Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

Só pedimos que não sejas "bégueiro". Se não sabes o que é, é melhor não saberes.

Maria Araújo, 01.02.16

uma expressão realista usada pelos bacarense, e que só nós entendemos, referida no Público 3 e a propósito de Braga ser considerada a cidade mais feliz de Portugal e a terceira da Europa, neste  artigo  que, com humor, faz a caracterização do "pobo" desta cidade. Destaco outras, sui generis:

 

braga_1.png

" Em Braga, não sejas romano"

 

"em Braga, estamos perto de tudo. Do trabalho, do ginásio, do campo de futebol, da sala de espectáculos, do café ou do centro comercial.";

"Mas, quando a nossa pequenina cidade não pode satisfazer as nossas necessidades culturais e recreativas, estamos perto do Porto. Ou de Guimarães: neste ponto, devo alertar que nenhum bracarense admitirá (nem sob tortura) que Guimarães é fixe. Os bracarenses dizem sempre que vão a Guimarães de passagem, mas a verdade é que vão lá. E gostam." 

" Um bracarense que queira dar uma volta em Lisboa demora três horitas a chegar lá. Ou seja, pouco mais do que um gajo de Almada demora a chegar a Lisboa, em hora de ponta."

 

"Há outro tipo de proximidade que importa: entre as pessoas.

(...) Às vezes, gera-se uma corrente com tantas ramificações que pode acontecer ligarem-te para saberem se conheces alguém que ajude a resolver… o teu problema. "

 

"O desenrascanço é outra das nossas características. Para nós, as regras não são limitações: são quebra-cabeças para resolver. Se a série do MacGyver fosse filmada em Braga, ninguém se lembrava do MacGyver, porque todas as personagens eram principais."

 

A Universidade do Minho é um pólo de inovação tecnológica

"Se não aprender, passa a ser um "neca". E os "necas" são ostracizados na nossa cidade."

 

"As nossas festas fazem as do Berlusconi parecerem uma tarde de catequese. Por falar em catequese: somos muito tolerantes. Temos uma igreja em cada esquina, temos a Semana Santa, mas fomos capazes de produzir os Mão Morta e o Adolfo Luxúria Canibal, que é o mais próximo de anti-Cristo que este país tem."

 

"Mais: comemos tripas e rojões, papas de sarrabulho, arroz de pato, cabrito e arroz “pica no chão” (é arroz com sangue de frango). Mas temos restaurantes vegetarianos. E não atiramos pedras a quem não come carne. Só gozamos com essas pessoas. Mas pouco. A nossa gastronomia não tem o mediatismo do pastel de Belém ou da francesinha do Porto, mas é a melhor do país. OK, concedo: os transmontanos estão ao nosso nível. Mas eles têm o trabalho de comprar os animais, engordá-los e matá-los. Nós só enfardamos.

 

"... Mas, em Braga, para seres assaltado, quase tens que pedir aos assaltantes. Isto, porque os nossos assaltantes são pessoas trabalhadoras, com outros negócios a gerir (todos eles ligados ao crime), pelo que é quase preciso agendar um assalto.

"... Em Braga, até os criminosos são empreendedores. Connosco, podes aprender imenso."

 

"Em Braga, há mais formas de insultar uma pessoa do que aberturas de xadrez. Até porque nós não jogamos muito xadrez. Como as peças estão todas à vista, é difícil fazer batota. Por essa razão, e por podermos jogar em tascas, preferimos a sueca."

 

"Não chamamos "bimbo" a ninguém. Aliás, nós insultamos quem diz "bimbo". Dizem que, um dia, um general romano disse, sobre os povos do noroeste peninsular, que nem se governam, nem se deixam governar. Somos uma espécie de aldeia do Ásterix. Sendo assim, em Braga, não sejas romano: sê como quiseres, porque nós sabemos receber quem nos visita.

 

"Só pedimos que não sejas "bégueiro". Se não sabes o que é, é melhor não saberes."

 

E porque o Minho é rico em expressões populares, e a propósito do vocábulo "bégueiro" , título deste post, deixo-vos alguns dos genuínos vocábulos cá da terra e seus significados.

 

  • basculho (mulher pouco digna)
  • cabaneira (alcoviteira)
  • serigaita (rapariga fraquinha)
  • sonsa (pessoa falsa)
  • trambolho (mal jeitosa)
  • azeiteiro (armante)
  • borra-botas (zé-ninguém)
  • broeiro (rude)
  • lingrinhas (fraquinho)
  • trengo (palerma)
  • anda conós (connosco)
  • aqui há atrasado (há uns tempos atrás)
  • esperai-de (esperem)
  • pra bem era (isso é que era bom)
  • antromilho (entre o milho)
  • balado (declive)
  • benda (mercearia)
  • retunda (rotunda)
  • stander (stand)
  • bacia, labadeira (alguidar de plástico)
  • migalheiro, peteiro(mealheiro)
  • camurcina (casaco)
  • carcela (braguilha)
  • chuço (guarda-chuva)
  • setiã (soutien)
  • ajantes (jantes)
  • cambra dar (câmara de ar)
  • caminhete (camioneta)
  • raiders (rails)
  • relote (roulotte)
  • trambolho (mal jeitosa)

 

 

 continua...

 

 

Ilustrações de expressões populares que usamos e que os Britânicos dizem

Maria Araújo, 29.05.15

não ter sentido

Se queres ver mais, clica aqui.

 

af23e26ffde0b18d29915c513c1589a4.png

 

"Comb monkeys"
meaning: GO F%CK YOURSELF (in a polite way...)

 

9fe12d6286e605fc5d75edd192cd83a2.png

"Good as corn"
meaning: BEING AS HOT AS HE/SHE GETS

 

6973dcbc169602382cf4969ff6b8e4d8.png

Swallow frogs"
meaning: SHUT UP AND ACCEPT UNPLEASANT THINGS

 

71e66bf7469e544ce7333a0927ad8393.png

 
 

"Bread bread, cheese cheese"
meaning: IT IS THIS SIMPLE

 

30cb7e9da3f7eeae0d9c026d78135082.png

"Being with the olive oils"
meaning: IN A BAD MOOD

Marretas, procuram-se.

Maria Araújo, 28.04.14

Poster do filme Marretas Procuram-se

 

Fui ver. Éramos apenas duas pessoas, o filme esteve para nem passar porque já era tarde demais...

Pudera! Um shopping com três caixas multibanco, sem dinheiro, com uma bilheteira sem pagamento multibanco, tive que vir à rua. 

Fui ao banco em frente. Zero! "Fora de serviço".

Do outro lado da praça, finalmente, encontrei.

Regressei à bilheteira e diz a senhora: "já é tarde para passar o filme".

Perguntei: "somos só nós duas?".

"Sim. Vou perguntar se ainda é possível"

Comentei: "Se não passarem, não há problema, vou ao Braga Parque. Há vários horários".

Caraças, resultou! Vendeu-me os dois bilhetes.

 

{#emotions_dlg.meeting}

 

 

 

 

O título levou-me a pensar que  história seria sobre um casting de novos marretas (não li a sinopse, e ainda bem, teve mais graça).

Com um elenco de vários actores conhecidos, em lugares monumentais, uma banda sonora fantástica (apetecia dançar), como seria de esperar e não fossem eles os Marretas, foi divertido.

Mas o que mais me fez rir à gargalhada e porque  em português tem outro sabor, foram estas expressões:

 

" celebrar o casamento desta porca..."

" calada, porca"

" mexe-te, porca"

 

 

 

 

 

Expressões em Miss at...

Maria Araújo, 28.04.10

Costumo fazer uma visita aos blogs, cujos links tenho adicionados neste cantinho.

Umas vezes, comento, outras, apenas leio. Nem sempre há paciência para ler e ou ver com atenção o que é postado.

Há minutos, entrei neste blog. Faz-se uma crítica às expressões repetidas que as editoras de revistas de moda usam nas suas edições.

Não sendo eu uma consumidora deste género de revistas,  espreito-as nos quiosques e/ou no sítio do costume, visito os muitos blogs que por esta blogosfera existem.

De facto as expressões repetem-se. Talvez o objectivo seja chamar a atenção das pessoas que as compram para o vocabulário da língua Inglesa, que predomina, muito usado na linguagem corrente e tornar mais moderno, para não dizer "fashion", lololol, o que se pronuncia.

Se observarmos os blogs portugueses, frequentemente deparamo-nos com expressões da 2ª língua mais falada no mundo.

A blogger que menciono fez uma lista das  expressões mais usadas nas revistas:

 

- L'enfant terrible
 - Eco-chic - Boho chic
 - The next Kate Moss
- Vintage
 - The new black
- Très chic
- Cool
 - Intelligent prices.
 Expensive prices are stupid or what? (Precios inteligentes. ¿Los precios caros son tontos o qué?)
 - Country chic
- Vip
- Modern
 - Avant-garde
- Retro
- Working girl
- Preppy
- Hit
- Must
- "In"
- Cool
 - Très belle - (...) & the city
 - Safari
- It girl
 - The new Audrey Hepburn
 - Femme fatale
- Rockabilly
- Muse
- Licence to (...)
- Deluxe
- Flower party
- Zoom
 - Sport chic
- Minimal
- Pin-up
 - Made in (...)
- Techno fashion
 - Fabulous at every age
 - Perfect match
- Key pieces
 - Confidential
- Face to face
- Basics
- Risky business
- Deluxe
- At work
 - Eclectic
 - Neutral
- Edgy
- Most wanted
- The show must go on
- Mix & Match
- The next Marilyn Monroe
 - Work the (+ a trend)
- Material girl
 - Power dressing -
 Icon
- Fashion fix
- Underground
- Hotlist
- Insider
 - Twist
 - Extra
- Ageless beauty
- Curvy
- The next Brigitte Bardot
 - Militar
- Influence
 - Inspiration
- Jet set
- The (...) of the moment
 - Pop
- Classics
- Uptown girl
- A star is born
- From Paris/Russia with love
- Smart shopping
- Comeback
 
 
Paciência para fazer tão extensa lista que confirma a realidade do pouco que leio destas revistas, mas do muito que leio aqui na internet.