Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



"Por que as mulheres não são objectos"

por Maria Araújo, em 26.01.14

 

 

 

Domingo dia triste e cinzento, TV desligada, sentada no sofá, uma almofada com o pc em cima das pernas, espreito os blogs que fazem parte da minha rotina da blogosfera, actualizo a leitura de alguns posts, comento, ou não.

Parei neste blog. Chorei com este vídeo (aviso que tem imagens que chocam), li este post e decidi divulgar aqui, neste meu cantinho do Sapo.

Se estivesse em Lisboa, garanto que marcaria a minha presença na dança, "Porque as mulheres não são objectos".

 

 

Lisbon V- Day


"Uma em cada três mulheres do planeta é violada ou espancada durante a vida.
Isto representa mil milhões de mulheres violadas ou espancadas.
Mil milhões de filhas, mães,avós, irmãs e amigas.
Mil milhões de mulheres e aqueles que as amam vão levantar-se, sair, dançar e exigir um fim para esta violência. Venha dançar connosco pelo fim da violência contra as mulheres de todo o mundo."
 
 
A organização portuguesa do “V-day”, um movimento global pelo fim da violência contra mulheres, convida todos os interessados para participarem, em Lisboa (local a comunicar oportunamente), no dia 14 de fevereiro de 2014, pelas 18h30, na edição deste ano da campanha global “One Billion Rising for Justice”, o “Lisbon V-day”.
O “V-day” tem como principal desiderato organizar eventos que promovam a consciencialização da população mundial para as organizações contra a violência existentes, revitalizando-as e angariando-lhes alguns fundos. O “V-day” preocupa-se, especialmente, com o fim da violência contra mulheres, incluindo violações, espancamentos, incestos, mutilações genitais e escravidão sexual.
A ideia do “V-day” surgiu depois de Eve Ensler, conhecida dramaturga natural dos Estados Unidos da América e autora, entre outros, do livro “Os Monólogos da Vagina”, ter visitado uma comunidade na República Democrática do Congo, onde as mulheres, altamente vulneráveis à violência, curavam as suas feridas através da dança.
“Vi o poder da dança e comecei a pensar o que seria se mil milhões de mulheres, e todos os homens que as amam, dançassem no mesmo dia, em todo o planeta”, explicou Eve Ensler, numa conferência de imprensa em que estiveram presentes jornalistas de todo o mundo.
O “V-day” surgiu, assim, em 2013, propondo que um número igual ou superior a mil milhões de mulheres e homens se juntassem, em todo o mundo, dançando pelo fim da violência^contra mulheres. A iniciativa foi um sucesso e contou com a participação de cerca de 205 países.
Para este ano, o objetivo é, no dia 14 de fevereiro de 2014, às 18h30, repetir e maximizar o protesto. Para isso, foram constituídas equipas que estão encarregues de organizar, em vários países diferentes, a edição deste ano do V-day."
Para mais informações sobre a campanha global, visite:
www.onebillionrising.org/ e
www.facebook.com/vday
Para mais informações sobre o “Lisbon V-day”, visite:
www.facebook.com/lisbonvday e
www.facebook.com/events/1416151048624687/

Cantinho da Casa

"Achar querido não chega"

por Maria Araújo, em 27.11.13

"Solidariedade é o ato de bondade com todas as pessoas à nossa volta, com prioridade das pessoas com mais dificuldades alimentares,financeiras e físicas."

 

 

 

"Ai, que fofinho, que bebé querido! São palavras que nos saem da boca quando vemos um bebé. Mas achar querido não chega.

 Neste blog, a solidariedade está sempre presente em qualquer altura do ano.

Um dos posts que publicou diz que, até ao dia 19 de janeiro, a campanha "Banco de Bebé" recebe roupas e produtos de bebé para serem doados a 1 400 famílias com carências nos bens mais necessários para os seus bebés.

A vossa oferta é bem recebida e todos juntos podemos agasalhar os bebés de Portugal.

Só tens de juntar a roupa que o teu bebé, o teu sobrinho, o teu neto, não usa e levares a uma estação dos CTT, pedires uma embalagem solidária  CTT para o Banco do Bebé, colocares as tuas roupas os produtos (se quiseres podes deixar o teu nome e morada para que a instituição possa dar-te um feedback de que a embalagem chegou lá) que os CTT encarregam-se de enviar para a isntituição Banco do Bebé, a custo zero.

Se quiseres saber mais sobre o assunto, clica  aqui.

Se há gestos que nada me custam, e não é só no Natal, é ser solidária. Por isso, vou comprar algumas peças de roupa, papas, e entregar nos CTT.

O vídeo aqui:

 

 

 

Cantinho da Casa

Destaque

por Maria Araújo, em 03.06.09

Em destaque no Sapo está este blog. Gostaria que divulgassem.

Quem sabe amanhã não precisaremos?

 

 

 

 

Cantinho da Casa


foto do autor



1º desafio de escrita 2019 2º desafio de escrita 2020


o meu instagram


1º desafio de leitura - 2015 2º desafio de leitura - 2017 3º desafio de leitura - 2019

desafio



Mais comentados


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Encontros - eu fui

IMG_2230 (2).JPG MARCADOR