Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

empregadas, bah!

Maria Araújo, 06.01.17

empregada-domestica-direitos-1.jpg

Supostamente, os vidros das janelas são lavados sempre que a empregada vem, a cada quinze dias.

Disse-lhe várias vezes, e já perdi a vontade de bater na mesma tecla, que, alternadamente e se não chover, lave os vidros da sala, com três janelas, e os dos três quartos.

Não sei o que é que ela usa que os vidros ficam sempre mal lavados. Para mim, não passa o líquido, mas um pano e já está. Ou passa o líquido mas usa um pano gasto ( já pus no lixo os panos que tanto gosta: os rompidos).

Estavamos a almoçar. O sol entra pelas janelas, vê-se melhor a limpeza ou  a sujidade dos vidros.

Comentei: " a semana passada disse à empregada que os vidros desta janela precisavam de uma boa limpeza. Ou ela esqueceu-se e não passou o líquido, ou pôs o líquido mas passou o pano do pó em vez do pano limpo. Repara na sujidade dos vidros."

Amanhã, vou desmontar a árvore de Natal e guardar a decorações.

Vou lavar os vidros. E vou ver a diferença.

Fazem o que lhes apetece. Sempre que tira as coisas do lugar, nunca as põe como as encontra: caixa com as revistas viradas para a janela, almofadas atiradas à sua vontade em cima da cama, as cortinas que são esquecidas nos parapeitos das janelas... Enfim.

Gosto muito dela, é uma excelente pessoa mas já foi uma boa empregada.

Entendo que tem alguns problemas de saúde. Contudo, tem os dias cheios, trabalha manhãs e tardes em várias casas, podia deixar algumas e fazer o trabalho bem feito.

E a propósito de elas fazerem o que querem, conheço uma empregada cujo marido emigrou.

Sempre que ele vem a Portugal, que pode ser um mês ou mais, a empregada desaparece. Não dá satisfações, só volta quando o marido vai embora. Óbvio que não recebe os dias, mas é uma falta de consideração não dizer quanto tempo vai estar sem trabalhar, e quando volta.

A idade avança, amanhã as nossas forças também são outras, dependemos delas para fazerem o mais básico: limpar o pó e aspirar.

Não despeço a minha porque não tenho coragem, e porque é uma pessoa de muita confiança. Caso contrário, já tinha ido embora há muito tempo.