Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

#fique em casa 6 - sábado de poesia ... e de recordações

Maria Araújo, 21.03.20

 O Sapo desafiou-nos.

Eu não sei escrever poesia. Fui à estante, escolhi um dos livros do tempo de estudante, peguei numa antologia editada em 1965, e adoptado no estudo do Português no então Liceu que a minha irmã frequentou.

Abri o livro numa qualquer página. Nessa página tinha uma folha de papel dobrada em quatro.

Abri-a.

Era uma carta para a minha irmã que, na altura, estudava em Londres.

Não me recordo de nada disto. Até estranhei a caligrafia, mais perfeita, mas só podia ser a minha( e tem um erro de ortografia).

A carta foi junto com uma encomenda.  Quando a minha irmã regressou teria guardado neste livro.

O poema  da página é de Gomes Leal, " O VelhoPalácio"

IMG_5895.JPGIMG_5894.JPG

a carta:

IMG_5899.JPG

IMG_5897.JPG

Perguntei-me como é que só agora descobri isto.

Há doze anos que ela nos deixou, mas vou ter o prazer de a mostrar às filhas.

 

dia 17 de Fevereiro

Maria Araújo, 17.02.20

7401fa42bb1bb3705ec49b7f7d29d242.jpg

que dizem ser o dia mundial/ internacional do gato.

Mas também há quem diga que é o dia 8 de Agosto.

Seja ou não seja, a minha gata não dormia aos pés da minha cama desde o Outono e até ontem.

Este época de Inverno, tem procurado o sofá da sala ou o do escritório para dormir.

Ontem, deitei-me no sofá da sala a fazer uma sesta, sentou-se em cima de mim, adormecemos as duas, até o telemóvel tocar.

Depois, ao final da tarde, fui dar com ela no canto da minha cama e à noite, quando fui dormir, lá estava ela, de novo, a um canto da cama.

Pensando eu que ela ia sair do quarto, em vez disso, deixou-se ficar.

Deitei-me. E ela ficou, também, a dormir.

Acordou-me às sete horas, como sempre, para abrir a porta da varanda.

Voltei para a cama e adormeci.

Felizmente, o telemóvel despertou-me para me levantar e ir ao ginásio, pois tive um pesadelo cujo tema era elevadores. Odeio sonhar com elevadores e comboios. São sempre negativos e turbulentos.

Então, sendo ou não o dia mundial do gato, aqui fica uma foto acabadinha de tirar à Kat, que se senta numa cadeira da sala a apanhar este bocado de sol que entra pela janela.

1581957845752.jpg

 

 

 

 

 

 

 

palavra do dia # 1

Maria Araújo, 13.02.20

2020-02-13 (2).png

Ontem,  sentada no sofá, sem ter passado pelo sono, quando dei pela hora de dormir eram 00:45h.

O despertador é o telemóvel, hoje não tinha intenção de ir ao ginásio, o telemóvel ficou na sala. 

Às 7:00h a Kat acordou-me ( de quando em vez tira-me do sério, obriga-me a levantar e ver o que quer ) percebi  que queria a varanda aberta,puxei o estore, abri-a porta, Foi à sua vida, e eu voltei para a cama.

Quando acordei, convicta que seriam 9.00h, olhei o pequeno relógio que tenho na mesa de cabeceira, eram 11:00h

Como, Maria?! Dormiste dez horas!  Há quanto tento não dormias um sono tão bom?, comentei para o meu decote.

E o dia correu muito bem.

 

 

um pouco de sol

Maria Araújo, 12.11.19

Saí de manhã cedo para apanhar o comboio para o Porto, estava nublado e húmido, soube bem o capuz do casaco que protegia o cabelo cortado no fim de semana.

Depois da consulta, o sol parecia querer dar um pouco de vida ao dia, fui ver as novidades, vi um casaco MaxMara que gostei muito e compraria se não custasse cerca de 1800 euros. 

Tanto que vi, comprei uma saia de 20 euros 

E pelas ruas do Porto, lembrei-me de tirar umas fotografias.

IMG_20191111_121723.jpg

IMG_20191111_144618.jpg

IMG_20191111_144830.jpg

IMG_20191111_144855.jpg

 

do meu fim de semana

Maria Araújo, 02.10.19

Com os bilhetes para o Altice Forum Braga para este  espectáculo, reservara mesa para quatro  pessoas, neste restaurante (as opiniões são favoráveis)  quem me atendeu pediu que fosse para as 20:00h, avisei as outras "miúdas".

Comecei a manhã com uma aula de Yoga,  de tarde estive por casa a arrumar umas coisas, ao final da tarde fui ver a aula de natação do meu sobrinho neto, quase a fazer 2  anos, a aula acabava às 19:00h, ficara por pouco tempo... E que feliz estava ele, com a mãe, a brincar na água, ora com o esparguete, ora com o colchão, ora a bater com as pernas!

Quando me apercebi que depois de sair da piscina a mãe tinha de dar banho ao miúdo, tomar o dela , vesti-lo, vestir-se, não era fácil fazê-lo sozinha, deixei-me ficar para a ajudar.

Tratei dele, passei a toalha pelo corpinho fofo, levei-o para a bancada onde estão os secadores de cabelo, sequei-o. 

A mãe já se encontrava no balneário, ajudei-a a vestir o menino. Pronto ficou, saí do balneário, sentei o miúdo no banco e dei-lhe umas bolachas e um sumo.

Quando saímos do edifício, o relógio marcava 19:30h, tinha uma amiga à porta de casa à minha espera, eu deixara o telemóvel em casa a carregar a bateria.

Eles seguiram para casa do avô, que fazia anos, eu ainda tinha de andar 10 minutos a pé.

Vivo perto do Forum, mas lembrei-me que havia festa depois da actuação dos cantores convidados, eu queria dançar, sair do Forum às 3:00h, ou mais, e regressar a casa a pé com uma das amigas que vive longe, decidi levar o carro e estacioná-lo ( a hora não era a de maior movimento) num parque em frente ao restaurante.

E ainda bem que o fiz.

Às 20.15h entrávamos no restaurante. Faltavam mais duas pessoas, ligámos a avisá-las que chegáramos, esperávamos por elas.

Uma delas, que também vive perto do Forum, chegou um pouco depois, mas a outra ( minha irmã mais nova), que ficara de aparecer em minha casa, não conseguiu aparecer a horas, levava o seu carro e iria ter connosco.

Mas os minutos passavam, ela não chegava, liga, uma, liga duas, liga muitas vezes, ora não atendia, ora quando atendia dizia que andava à procura de estacionamento.

Entretanto, os empregados andavam de um lado para outro a atender os clientes, a nossa mesa ficava em frente ao balcão, ignoravam-nos, até que pedi que viessem atender-nos.

Pedimos para nós as três, avisamos que viria um terceira pessoa, depois pediria o prato.

Como estavamos numa pizzaria, e tendo chegado a horas, e com reserva de mesa,  deduzimos que o serviço seria rápido.

Passavam os minutos, a comida não vinha para a mesa. Perguntaram-nos se queríamos as bebidas antes de os pratos virem para a mesa, que estavam quase prontos, pedimos que viessem junto.

Às 21:00h veio o prato de bacalhau que a minha amiga pedira. As duas pizzas não vieram, a minha amiga esperava que o empregado as trouxesse, eu aconselhei-a a comer, não devia deixar esfriar o bacalhau.

Passaram mais 10 minutos, insisti que iniciasse a sua refeição.

Chamamos o empregado, ele informou que as pizzas estavam a sair, mas o facto é que sempre que víamos pizzas em cima do balcão o destino delas eram outras mesas.

Entretanto, a minha irmã não chegava, ligamos imensas vezes, o telemóvel estava com problemas, nem sempre conseguíamos falar com ela, até que liga-nos e pede por favor que peçamos qualquer coisa para ela, estava a morrer de fome.

As nossas pizzas ainda não tinham chegadao, pedimos uma para ela, questinamos o empregado sobre a demora das nossas " Temos a casa cheia, não esperávamos, o serviço está atrasado".

Às 21:30h vieram as duas, e grandes, pizzas. E a minha irmã, finalmente (com 1:30h de atraso), chegou.

Foi comendo das nossas pizzas, quando eu já estava satisfeita ( comi 4 fatias), passei o meu prato para a sua frente e disse-lhe que fosse comendo, quando viesse a pizza dela ( se viesse), levaria-a para casa, comia-a no domingo.

A pizza foi posta à sua frente 15 minutos depois de chegar. Comeu duas fatias.

O empregado levantou os pratos das pessoas que tinham acabado a sua refeição, e foi então que reclamamos o serviço:

porque reservamos mesa e pediram-nos que fossemos para as 20:00h, que passavam junto à nossa mesa não traziam a lista, que as pizzas deviam ter vindo junto com o prato de bacalhau, que o serviço era muito fraco. 

O empregado não sabia o que fazer, pedia desculpa.

Saímos do restaurante às 22:30h. 

No Forum ainda tirámos umas fotos na passadeira vermelha ( red carpet), os La Frontera já tocavam ( um pouco aos "berros") as melhores canções foram as últimas.

IMG-20190928-WA0017.jpg

Seguiu-se Cock Robin, algumas músicas que não conhecia, muito aplaudido, cantou algumas das canções que nos fizeram cantar junto com ele.

À meia-noite, entraram em palco os Boney M. Foi a loucura total.

Cantou-se, dançou-se, aplaudiu-se... e Liz Mitchell dizia a cada intervalo de canção:  "We love you".

E se pudessem ter ficado a noite toda, não nos cansávamos de aplaudir, de cantar, de dançar.

Depois, veio a Festa.

Dois DJ's puseram o pessoal a dançar, a saltar, a cantar tudo o que era música dos anos 70 e 80, não só estrangeira, como portuguesa : Doce, Carlos Paião, Xutos e Pontapés, António Variações, Da Vinci,  Hermam José, José Cid, enfim, as que nos aminaram e deixaram-nos esquecer o trabalho, as preocupações, o cansaço.

Dançámos muito.

Saímos do Forum por volta das 03:45h. Levei-as a casa.

Às 04:30h cheguei à minha, ainda trocámos umas mensagens no whatsapp sobre esta divertidíssima noite ( refiro que estavam muitos jovens mas a maioria do público era maduro), deitei-me às 05:h00. Mas o sono, malandro, não quis nada comigo.

Os comentários?

Adorei, é para repetir, precisamos de mais, a vida não é só trabalho...

Em Dezembro há outro espectáculo.