Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

cantinho da casa

cantinho da casa

Ter | 20.04.21

não sei o que pense, ou diga

Maria Araújo
A semana passada, descia a Avenida da Liberdade, uma senhora nos seus setenta, talvez menos,  aproximou-se de mim( presumo que teria feito o mesmo com muitas outras pessoas que subiam ou desciam a avenida) e disse qualquer coisa que não entendi. Parei, e  perguntei o que queria. Aproximou-se um pouco mais, disse que precisava de dinheiro, que tinha gasto noutras coisas, e pediu-me que lhe desse  2  € (entendi este valor). Fiquei a olhar para ela, respondi que não tinha, e segui o (...)
Qua | 29.01.20

coisas minhas

Maria Araújo
  Um final de tarde atribulado, ontem, com a chuva que caía ( e hoje ainda não parou) sem lugares ( a pagar) na rua, estacionei o carro num parque que tem elevador de acesso à rua, não nos molhávamos porque os gabinetes( imobiliárias, cabeleireiros, e outros) ficam debaixo do edíficio.  Era dia de ir à Maia, às 18:00h costumamos sair de Braga,  eram 17: 20h quando fui buscar o carro. Introduzi o bilhete na máquina para pagar o estacionamento, meti duas moedas de 1 euro. O (...)
Sex | 04.08.17

coisas do meu dia

Maria Araújo
    Estou farta de ouvir falar francês. Hoje, fui levantar dinheiro. Aproximei-me da caixa multibanco, quando um senhor passou à frente. Este era mesmo francês, deixei-o ir. De repente, verifico que atrás de mim está uma família. O "chefe" aproxima-se da caixa multibanco e fala em francês com o senhor que tenta levantar dinheiro.  Percebi que a família portuguesa trouxe a família francesa. Demorou algum tempo a fazer operação. Quando o francês acabou a operação, (...)
Seg | 02.01.17

de volta às poupanças

Maria Araújo
Mais uma vez no início de cada ano, é o que se lê e ouve pela blogosfera. Se uns cumprem, outros ficam a meio, outros há que desistem. Comecei, sem compromisso, há cerca de um ano e meio, com dois mealheiros: um pequeno para moedas de ,050 ‎€ e 1 ‎€, outro para notas. O objectivo era uma viagem aos Açores, em 2016. Uma das amigas tinha férias programadas com a família, tinha de (...)
Qua | 02.11.16

o balcão que não existe

Maria Araújo
  No Jornal da Noite da SIC passou a notícia do fecho de, penso que 200, balcões do Santander Totta. A propósito disto, na segunda-feira, fui tratar de uns assuntos, quis fazer o pagamento das despesas, que tinha de ser em dinheiro.   Feitas as contas informei que ia levantar dinheiro na caixa multibanco. Deixei a mala e os documentos na (...)
Sex | 23.09.16

fiquei tão zangada!

Maria Araújo
    para não dizer f*^#"@, porque nunca, mas nunca, levantei e levanto dinheiro ao balcão do banco, e o meu conhecimento sobre isto era zero. Ora, no dia 12 precisava de levantar uma encomenda cujo valor andaria entre os 300 e os 400‎€. Como não uso cheques desde 2007 e como no multibanco o máximo que se pode levantar são 400 ‎€ , não fosse a (...)
Qui | 14.04.16

alguém me dizia

Maria Araújo
      "emprestas dinheiro, perdes um amigo" e eu comentava "não, és tola, o dinheiro não destrói a amizade, sei a quem empresto", e tal. Mas a verdade é que passaram nove meses, este assunto continua exactamente igual. E o que mais me magoa é o silêncio, a falta de resposta à minha longa mensagem. Agora sei que a amizade que nos une, ou unia, nunca mais vai ser a mesma. E eu nem sou nada (...)
Ter | 13.10.15

tens uma amiga

Maria Araújo
    Essa amiga pediu-te várias vezes dinheiro emprestado, mas sempre o pagou. Volta a pedir, desta vez uma razoável quantia, que te faz falta, que seria devolvido no final do mês. Passaram um, dois, três meses e não o recebeste.   Ela não te procura, não te liga, evita encontrar-se contigo, não te dá uma palavra de satisfação sobre o (...)
Qui | 17.09.15

"estou com uma larica!"

Maria Araújo
  faz hoje seis anos que o meu pai faleceu. acordei cedo, planeei ir ao mercado comprar legumes e fruta. lembrei-me das flores (são muito mais baratas que nas floristas do cemitério), decidi não vir carregada, fui a pé. e já que estava na rua, deixei as compras em casa, peguei no carro e segui para o cemitério. na (...)