ainda,  nas nossas praias, mas acredito que a moda vai pegar.

Gosto de alguns modelos mas não me sinto capaz de vestir um fato de banho, não aguento o calor que faz no corpo,  ou um biquini cueca cintura subida.

Contudo, não duvido que, quando chegar o tempo em que não me vou sentir bem mostrar a flacidez da barriga, que não tenho, porque o das pernas é inevitável (não conseguimos escondê-la), então sim, vou aderir ao fato de banho e ao biquini cueca cintura subida.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Maiô versus fato de banho

Maria Araújo, 06.08.13

 

Na minha infância, o nome que se dava ao fato de banho era maiô, do francês "maillot". Não sei se a palavra foi, na altura, adoptada do português do Brasil ou do francês.

A peça de praia que caiu em desuso a favor do biquini, está agora em alta, por cá, e para o verão 2014 fez parte dos desfiles nas  passerelles dos nossos conterrâneos do hemisfério sul.

Ora no sábado, após uma passagem pela "noite" de Vila do Conde, que não combinava de todo com o ambiente que eu gosto, decidimos dar um salto a Esposende.

Sabíamos que num dos bares da praia havia uma festa com a participação  de vários DJs (muito na moda por tudo quanto é praia, cidade, esplanadas, ruas) . Fizemos a ronda, de carro, mas pareceu-nos que o ambiente estava fraco. Áquela hora as pessoas dirigiam-se para o Pacha e/ou Biba Ofir. As meninas eram as rainhas do pendant,  com os deslumbrantes vestidos super minis, os tops fora dos ombros, os shorts reduzidíssimos, os cabelos esticados, os lábios com brilho esbranquiçado para realçar os rostos nas luzes da noite, para contentamento dos olhares dos homens e "inveja " de algumas mulheres que se  fixavam na milagrosa beleza de algumas, que a maquilhagem tem o dom de fazer.

Pois bem, sentamo-nos numa das mesas de um bar que habitualmente frequentamos durante os dias de praia, onde também há música e dança.

Não bebo bebidas alcoólicas, estava com fome e pedi uma torrada e um pingo direto. Conversavamos e observavamos o ambiente. Em frente , vários écrans chamavam os nossos olhos para o que passava: Fashion TV.

Como eu adorava, nas tardes de domingo de férias e de inverno, ver os desfiles de  moda, os eventos, as modelos!
Fiquei sem o canal há alguns anos e como não tenho tempo para absorver 90 canais de televisão (chegam os 30 que tenho) nunca fez parte dos meus planos pagar para ter este canal.

Então, no sábado, deliciei-me a ver o que passava na Fashion TV. "Midenite haute", com maiôs (fatos de banho femininos) quase todos de designers brasileiros, fizeram-me recordar os tempos da minha bela infância, quando ainda não se usava o biquini, e o maiô era a peça fashion do verão. Tive um amarelo que os amigos designavam " de maiô estilo Brigite Bardot".

Pois os maiôs que passavam na Fashion TV eram muito semelhantes aos dos anos 60: pintinhas, riscas, subidos.

Não sou grande fã desta peça de praia. São demasiado quentes e eu sinto-me desconfortável.

Nas aulas de hidro uso. Costumo comprar na secção de criança (tem fatos de banho que vão até aos 16 anos), servem-me na perfeição (ah, pois é, nesta secção há modelos mais bonitos e cores vivas, como eu gosto. Nem as melhores marcas têm padrões e  cores de meu agrado).

Hoje de tarde, passando na Calzedónia, lembrei-me que preciso de um biquini. Os que tenho ainda estão em bom estado, mas querendo aproveitar os saldos, agora com 50%, comprei um que me satisfez a carteira.

Não vi os fatos de banho. Nem me lembrei.

Mas lembrei-me do que vi na "midenite haute". Peças sublimes, coloridas, perfeitas, para corpos "quase" perfeitos, não fossem alguns demasiado magros.